Mistério dos morcegos

Foto de Alan Hicks, do Departamento de Conservação Ambiental de Nova York

Imagine entrar numa caverna e, além de ver morcegos pendurados nas reentrâncias do teto, ter que tomar cuidado para não pisar nos inúmeros cadáveres dos pequenos mamíferos voadores. É o que tem acontecido no leste dos Estados Unidos.

Não é novo, mas é das coisas que há meses ando com vontade de comentar. E o mistério continua. Duas espécies de morcegos do gênero Myotis têm morrido às pencas, sempre com focinho e asas polvilhados por um fungo branco. A doença foi por isso batizada de “síndrome do nariz branco” (White Nose Syndrome).

Na semana passada pesquisadores de vários lugares se reuniram em Albany, no estado de Nova York, para juntar dados e mentes. Não sei se chegaram a algo, mas até agora o que ouvi é que eles não sabem o que está causando a mortalidade. O fungo está lá, mas parece haver um consenso de que ele é uma infecção secundária, não a causa do problema.

Bactéria, vírus… uma coisa em comum entre os morcegos que morrem é que estão todos abaixo do peso. Uma hipótese é que eles – por algum motivo desconhecido – não conseguem engordar que chegue antes da hibernação. Aí começam a hibernar já meio magrinhos e, depois de uns meses inertes sem comer, ficam suscetíveis a qualquer infecção. E nunca chegam a acordar para ver a primavera.

Algumas explicações aventadas são: eles não estão se alimentando que chegue, talvez por alterações na composição vegetal do ambiente (plantações) ou porque pesticidas estão matando os insetos que eles comeriam (plantações outra vez); ou estão acordando no meio do período de hibernação (oscilações na temperatura?) e com isso perdem energia preciosa. São possibilidades graves que remetem ao desequilíbrio ecológico causado por atividades humanas.

Lembra o que vem acontecendo com as abelhas, outro mistério ainda no ar que aponta para desequilíbrio ambiental em vários níveis. Escrevi sobre isso há quase um ano na Pesquisa Fapesp.

Mais informações (em inglês) sobre os morcegos no site da sociedade espeleológica norte-americana.

Discussão - 3 comentários

  1. João Carlos disse:

    Eu já tinha visto uma notícia sobre o assunto (mas agora não acho a bendita fonte…), mas a quantidade de “surpresas desagradáveis” que os biólogos americanos estão encontrando em diversos setores do meio ambiente é tão grande, que essa me pareceu “apenas mais uma” (embora o autor do artigo mencione o papel dos morcegos no controle de pragas potenciais às plantações).O mais recente artigo do EurekAlert sobre morcegos fala, justamente, no seu papel como vetor de novas doenças… Que não seja outra “brilhante iniciativa” como a introdução da Mixomatose na Austrália… Nem o Bush pode ser tão estúpido!…

  2. João Carlos disse:

    Nada a acrescentar… Apenas eu esqueci de marcar o “keep me posted” no comentário anterior…

  3. Maria Guimarães disse:

    pois é… ecologia é coisa complexa, com elementos múltiplos que não temos como abarcar. aí a gente mexe no equilíbrio e depois se espanta quando tudo desmorona…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM