Celebridades e a gripe suína – você queria ter um filho assim?

 

A nova doença que vem desesperando boa parte da população pode afetar especialmente algumas personalidades do show bizz. Seus hábitos e coisas a que se expõem no trabalho têm potencial de aumentar significativamente as chances de ser infectado pelo vírus. Este seria o caso de Dado Dolabella, Luciano Huck e Lindsay Lohan. Mas a classe estaria salva graças a outros integrantes como David Beckham, Kim Basinger e Bruno de Luca.

nolimite

Dois reality shows da momento têm demonstrado exatamente o tipo de comportamento que não se deve ter para evitar o contágio da nova gripe: A Fazenda e No Limite deram a cada episódio demonstrações da despreocupação com a higiene que favorece a passagem do vírus do ambiente para o corpo. Sem condições mínimas de manter hábitos salutares, os integrantes das equipes Manibu e Taiba têm que usar lona como lençol, não dispõem de muito sabonete (Álcool gel? Nem nos mercados tem mais!), sem contar a alimentação pra lá de exótica. A vantagem é que o vírus não sai passeando por aí do nada, teria que ter chegado lá no corpo de alguém. Mas é bom que a Bia perca rapidinho os maus hábitos depois da eliminação ou poderá sair do “No limite” e virar “A próxima vítima”. O mesmo vale para o mais novo milhonário, Dado Dolabella, Tamiflu não pode ser vendido no Brasil… nem por 1 Milhão!

 luciano_huck_angelica

Outro “péssimo” hábito dos famosos é a socialidade, Luciano Huck e Angélica, por exemplo, estão programando uma festa de aniversário para o apresentador em Nova York com show exclusivo do Marcelo D2 e tudo. Para ter idéia, a festinha de aniversário do filho reuniu 200 convidados, fora a imprensa e organização. Tanta gente junta aumenta bastante a chance de contágio, é por isso que escolas e comércio são fechados nestes casos, visando evitar aglomerações onde a transmissão é bem mais rápida.

lindsay_lohan

Todo o mundo sabe que as celebridades vivem de sua imagem, é por isso que o meio está repleto de beldades de corpos sarados sem um grama de gordurinha fora do lugar. Mas isto também é arriscado para quem pode ser rondado pela gripe suína, já que a produção de defesas pelo corpo, os anticorpos, está intimamente ligada à gordura. A falta de gordura corporal de pessoas como a Lindsay Lohan ou o excesso de treinamento muscular para hipertrofia do Hugh Jackman tenderiam a baixar nossa resistência aos patógenos, no caso dele por estresse oxidativo das células musculares, no dela por falta de veículo para incorporar ao corpo determinadas vitaminas ou fonte de energia.

Bruno-De-Luca

Com as ferramentas modernas de fecundação artificial e biologia molecular não é mais tão ficcional poder selecionar o filho perfeito. A reflexão que faço a partir deste surto da nova gripe é: será que temos competência para escolher as melhores características para nossos filhos numa nova onda de eugenia? Tomando as celebridades como exemplo do que valorizamos, poderíamos eliminar um embrião com propensão anti-social, avesso a pessoas, mas que num surto desses se sairia muito melhor do que aqueles que vivem em aglomerações, é o caso de um portador de síndrome do pânico como Kim Basinger. Também eliminaríamos um portador de compulsões como lavar as mãos excessivamente, algo extremamente valioso atualmente e possuído pelo David Beckham. Por fim, eliminaríamos desvios da forma física idealizada, a mesma barriguinha que desmerece o Bruno de Luca frente ao Hugh Jackman poderia ser a que o pouparia da pandemia, desde que isso tudo fosse geneticamente codificado.

 

Imagens: www.ofuxico.com.br

 

Este post faz parte da blogagem coletiva, "Cientista também caça paraquedista" patrocinado pelo Science Blogs Brasil.

Discussão - 5 comentários

  1. carina disse:

    Oi, li sobre seu texto acima e gostaria de salientar sobre alguns pontos. Concordo com a parte em que vc diz sobre as celebridades e o que elas tem trazido de inutil para nossa cultura. Concordo com o desvio da nossa atenção da pandemia da gripe e sobre o que não eh divulgado pela imprensa para a duvidosa importancia sobre a vida dos ganhadores dos realities. O que eu gostaria de destacar é que achei q faltou um pouco mais de conhecimento sobre a carreira do ator Hugh Jackman. Sou moderadora do site dele no Brasil e portanto me senti na obrigação de esclarecer que a figura do ator não busca hipertrofia muscular com o fisico sarado. Cobnhecendo a carreira dele melhor vc poderá saber que a preocupação com o fisico dele em seu trabalho não é exagerada a ponto de causar tal dano. Acredito que vc tenha se expressado um pouco enganosamente ao cita-lo como um exemplo dessa doença ja que a sua descrição me remeteu a algo do tipo que o ator Mickey Rourke ou o Stallone serve como melhores exemplos. Claro que como fã iria pender à defesa dele, mas tb não devo deixar que como uma pessoa esclarecida vc tenha uma visão equivocada sobre o rapaz.
    Disponho meu email para esclarecimentos se assim vc desejar.
    Boa sorte com seu blog.

  2. bessa disse:

    Carina, baseei meus comentários sobre o treino do Hugh Jackman em um artigo da Men’s Health norte-americana que falava em hipertorfia e sobretreino, assim como demonstrava o que você disse sobre ele não ter paranóias com a forma física, que era apenas uma condição do seu papel. Confesso que não conheço nada da carreira do moço além do resultado dela nas telas. A idéia de mencioná-lo no post foi só como um exemplo de como um corpo sarado pode ser esteticamente perfeito, mas deixar-nos desprevinidos contra outros fatores, assim como todas as outras celebridades que mencionei.

  3. Davi disse:

    Hehehe..
    Muito legal o post!
    Mas acho que ele poderia prticipar da campanha “Caça aos paraqudistas” do SBBr.. celebridades “bombam” nas buscas do Google..
    rsrs

  4. Igor Santos disse:

    Carina, eu trabalhei como assistente de palco para Jackman nos bastidores do espetáculo The Boy From Oz e ele realmente aparenta um excesso de cuidados com o corpo e uma preocupação exagerada com o nível de gordura em seu organismo.
    Bessa, adorei seu artigo!

  5. Marão disse:

    Olha, não vamos perder o foco, o recado do Bessa é claro e não me interessam as idiossincrasias e paranóias de celebridades que estão mui distantes de nossa mísera realidade. Os exemplos não comprometem o raciocínio nem estão eivados de crítica. Aqui sim, temos de lutar com convênios médicos de arake e caríssimos, com a insanidade dos hospitais públicos à mingua, com o desprezo das autoridades, com o avanço inexorável dos óbitos e por aí vai. É nisso que temos de prestar atenção e deplorar a falência dos nossos serviços público e privado de saúde. Se correr o vírus pega e se ficar…o vírus come. Marão

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM