1 – Introdução: A energia e seus vários conceitos

Primeiramente, vamos verificar a origem da palavra. Energia vem de energeia, como ‘força em ação’. Vendo a definição, vamos a próxima pergunta: o que é energia?

Significados

Procurando o significado através do Google, vemos este significado.

“fís capacidade que um corpo, uma substância ou um sistema físico têm de realizar trabalho”

Este significado é um dos mais comuns. Tanto que este é um conceito utilizado na física. Vejamos outra definição, na mesma referência.

Energia no contexto da física

“fig. força física, vigor.”

“o esforço continuado tirou-lhe toda a e.”

Este é outra definição. Sem dúvida, esta definição está mais ligada à sua capacidade física. Em outras palavras, ligado a capacidade física do indivíduo. Finalmente, vejamos está definição.

Energia no contexto do uso de força física

“fig. arrojo ou firmeza nos atos, na concepção ou realização de algo etc.”

“um político cheio de e.”

Este conceito a define como algo mais interno. Em outras palavras, ela seria ligada ao estado espiritual da pessoa. Como se fosse um estimulo aos atos da pessoa.

Vendo todos estes conceitos, teria como falar que energia é ao mesmo tempo estes três significados? Se você disse que sim, você está certo. Na verdade, ela é um conceito ligado ao estado de um corpo.

Conceito de energia

Voltando ao inicio deste texto, que fala que a palavra ‘energia’ está ligada a força de ação. Aristoteles utilizava a palavra como uma ‘força de expressão’, enquanto Bristoli apresentava como ‘força de ação’. Desta forma, seu conceito entendia-se como “uma força para fazer as coisas acontecerem, para a condução de todo o tipo de processo, máquina, dispositivo ou, uma fonte de energia para moinhos de vento e rodas d’água”(1). Porém, o conceito foi mudando conforme suas diferentes manifestações fossem descobertas, como o sol, os ventos, dentre outros. Em outras palavras, esta teoria se desenvolveu de forma a considerar a sua conservação.

A conclusão que se tira é que ela está presente em tudo. Desta forma, ela é empregada por vários setores da nossa sociedade. Caso você tenha assistido DragonBall Z, você deve ter ouvido falar de “Ki”, correto? A impressão que se tem é que este “Ki” é uma espécie de mágica, correto? Porém, quando ele se esgota, os personagens costumam ficar mais cansados, ou até mesmo impossibilitados de lutar. Isto porque em DragonBall, este “ki” Esse “ki” é a forma que eles definem a energia, que vem dos próprios personagens. Logo, eles conseguem manipular a sua energia interna para lutas ou outros fins. É algo impressionante eles utilizarem um poder interno como se fosse uma mágica.

Em vários outros animes, como Cavaleiros do Zodiaco, eles utilizam de um termo para medir e controlar a sua energia para lutar. Da mesma forma, quando tal fonte se esgota, os personagens ficam em um estado mais fraco.

Aplicação na engenharia

Já na parte da engenharia é algo mais convencional. Ela trabalha em como utilizar a energia para benefício pessoal ou comunitário. Como por exemplo, a determinação da potência de uma usina termelétrica, a partir de determinada massa de carvão. Ou determinar o calor necessário para aquecer um forno, ou uma banheira. Em geral, estes exemplos envolvem cálculos que necessitam de dados de energia. No primeiro exemplo, ela é calculada na forma de eletricidade. E no segundo exemplo, a energia é calculada em sua forma térmica. Logo, é possível a estimativa de algumas fontes, embora nos desenhos não seja algo visível nem controlável através do nosso corpo. De uma forma ou de outra, é uma maneira de manipular a energia para uso próprio.

Após introduzir seu conceito, idem seu uso, quero convidar você a participar deste blog. O objetivo deste espaço é abrir novas oportunidades para seu estudo, sejam das mais diversas áreas. Isto também inclui os assuntos relacionados a energia e meio-ambiente, com um viés social e sustentável.

O blog também abordara alguns pontos de certas disciplinas. Como por exemplo a Termodinâmica, que estuda os ciclos de potência, como o Rankine, ciclo Brayton, ciclo Otto. Ou até mesmo discutir notícias recentes ou antigas, como por exemplo, a implantação de uma usina hidrelétrica em uma região.

Em outras palavras, iremos tratar de desvendar a “magia” da energia.

Referências:

(1)SOUSA, E. DE; MIGUELOTE, A. Y.; NOVIKOFF, C. Energias em diferentes contextos: uma proposta atual para sua definição. Cadernos UniFOA, n. 20, p. 53–63, 2012.

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas.
Atualmente, estou fazendo mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Rafael Henrique

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas. Atualmente, estou fazendo mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. Bacana e criativo vossa abordagem. Mantenha-se na escrita e pesquisa, caro Rafael. Que a força esteja conosco.

  2. Péricles disse:

    Muito bom.
    A iniciativa e a criatividade dará pra acompanhar e aprender às formas de energia.

  3. Maria do Carmo campos da silva disse:

    Parabéns Rafael, que Deus te abençoe nesta caminhada!

  4. Ana Isabel disse:

    Parabéns Rafinha muito boa a sua matéria , continue se esforçando sempre.

  5. Muito legal. Sua narrativa me ajudou bastante na elaboração de uma aula. Permaneça com esse trabalho!!!

  1. 1 de abril de 2019

    […] sem anéis, que é o tempo). Além disso, você consegue pular mais alto e correr mais rápido. No primeiro texto deste blog, relatamos que energia pode ser conceituado em varias formas. Neste caso, as 7 esmeraldas fornecem […]

  2. 15 de maio de 2019

    […] sem anéis, que é o tempo). Além disso, você consegue pular mais alto e correr mais rápido. No primeiro texto deste blog, relatamos que energia pode ser conceituado em varias formas. Neste caso, as 7 esmeraldas fornecem […]

  3. 27 de maio de 2019

    […] primeiro texto deste blog, já dissertamos sobre o conceito de energia. Esta discussão não seria um pouco […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *