Tudo em um ano 5 – Nossa casa, a Terra

Finalmente no dia de hoje, 4,6 bilhões de anos atrás, nossa casa se formou. Imagine que os fogos de ano novo de 2010 foram o Big Bang, nosso pálido ponto azul, a terceira esfera rodopiante desde o sol apenas teria se formado no dia 1º de setembro.

As nuvens de poeira cósmica que vinham viajando desde o Big Bang se tornaram mais e mais densas. Pontos onde poeira e gases quentes se adensaram mais são chamados de anãs marrons, até que uma hora a temperatura e adensamento são tão grandes que átomos de hidrogênio começam a fundir-se formando hélio. Pronto, temos uma estrela.

No nosso ano universal o sol se formou anteontem. Junto a ele, rodeando-o graças a sua atratividade gravitacional, estavam aglomerados de partículas na forma de anéis (como se o sol fosse saturno). As partículas de alguns destes anéis foram colidindo, aglomerando-se e dando origem a protoplanetas, um deles foi a Terra.

A proto-Terra cresceu aglutinando partículas ao seu redor até que seu centro tornou-se tão quente que os metais que a compunham derreteram. Assim, seu núcleo é formado por ferro derretido, entre outros elementos. Neste momento uma nuvem de gás de silício condensou-se ao redor de nosso planeta, solidificando-se em sua superfície na forma de rochas duras. Havia ao nosso redor uma atmosfera de gases leves como hidrogênio e hélio. É possível que um vento solar tenha soprado para longe estes gases. Dez milhões de anos mais tarde, o volume que nosso planeta já havia atingido foi suficiente para atrair outros gases para nossa atmosfera, como o vapor d’água.

73E_earth_impact_moon

Lua crescente, declaro ser o seu mais lindo amante e com você quero me casar

Fonte: novacelestia.com

Mais ou menos há uns 4,4 milhões de anos acredita-se que outro proto-planeta (meio barbeiro) que orbitava próximo ao nosso desestabilizou sua órbita e colidiu com a Terra ainda em condensação. Isto fez com que uma parte pouco densa de nossa superfície nos deixasse, constituindo a lua.

Discussão - 7 comentários

  1. Robson disse:

    Parabéns ao nosso planeta, muito bom saber que há algo mais importante para se comemorar nessa data do que um tal de centenário que estão comentando por aí.
    Quanto a idade da Terra, não seriam 4,6 bilhões de anos ao invés de 4,6 milhões.

  2. HPLC disse:

    Não tinha ouvido falar em uma data específica, interessante!

  3. bessa disse:

    É, caro leitor de colunas gasosas. As datas que eu coloquei aqui são aproximações com margens de erro da ordem de dezenas a centenas de milhões de anos. Então esta data específica é meio fantasiosa, mas serve ao propósito da série.

  4. bessa disse:

    4,6 bilhões, você tem toda a razão. 4,6 milhões foi anteontem em termos geológicos. Corrigido!

  5. Anderson Bautz disse:

    Ótimo texto! Tenho acompanhado a série e creio que as coisas vão começar a correr um pouco mais a partir de agora. Espero ansiosamente o daqui 4 bilhões de anos!
    Mas apenas uma correção, acho eu. O núcleo da Terra não se parece com o Sol, o calor gerado pelo núcleo terrestre é por decaimento radioativo, não fusão nuclear. A não ser que na proto-Terra tenha sido diferente e eu ainda não sei.
    Mais uma vez, ótimo texto!

  6. bessa disse:

    Isso mesmo, Anderson. Obrigado pela correção. Decaimento radioativo e outras duas formas de calor. Ainda resta em nosso núcleo calor resultante do processo de aglomeração de partículas de 4,6 B.a.; também há calor no núcleo da Terra derivado do atrito entre as camadas mais profundas e as mais superficiais de magma, que giram a velocidades diferentes.

  7. juliane disse:

    se continuarmos cuidando pode melhorar cada dia mais ,ajuda o nosso planeta á desenvolver.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM