Bicho bizarro: Cavalo marinho


Uma jóia da evolução, esta espécie é muito comum no litoral brasileiro
Foto de Ary Amarante

Nessa semana do dia dos pais o bicho bizarro é uma homenagem ao meu. O cavalo marinho é um dos pais mais cuidadosos do mundo animal, ele desenvolve uma bolsa incubadora que recobre o seu abdômen e a abertura genital. No momento do acasalamento a fêmea introduz seus gametas na bolsa do macho, que os fecundará e guardará até o momento da eclosão, dessa forma, é o macho do cavalo marinho quem engravida. A anatomia do cavalo marinho é tão modificada que ele nem parece mais um peixe, sua boca se alonga permitindo alimentar-se de pequenos itens na coluna d’água ou em frestar nos recifes, suas nadadeiras peitorais encolhem e a dorsal ganha a função de fazê-lo nadar. Os cavalos marinhos têm a cauda prênsil como a de um macaco prego, eles a usam para se agarrar em objetos submersos. Os cavalos marinhos vêm sendo ameaçados tanto pelo comércio ilegal como peixes ornamentais quanto mortos como souvenires, a devastação de manguezais e recifes também os tem prejudicado. No Brasil o grupo de pesquisa da Prof. Ierecê Rosa (UFPB), na Paraíba, tem gerado dados importantes para a conservação dos nossos cavalos-marinhos.

ARKive video - Pygmy seahorse camouflaged against coral
Mestres do disfarce, cavalos marinhos se camuflam muito bem no ambiente.

Powered by ScribeFire.

Discussão - 1 comentário

  1. Daniela Lima disse:

    Sempre digo que adoraria encontrar um homem tipo cavalo marinho, brinco com isso até durante as minhas aulas de ciências!!
    Votei no Blog!!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM