Emoções e a Vacina da Gripe A H1N1

O inverno foi turbulento no hemisfério norte. Não pelas nevascas, nem pelas alterações de temperatura, mas muito mais no que concerne às políticas relacionadas à pandemia da gripe suína. A OMS, em meio a acusações de interferências da BigPharma em suas decisões “pandêmicas”, prepara um pronunciamento cuidadoso sobre a “segunda onda” para não “baixar a guarda dos governos” (sic). Vacinas sobram nos países e os governos não sabem o que fazer com elas. Alguns doam. Pouca gente fala da “nova” gripe e a sensação é de “fim-de-festa”.

O argumento é que a epi(pan)demia não foi o que esperávamos, principalmente no que se refere à letalidade. Como não foi? Caríssimos leitores, o inverno de 2009 foi um dos períodos em que mais trabalhei na minha vida! Eu vi o bicho de frente. Insisti nas hipóteses não catastrofistas por acreditar (e saber) que gripe sazonal mata pra caramba também, além de dengue, febre amarela, malária e outras cositas desse meu Brasil varonil. Mas o negócio não foi brinquedo, não! Gente doente + Paranoia = Caos! Tentativas de respirar e pensar com calma foram vistas como peleguismo a favor do ministério da saúde. Teorias conspiratórias, informações desencontradas, médicos, autoridades e pessoas batendo cabeça, formaram um cenário patético com uma real sensação de fim-de-mundo!  Apesar da letalidade da nova gripe não ser comprovadamente maior, sim, existiam perguntas que ainda precisariam ser respondidas. A principal delas é que trata-se de um vírus desconhecido ao qual os seres humanos são extremamente suscetíveis. E assim terminamos 2009.

E eis que surge a vacina. Não que eu esperasse fogos de artifício, banda na rua, feriado nacional, mas também não precisava ser surpreendido por uma enxurrada de questionamentos sobre “quais os argumentos racionais temos para se tomar a vacina contra gripe A H1N1”! Descobri que médicos de outros países passaram pelo mesmo problema. Fiquei pensando bastante sobre isso e conclui que: o principal argumento racional para se tomar a vacina é a própria irracionalidade com que a epidemia foi enfrentada no inverno passado! Ou as pessoas vão querer passar pelas mesmas aflições? A vacina tem problemas? Tem. Como qualquer vacina! Ou vamos deixar de tomar a dupla adulto a cada 10 anos ou parar de vacinar os pequenos em função de seus efeitos colaterais? Mas que raio de raciocínio é esse? “Não vou tomar a vacina porque é nova e não sei exatamente de seus efeitos”. Mas essa é a mesma razão do porque a gripe A H1N1 é perigosa”: é nova e não sei de seus efeitos! Talvez a médica americana que escreveu isso tenha mesmo razão: “The dramatic shift in public sentiment over the course of this H1N1 epidemic is both fascinating and frustrating. It is clear that there is a distinct emotional epidemiology and that it bears only a faint connection to the actual disease epidemiology of the virus.” Epidemiologia emocional diferente da real. Nem desespero na época da epidemia, nem descaso agora, por favor! Um pouco de temperança (à época da epidemia) e de prudência (agora) não fariam mal.

Volta e meia, alguém me chama de “véio” carinhosamente no Twitter. Se ser velho é ficar, um pouco que seja, intolerante, acho que eles têm razão. Eu vou tomar vacina e dar aos meus filhos.

Para ler mais:

1) Portal da Bireme sobre H1N1.
2) Portal da OMS. (inglês)
3) FAQs do CDC sobre vacinação da gripe suína. (inglês)
4) Sobre a utilidade da vacinação (em francês).
5) Informações do Ministério da Saúde.

Discussão - 14 comentários

  1. Rafael |RNAm| disse:

    O louco, moçada!
    Muito bom. Valeu doc. E desculpa pelo “tio”, hehehe

  2. Eu falei pra não liberar a porção Jekyll do bom doutor.rere
    Saê, tem que vacinar.
    []s,
    Roberto Takata

  3. Michael disse:

    A diretoria da OMS promete uma avaliação sobre a maneira como administrou a pandemia.
    Keiji Fukuda, conselheiro especial da OMS, tratou de reagir.
    “Não, não superavaliamos os riscos do perigo do vírus. Não, não mudamos de definição da pandemia unicamente para agradar aos laboratórios farmacêuticos. Não, não estamos sob influência. Nós dispomos de medidas internas para evitar conflitos de interesse,” Outro problema é o vinculo entre a OMS e o ESWI, grupo de trabalho científico europeu sobre a gripe, que é financiado pelos mesmos laboratórios que são interrogados no Senado francês.
    O próprio modo de financiamento da OMS, metade privado, metade público, está sendo questionado por suposta opacidade.
    Dr. Russel Blaylock, neurocirurgião, autor e conferencista, que é especialista em nutrição e vacinas e é também editor do amplamente distribuído Blaylock Wellness Report, diz:
    Ninguém deve tomar a vacina contra a gripe suína
    – É uma das vacinas mais perigosas jamais imaginadas. Contém um adjuvante imunológico chamado esqualeno MF-59 que foi mostrado para causar graves desordens auto-imunes como a esclerose múltipla, artrite reumatóide e lúpus. Este é o adjuvante de vacina que está fortemente associada à síndrome da Guerra do Golfo, que matou mais de 10.000 soldados e causou um aumento de 200% na doença fatal esclerose lateral amiotrófica (doença de Lou Gehring).
    Este [gripe suína ] vírus mata, causando um tempestade de citocinas, o que significa que ele faz com que o sistema imunológico do corpo comece a reagir e é por isso que está matando os jovens e é uma doença leve no idoso. (Os idosos têm o sistema imunológico debilitado). Esta vacina é um poderoso estimulante imunológico e traz a real possibilidade de fazer a letalidade do vírus muito maior.
    Não tenho visto nenhum esforço grandioso nem preocupação quanto à aplicação de “vacinas” nesse caso.
    Todos sabem do descuido do nosso presidente com a educação e com a saúde no Brasil. Nossas crianças da rede pública não são reprovadas se tiverem notas insuficiente até a quarta série. Não preciso falar dos serviços de emergências do SUS, basta ligar a TV e ver diariamente como são. Por falar nisso, por que o presidente do Brasil não foi ser atendido no PROCAPE – (Emergência Cardiológica do SUS) e sim no REAL HOSPITAL PORTUGUÊS em Recife?
    Se você quer ser cobaia é problema seu, mas colocar sua família e de seus leitores em risco de doença e de morte…

  4. Rebecca Liñares disse:

    É importante lembrar que parte da responsabilidade pelo pânico e desinformação ocorreu por causa da imprensa – que fugiu ao seu dever de informar à população e tratou de vender mais jornais em cima da nova gripe e das pessoas que se infectaram.

  5. Gabriel disse:

    O post número 3 é um exemplo desse tipo de desinformação.

  6. maria disse:

    como uma das fontes da impaciência do doutor, eu não podia deixar de aparecer aqui…
    já entendi que a gripe causada pelo h1n1 atual é diferente da sazonal comum e que, diante dos sintomas distintos, cabe prudência. então acho que sei a resposta, mas vou perguntar mesmo assim: a argumentação seria muito diferente se estivéssemos discutindo a vacina contra gripe sazonal comum?
    acho que este post não estaria aqui se estivéssemos discutindo a gripe comum, mas boa parte dos argumentos parece valer para as duas. e a vacina contra gripe comum eu não tomo – não por achar que a vacina não é segura, mas porque para mim o custo-benefício não compensa (ou não parece compensar na hora que vejo a seringa).
    só insisto em pedir argumentos porque eu sempre tomo as vacinas que entendo serem necessárias: tétano, hepatite, varíola, febre amarela quando é o caso. assim que eu estiver bem informada, domino a frescura e entro na fila da vacina.

  7. Paula disse:

    É nóis! 22 de março vou ser a primeira na fila!
    E pra quem tá aí com graça,
    😛

  8. mattos disse:

    Eu estiver gripado posso tomar a vacina h1n1 sem plobremas
    obrigado!!!

  9. luiz disse:

    Sobre o esqualeno, basta 1 minuto de busca na web pra saber que não tem problema algum : http://pt.wikipedia.org/wiki/Esqualeno . Como médico, também estou fazendo minha parte no blog http://www.hiperboriax.blogspot.com . Quem quiser outras informações (e algumas piadas 🙂 do assunto pode acessar e podem perguntar no comentários.

  10. Edson disse:

    A vacina faz mal com bebida alcólica???

  11. antivacina disse:

    nao vou tomar a vacina a teoria de conspiraçao de reduçao populacional faz mas sentido do que as informaçoes divulgadas pela midia…

  12. Elenise Silva de Moraes disse:

    Tomei as duas vacinas na mesma hora,a h1n1 ea da gripe comum e desmaiei.Por que,será reaçaõ das vacinas?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM