Vacina Trivalente da Gripe A H1N1

Tenho recebido uma enxurrada de emails e comentários sobre a vacina da gripe H1N1. O governo está agora liberando, como anunciado, a trivalente, ou seja, uma vacina que imuniza contra 2 cepas da gripe sazonal mais a H1N1 [Influenza A / California / 7/2009 (H1N1); Influenza A / Perth / 16/2009 (H3N2); Influenza B / Brisbane / 60/2008]. As dúvidas são das pessoas que querem imunizar-se (aqui e aqui, por exemplo) pois tem sido difícil encontrar a vacina para gripe sazonal isolada, pelo menos em São Paulo!

Acho que o Ministério da Saúde (MS) “pisou na bola” nesse sentido. A boataria sobre a vacina não foi pequena! Deveria haver um esclarecimento maior sobre isso. Importante ressaltar que NÃO há contraindicações em se tomar uma nova dose da vacina contra H1N1 junto com as outras cepas da gripe sazonal. Abaixo, eu mostro porque vale a pena tomar a vacina, mesmo em dose dupla.

Os informes do MS estão interessantes. Aqui vão algumas conclusões selecionadas do último relatório que saiu em Abril.

“Segundo os dados do Sinan, a partir da base de dados exportada em 06 de abril de 2010, no período que compreende as semanas epidemiológicas 01 a 13 de 2010 (03/01 a 03/04/2010), foram notificados 2.509 casos. Deste total, 14,4% (361/2.509) foram confirmados para influenza pandêmica no Brasil(…)”

“Entre os óbitos confirmados para influenza pandêmica, a mediana de idade era de 25 anos (intervalo: 1 ano a 79 anos) e o sexo feminino foi o mais freqüente com 76% (38/50) dos óbitos confirmados, sendo que 73,7% (28/38) estavam em idade fértil (15 a 49 anos de idade), destes, 57% (16/28) era gestante. Do total de óbitos confirmados, 64% (32/50) apresentavam pelo menos uma condição de risco para gravidade, sendo que as gestantes representaram 32% do total de óbitos confirmados.”

influenza_final.jpg

Essa tabela mostra que durante as semanas epidemiológicas (SE) 1 a 13/2010 que cobrem o período de 03/01 a 03/04/10 morreram 50 pessoas de gripe suína no Brasil e há 45 em investigação para o diagnóstico. Desse total, continua o predomínio dos mais jovens e do sexo feminino com grande contribuição das gestantes.

Discussão - 17 comentários

  1. Bons seus posts, parabéns. A ciência agradece boas ideias.

  2. Karl disse:

    Hyde =)
    Gostei do seu blog também! Seja bem-vindo ao Ecce Medicus.

  3. denise disse:

    minha filha tem 7 anos e tomou a vacina da h1n1 trivalente da rede particular .. tomou uma dose inteira ela tera necessidade de tomar mais uma dose inteira ?

  4. Eduardo disse:

    Gostaria de saber a sua opinião sobre esse vídeo:
    http://vimeo.com/7965935
    Achei informativo e que cita fontes importantes. Queria que julgasse ele falando o que é mentira, mas não se focando apenas em algumas conspirações. É longo, tem cerca de 55 minutos.
    A freira que narra (sim, é uma freira. Mas o vídeo é fundamentado em dados médico-científicos) se diz formada em medicina pela universidade de Barcelona, especializada na Universidade de Nova York e formada em teologia em Havard. No vídeo é mostrado o site da campanha.

  5. Karl disse:

    Denise. Não.
    Eduardo. Para vc ter uma ideia, a data do vídeo no link que vc mandou é de 8 de setembro de 2009. Hoje, 8 meses depois, quase tudo que ela disse sobre as conspirações (desculpe, mas ela fala em conspirações, não eu) foram frustrados. Só no Brasil, 13 milhões de pessoas foram vacinadas sem maiores problemas.
    Além disso, as afirmações da doutora freira foram desmentidas dentro do seu próprio país. Os principais jornais da Espanha procuraram a doutora para dar explicações, mas não conseguiram localiza-la. Acho que vale a pena os 13 min e pouquinho do vídeo e as explicações do artigo. Eu, com certeza, não faria melhor. Ah, isso tudo está na wikipedia.
    http://www.elpais.com/articulo/sociedad/Desmontando/monja-bulo/elpepusoc/20091101elpepisoc_1/Tes
    http://vimeo.com/7436711

  6. Eduardo disse:

    Então:
    Uma parte do vídeo que achei um pouco lógica foi a “reflexão”. Quando ela disse que como o H1N1 tem índice de mortalidade bem menor que a gripe normal e pode causar efeitos colaterais como aconteceu com a garota americana que teve distonia, mesmo que sejam muito raros, compensaria mais não correr este risco já que a H1N1 é menos perigosa do que uma simples gripe sazonal. E como ela pode sofrer mutação também não compensa já que a vacina não teria efeito.
    E também tem o estado americano que assinou um documento(?) de acesso público que diz que ele não se responsabiliza caso as vacinas cause efeitos colaterais em alguém. O que tira uma garantia de que ela é realmente segura.
    Cara, nem estou querendo pregar ou provar nada, só gostaria de saber mais e desmistificar algumas coisas que vi, já que meu irmãozinho tomou a primeira doze e teria que tomar a segunda, mas pessoal aki em casa (incluindo eu) depois de ver o vídeo não quer levar ele não, então se puder falar sobre o que pus acima… Estou com dúvida do que compensa, ou melhor, prejudica mais.

  7. Karl disse:

    Eduardo. A história da menina com distonia já foi esclarecida. É uma distonia psicogênica e foi amplamente discutida nos EUA por gente competente. Se vc lê inglês, veja essess link http://scienceblogs.com/insolence/2009/11/dystonia_from_a_flu_vaccine.php
    http://www.theness.com/neurologicablog/?p=1152
    Tomar a vacina é uma opção de cada um.

  8. MARCO AURELIO disse:

    tomei dia 28-05-2010 a vacina trivalente e hoje dia 31-05- 2010 tomei a vacina contra influenza(gripe) depois que tomei que a funcionária me informou: Na realidade que tomar a vacina contra a famosa gripe suina. pode dar alguma reação?

  9. SILVIA TINOCO disse:

    Meus filhos de 2 anos e oito anos tomaram a vacina trivalente em clinica particular eles terão necessidade de tomar uma segunda dose da H1N1, a pediatra deles disse que precisa e agora tenho duvida se dou ou não a segunda dose.
    Por favor me esclareçam.
    Grata
    Silvia

  10. Ministério da Saúde disse:

    Denise,
    Se ela realmente tiver tomada a dose inteira não é necessário tomar novamente. Porém, virifique para ter certeza. Pois, a vacina contra a Influenza H1N1 é aplicada em apenas uma dose. No caso específico de crianças saudáveis maiores de seis meses a menores de dois anos, a imunização ocorre em duas etapas, com meia dosagem cada, em um intervalo de 21 dias entre cada uma. Isso também vale para crianças com doenças crônicas acima de seis meses até os nove anos.
    Att,
    Ministério da Saúde
    comunicacao@saude.gov.br

  11. Ministério da Saúde disse:

    Eduardo,
    Até janeiro de 2010, o Brasil teve mais de 27 mil casos de Influenza H1N1. Destes, 1.632 evoluíram para óbito. A pandemia é real e o Ministério da Saúde está cumprindo sua responsabilidade de prevenir a população brasileira do vírus. O Ministério da Saúde está cumprindo com sua responsabilidade com a promoção, prevenção e assistência à saúde dos brasileiros. Boatos difundidos pela internet é que prejudicam a prevenção contra o vírus. A vacina é segura, eficaz e protege a população. Mais de 400 mil pessoas já foram imunizadas no mundo, 70 milhões no Brasil, evidenciam que os eventos adversos associados a vacina são raros e, quando ocorrem, de leve intensidade.
    Att,
    Ministério da Saúde
    comunicacao@saude.gov.br

  12. Ministério da Saúde disse:

    Marco Aurelio,
    De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), os principais efeitos colaterais da vacina são dores de cabeça, nos músculos e articulações e febre. São sintomas leves, que devem durar cerca de dois dias. Em casos mais raros, pode haver reação alérgica.
    Att,
    Ministério da Saúde
    comunicacao@saude.gov.br

  13. vania disse:

    oi meu filho tomou as duas doses da h1n1,agora com 10 ms o pediatra aplicou a trivalente e falou que tem que tomar a seg dose.
    é necessario tomar as duas?
    obrigada.
    vania

  14. ilza izumi inoue disse:

    No último sábado apliquei a vacina trivalente cotra gripe, em uma clinica particular.
    Ontem à noite ( segunda feira) comecei a sentir minha nuca dolorida, porém com movimento, como uma dor muscular bem acentuada e dor de cabeça do lado direito como o início de uma sinusite.
    Gostaria de saber se esses sintomas são da reação à vacina ou será algum outro problema. Hoje terça feira as dores continuam.
    Obrigada
    Ilza

  15. Karl disse:

    Ilza. Acho interessante procurar um clínico para dar uma olhada em você.

  16. Ministério da Saúde disse:

    Ilza,
    Efeitos colaterais após a imunização contra Influenza H1N1 são esperados. Dores de cabeça, dor no corpo, febre são exemplos deles. No entanto, caso tais efeitos se agravem ou se prolonguem é importante procurar uma unidade de saúde, conforme indicado pelo Karl.
    Att,
    Ministério da Saúde
    comunicacao@saude.gov.br

  17. Ministério da Saúde disse:

    Vania,
    Como a vacina trivalente é aplicada só na rede particular, a orientação do Ministério da Saúde é que você siga a orientação médica.
    Att,
    Ministério da Saúde
    comunicacao@saude.gov.br

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM