Sorteio de Natal – Livro de Comportamento Animal

Semana passada ocorreu o lançamento do meu livro com a Prof. Ana Arnt, Comportamento animal, teoria e prática pedagógica, pela Editora Mediação. O livro foi escrito para professores de ensino fundamental e médio e traz uma coletânea de textos sobre o comportamento animal em suas diversas faces seguidos de atividades práticas simples para ilustrarem os conceitos apresentados.

Capa do livroTem experimentos sobre socialidade com cupinzeiros, simulações do comportamento de predação usando confeitos de chocolate e várias outras sugestões para tornar as aulas mais agradáveis e compreensíveis. Todos os capítulos se pautaram por perguntas que poderiam muito bem ser perguntas científicas de etólogos. Sempre acreditei no comportamento animal como uma forma de encantar pessoas pela biologia por se tratar de eventos mais fáceis de ver no espaço (ao contrário da respiração celular na escala micro e da convergência evolutiva entre mamíferos sul-americanos e marsupiais australianos na escala macro, por exemplo) e no tempo (ao contrário do desenvolvimento embrionário, por exemplo).

Então lanço agora o desafio. Quero que vocês me contem nos comentários quem foi o melhor professor da vida de vocês e por que. Vou sortear dia 2 de dezembro dois exemplares para quem responder, assim chega de presente de Newtal. Não se esqueçam de deixar seu e-mail para eu entrar em contato com os ganhadores.

Discussão - 14 comentários

  1. Uma professora inesquecível para min foi a Dona Selma, de geografia no ens. fundamental. Hoje faço o curso de Ciências Biológicas e agora tenho muitos professores que admiro bastante !

    ”eu lhe perseguirei: @paivakind

  2. onezimo urias bertacco pistolatti disse:

    olá meu caro, gosto de animais e tudo que faça parte da biologia, meus professores inesqueciveis foram dois, o primeiro eu não me lembro o nome. era professor de biologia, veio de longe alagoas pra rondonia, me ensinou muito e me motivou quando fiz um seminario em grupo sobre o trabalho das enzimas no papel digestivo, estava com o braço direito quebrado, rsrs, quando terminei o seminario com o grupo, ele me elogiou muito, e nem se quer deu alguma explicação aos alunos sobre o tema, confiou completamente em minhas explicações feita a classe, deste dia em diante ele sempre me motivou a ser mais do que eu posso ser, ele não sabe mas o admiro… e não menos importante, meu professor Marcelo, lembro-me do nome dele por ser bem recente e por já estar mais crescido, meu professor de quimica, nunca havia visto a quimica tão bem detalhada como ele me mostrou, abriu minha mente pra observar como tudo se liga e se modifica atraves das cadeias carbonicas, disse a ele que seria um quimico, fisico e biologo… pois gosto muito do micro movimentando o macro… e espero ter vc como alguem ilustre no papel do meu conhecimento, ainda mais sobre o comportamento animal, no qual só vejo no Discovery Channel, rsrsr já me ajudou… grande abraço e a proposito, é uma grande iniciativa… ABRAÇOS, fico no aguardo, ansioso.

  3. Com toda a certeza foram quatro professores. De 10 a 12 anos de idade. Eles foram meus primeiros “alunos”, de um projeto extracurricular que feito durante a graduação em Biologia, se chamava “Aprendendo com alegria”. Foram 1 ano e meio de puro aprendizado. Passar da teoria do ensino de ciências à prática foi um desafio muito grande e inesperado, ainda mais para alguém como eu, que achava que entendia muito de educação. Todas as aulas eu e meu amigo levávamos uma “rasteira pedagógica” das crianças. Essa termonologia nós inventamos para as situações em que achávamos que seriam tranquilas e, na hora, muitas pequenas coisas inesperadas aparecem, e nem tudo (ou quase nada) acontece como o planejado. Isso pode ser um pouco frustrante no momento, mas gera um aprendizado enorme. Trabalho com educação há sete anos e ainda tomo algumas boas rasteiras! Mas a ideia é essa, tudo é um processo, podemos ver flores dependendo de onde olharmos. Nunca vou me esquecer do Matheus, Fernando, Wesley e Étore!

  4. Minha melhor professora foi a Nice, de ingles do FISK… Eu era caidinho por ela (como todo menino de 12 anos) e foi dela a primeira indicacao de um livro de literatura(?), o Navegante de Morris West. Antes disso eu só lia divulgação científica, paracientífica e ficção científica, eu era muito nerd…
    Até hoje leio Morris West para relaxar, recomendo “Um Mundo Transparente”.

  5. Meu professor inesquecível na verdade foram quatro. Quatro crianças de 10 a 12 anos, que me ensinaram a sair da teoria pura para a teoria e prática no ensino de ciências. Matheus, Fernando, Étory e Wesley sempre conseguiam aniquilar o que eu e meu amigo havíamos planejado para as situações de aprendizagem do projeto extracurricular fazíamos em uma escola pública durante a graduação de Ciências Biológicas. Foram um ano e meio de puro aprendizado, com as “rasteiras pedagógicas”, termo que eu e meu amigo criamos para designar os momentos em que a prática e suas situações inesperadas davam uma rasteira em nós…era frustrante no início, mas geravam muito aprendizado. Até hoje levo rasteiras pedagógicas…mas com menor frequência…=)

  6. Ops, perdão, Eduardo Bessa, achei que o comentário antigo não havia sido enviado!

  7. Gabriel Kryszczun disse:

    Para mim inesquecivel foi a professora Regina, que lecionava história. O modo como dava aula era fantastico, contava os eventos históricos com tanta paixão e empolgação que parecia que havia presenciado. Com certeza influenciou muito minha escolha para ser professor de biologia.

  8. Rodolfo Contini disse:

    Melhores professores na minha vida foram meus pais que se esforçaram em me ensinar o gosto pela leitura, condição primeira para conhecer o mundo e me conhecer melhor. Todos os outros professores empatam no segundo lugar.

  9. A Professora que marcou a minha vida se chama Sandra e me deu aula de Ciências na 5ª serie. Com a elaboração de uma feira de ciências e até mesmo de aprender a fazer papel reciclado, aprendi a importância da natureza, o respeito aos animais e as pessoas e principalmente o amor pela ciência. Foi por influência dela e das aulas sempre tão dinâmicas que me formei em Licenciatura e Bacharel em Ciências Biológicas. Hoje, tento ser para os meus alunos tudo que ela foi para mim.

  10. Angélica disse:

    Em meio a tantos professores que já tive na escola, na pintura, na musica, no inglês é difícil dizer que um deles é o melhor, porque tudo que sou hoje deve um pouquinho a cada um destes….agora um professor que sem duvidas tem um destaque na minha vida foi o professor Cleiton na 6ª serie ele era formado em matemática mas me dava aulas de Ciências, e eu sempre fui apaixonada por ciência e sempre lia o LD antes da aula, além de outros livros e durante a aula eu ficava interrompendo e fazendo perguntas que ele não sabia ou adiantando a aula dele, ate que um belo dia ele chamou minha mãe é disse para ela que eu iria me frustrar muito na vida por ser “pra frente”….e graças a ele eu me dediquei mais ainda a ciência e hoje sou bióloga e professora do ensino superior.

  11. Samir Elian disse:

    Uma professora que me marcou muito foi a Andreia, professora de ciencias na 5a e 6a serie. Ela criou na escola o clubinho de ciencias, onde juntos, alunos de 5a ao 3o ano conviviam e discutiam temas diversos em ciencia. Sem decoreba e com muita experimentacao, fomos apresentados a temas que variavam da botanica ao comportamento animal, passando pela astronomia, fisica e quimica! Foi uma experiencia inesquecivel, que infelizmente acabou quando a professora saiu da escola (foi para outro estado). Acho que teve uma pontinha de influencia quando optei pela biologia.

  12. Vitor disse:

    Ahhh…
    O melhor professor que tive foi Alberto, que dava aula de inglês no ensino fundamental (5ª série se não me engano). Ele foi um grande gerador de valores.
    Depois disso, nunca mais o vi…

  13. Michelle Sotelo disse:

    Minha melhor professora foi Dona Margarida,ela dava aulas de português.Apesar de ser um tanto ríspida na hora de ensinar,ela era uma excelente pessoa.Ela exigia muito,na época ninguém gostava muito,mas hoje com certeza muitos dos ex-alunos como eu a vê como a melhor professora.Ela com seu jeito ensinava não só a matéria,mas também como conviver com desafios,incentivava a leitura com trabalhos que tínhamos que fazer em grupo após ler os livros.Sem dúvida foi uma das professoras que mais gostei.Tempos bons.

  14. Maria Florencio disse:

    O melhor professor que tive foi o Pedrosa,meu professor de matemática.Era um doce de professor.Companheiro,amigo e acima de tudo um mestre.Ensinava com prazer e fazia com que todos os alunos aprendessem com prazer também.A sua calma e tranquilidade transmitia confiança.Ele fazia com que todos gostassem de matemática sem esforço algum. A última vez que o vi foi no telejornal local onde ele deu uma entrevista falando a respeito da educação.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM