Bicho bizarro: mussurana


Mussurana, uma aliada duvidosa
Fonte: http://animaldiversity.ummz.umich.edu/

Imagine como seria um bicho de botar medo em cascavéis e jararacas. Nosso bicho bizarro da semana é uma serpente que come serpentes, mesmo as mais venenosas. A mussurana é um colubrídeo dos mais inofensivos a nós humanos, possui presas apenas no fundo da boca e é pouco inclinada a usar seu veneno para nos atacar, mas seu organismo resiste aos venenos de outras serpentes, excetuando-se apenas o neurotóxico das corais verdadeiras. Não surpreende que seja exatamente essa serpente o símbolo do Instituto Butantan. A mussurana começa seu ataque constringindo a presa que em geral é engolida pela cabeça, outros itens que a mussurana come incluem pequenos mamíferos e aves e alguns lagartos. A imensa habilidade que o ser humano tem de generalisar e agir com preconceito faz, frequentemente, com que pessoas matem mussuranas por temerem sepentes venenosas, sem saber que seria justo ela sua aliada nesse combate.

Briga de cobra com cobra
Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=lnmqAUP0M6g

Powered by ScribeFire.

Discussão - 1 comentário

  1. Arion Maciel Sanchez disse:

    É mais uma estoria do que comentário. Lá se vão quase 15 lustros. Morávamos em uma herdade (quinta) urbana, como se diz hoje autossustentável, de tudo tem um pouco. Galináceos, cabras, porcos e até a rara galinha d’angola. Pássaros da região em busca de comida e abrigo. “Galo Indio” massageado pelo tratador e paramentado (bico e esporão postiço) em dia de rinha, o único recluso devido seu alta letalidade, os demais fuçam, ciscam, ruminam ao bel prazer… Harmonia total somente quebrada no momento do abate semanal.
    Por lá enorme “muçurana” roja imponente. Preta brilhante… Tão mansa que se aproxima e pendurada em um galho da frondosa laranjeira (baiana de umbigo) placidamente assiste as “peladas” no espaço abaixo…
    Orgulho do Papai e por anos motivo de visitação para ver o seu Ze “pegar a cobra”… Naquele tempo as mulheres desmaiam por qq motivo e lá, ao confundir cobra com lagarto, se realizam. Pois é, um belo dia Papai contrata serviçal de limpeza e nem é necessário chegar ao epílogo do causo. Papai quase teve um enfarte ao ouvir: “Oiá que baita cobra EU matei… Que perigo pras criança”

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM