Abriu-se e encontrou umA Pedra no MEIO do caminho…

A PedraO blog “Abre-te Sésamo” não é mais o mesmo! Está passando por reformulações e se unindo à um novo blog: A Pedra! A intenção é ampliar os escopos de investigação e buscar novas colaborações e pontos de vista ainda mais diferenciados. Assim, o escopo geral a ser abordado no novo blog será Educação, Tecnologia e Movimentos Abertos.

Portanto, os assuntos sobre movimentos abertos relacionados à Educação e à Tecnologia, por mais tangenciais que sejam, passarão a ser publicados nA Pedra! Mas continuaremos divulgando tais publicações por aqui, informando, ao menos, o resumo dos posts publicados lá!

O primeiro post descreve o nascimento do novo blog. Uma leitura interessante para quem acha que pedras não nascem. Com certeza, talvez não brotem, mas, assim como ideias que não precisam ser plantadas, A Pedra nasceu!

O que o futuro reserva à Pedra?

Textos sobre os movimentos de abertura não relacionados de nenhum modo à Educação ou Tecnologia, por nenhuma ligação mais espúria que possa haver, continuarão a ser postados aqui. Todos os outros serão publicados integralmente lá e apenas informados aqui.

Sim, provavelmente a frequência de publicação de textos mais longos desse blog deverá diminuir. Mas esse é justamente um dos motivos pelo qual se decidiu-se pela unificação dos blogs que vão compor A Pedra. Na vida tão corrida do cotidiano de praticamente todos, é bastante trabalhoso manter um blog ativo e com publicações constantes. Então, buscamos unir forças para conseguir uma periodicidade maior num único blog, com mais colaboradores e pessoas entusiasmadas com o que fazem.

Portanto, pedimos desculpas aos nossos antigos leitores, que continuarão sendo avisados das publicações aqui. E, sempre que forem atraídos por algo de interesse, poderão acompanhar o texto completo apenas clicando num link que levará ao novo blog! Long Live Rock, isto é, vida longa à Pedra.

Sobre Cássio Ricardo Fares Riedo 5 Artigos
Doutorando em Educação (FE), psicólogo, químico, programador e analista de sistema. Envolvido com software livre desde os 16 anos qdo começou a programar. Acredita que, com a atual mudança no sistema de produção em direção a digitalização das informações, o movimento de abertura em várias áreas (open source, open science, open data, recursos educacionais abertos, etc.) possa propiciar uma sociedade mais justa e solidária, com uma melhor distribuição dos conhecimentos e mesmo de renda.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*