Desfazendo a “Injustiça”

“E segurou sua mão até adormecer
E dormentes ficaram: Eles e as mãos
Até que não mais soubessem se laçavam-se ou não
as mãos ou se seriam elas parte de seu próprio ser”

~ o ~

Esse verso abre o post “Injustiça Fisiológica” que fez parte de uma brincadeira muito interessante: o primeiro (porque acho que outros virão) Interciência, um tipo de amigo secreto de posts entre blogs de ciência. No final, esses foram os blogs participantes com os respectivos textos recebidos:

Como vc pode ter notado, eu escrevi para o Ciensinando do Gabriel Cunha. Foi um post sobre a fisiologia da sensibilidade e o fato de sofrermos uma adaptação sensorial ao tato, mas não à dor. Daí a “injustiça”. Foi uma honra ter participado; gostei muito de ter caído no Ciensinando. Espero que a garotada tenha lido e gostado também. Aproveito para parabenizar quem acertou a autoria do texto: Aninha Arantes, Igor Santos, Roberto Takata e Fabiana Carelli e, acho, o próprio Gabriel. Aguardo ansiosamente as revelações dos outros textos do Interciência para calibrar meus próximos chutes.

Vamos de novo? Hehe

head_interciencia01

Discussão - 19 comentários

  1. Quer dizer, acertei, mas não acertei. Não dá pra contar como acerto. Tinha elementos que me faziam desconfiar que poderiam não ser seu. Parecia óbvio demais.

    []s,

    Roberto Takata

  2. Mas, doutor, no caso não é de ver o óbvio, é de acreditar nele.

    []s,

    Roberto Takata

  3. Igor Santos disse:

    Acho que vou entregar o meu também.

  4. Creio que não doutor, afinal a dúvida é justamente por ser óbvio. Então se vê que é óbvio e por ser óbvio não se acredita. Diria até que, neste caso, ver e acreditar são antônimos.

    []s,

    Roberto Takata

  5. Tá muito adivinhão, doutor.

    Bem que o Mori poderia abrir de vez os resultados.

    Acho que não acertei 8 (por eqto acertei os textos escritos por Luis Azevedo Rodrigues – que não acertou? -, Marcus Vinícius Alves e Alison Felipe Chaves). E meu algoritmo está fazendo mais feio ainda:
    http://genereporter.blogspot.com.br/2013/03/interciencia-conferindo-as-previsoes.html
    —-

    []s,

    Roberto Takata

  6. “Vai liberar o seu ou não?”<=Que isso, doutor? Fazendo proposta indecente assim em público?

    []s,

    Roberto Takata

  7. Tu tá muito adivinhão, doutor.

    []s,

    Roberto Takata

  8. Por isso q tá muito adivinhão, doutor.

    []s,

    Roberto Takata

    • Karl disse:

      Pobre de mim… Nem “adivinhar” sua incrível capacidade de argumentar em círculos eu consigo! Gostaria de ser adivinhão e ganhar na megasena, mas sou apenas um bom previsor.
      Parabéns e obrigado.

  9. Círculos, doutor?

    E quem disse que nem adivinhar consegue? Tu mesmo disse: “Adivinhei que sua resposta iria mesmo pelos antônimos.”

    []s,

    Roberto Takata

    • Karl disse:

      Círculos.

      Essa foi mesmo fácil. Mas megasena ainda não consegui, o que me torna um inútil adivinho do óbvio para os que têm dificuldade de vê-lo, mas não um “adivinhão”, o que é uma pena, confesso.

  10. Que argumentação em círculos, doutor?

    []s,

    Roberto Takata

  11. […] algum tempo, vocês leram o texto Injustiça Fisiológica, escrito pelo Karl, amigo e autor do blog Ecce Medicus. Foi um “presente de amigo secreto” por causa do […]

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM