5 – A semelhança de Super Mario Odyssey e a energia limpa

Você deve estar se perguntando desde o dia que o blog foi criado. Existe uma energia ideal?

Seria uma energia perfeita, inesgotável, que não polua nada, e que não seja necessário destruir o meio ambiente, acertei? Bem, se sim, você idealiza uma energia limpa, correto? Ou melhor, uma energia 100% limpa. Muitas pessoas acreditam e querem uma energia 100% limpa, com nenhuma degradação ao meio-ambiente.

Sobre o Super Mario Odyssey:

Este texto é uma dica para você que acredita nesta utopia de energia 100% limpa. Um exemplo que eu irei dar é de um jogo que zerei meses atrás, mas trás um exemplo muito bom sobre o conceito de energia limpa. Este jogo se chama Super Mario Odyssey, e é um jogo cuja principal fonte de energia são denominadas Power Moons. Por exemplo, ela é a fonte de energia de um dos reinos que você visita durante a história.

Para você prosseguir durante o jogo, você precisa coletar estas Power Moons para poder movimentar o Odyssey, que é uma espécie de aeronave que viaja através de vários reinos. Todo reino requer uma quantidade fixa destas Power Moons para prosseguir para o próximo.

Você deve estar relacionado agora as Power Moons com uma energia ideal, estou certo? Porém, o próprio jogo demonstra que as mesmas não são uma energia 100% limpa. Um exemplo é este chefão, que cuja derrota você ganha uma Power Moon. Em resumo, você precisa tirar a vida do chefão para conseguir uma fonte de energia, analisando por este ponto.

*A Power Moon está transparente pelo motivo de eu já haver coletado a mesma em uma outra ocasião.

Outro aspecto importante é que após você zerar o jogo, você tem a possibilidade de coletar mais destas Power Moons. Uma das possibilidades é você esmagar algumas pedras especiais, chamadas de Moon Rocks. Se você destrói uma Moon Rock, ela irá liberar várias Power Moons para você coletar. Em outras palavras, você precisa destruir esta rocha para obter mais desta fonte de energia(8). O vídeo abaixo demonstra o procedimento.

Lição do jogo:

A conclusão é que assim como na vida real, você precisa utilizar de algo para poder obter esta fonte de energia. Isto vale principalmente para as fontes renováveis, vistas como as fontes que não necessitam de degradação. A única diferença do jogo para a vida real, é que no jogo as Power Moons utilizadas para mover sua aeronave não se esgotam (você não gasta Power Moons para mover seu veículo de um reino para outro). TODAS as fontes (renováveis e não-renováveis irão degradar o meio-ambiente conforme seu uso). Principalmente para a fabricação destas fontes (como a construção das usinas eólicas e solar), aonde seu impacto é considerado. É como obter madeira, pois para sua obtenção, você precisa sacrificar uma árvore (1;3;7).

Exemplos:

Como por exemplo, a energia hidrelétrica, na qual é uma das fontes renováveis (e consequentemente uma energia “limpa”). Um de seus principais impactos é a instalação de sua indústria. Pois a mesma pode alterar o fluxo dos rios, podendo afetar populações que morem perto da usina, mais a fauna que vive dentro do rio (2;4).

Outro exemplo é a energia solar. Para sua fabricação, é necessário a extração de materiais para a construção dos painéis fotovoltaicos, por exemplo. Um dos minerais extraídos é o quartzo, que pode colocar os mineradores em risco de uma doença pulmonar. Outro ponto é que a fabricação de materiais para usinas solares, produzem componentes químicos perigosos, que podem ser acidentalmente liberados, além de quem minerar também poder ser afetado. Também deve se levar em conta a área de implementação caso seja construída uma grande usina solar (5;6).

Conclusão:

Enfim, não estou dizendo que não devemos ter energia limpa. Devemos sim ter energia, porém ela nunca ficará livres de impacto ambiental. O que acontece é que na maioria dos casos, a energia considerada limpa (no caso das renováveis) tem menor impacto ambiental do que as não renováveis. Em alguns casos este impacto é comparável a um impacto nulo, por ser extremamente baixo. Mas não quer dizer que ele não exista. Obviamente depende do parâmetro a ser medido.

Pode até ser que em alguns casos, seja mais viável uma não renovável, devido a seu menor impacto. Mas sobre como avaliar (e até mesmo reduzir) tais impactos é um tema para outro texto. Lembrando também das fontes que se encontram no final deste texto, que podem servir de estudo para vocês.

E aproveitem e sigam o blog em suas redes sociais (Facebook e Twitter).

 

Referências:

(1)  Environmental Impact by Source. Disponível em: <http://energy4me.org/all-about-energy/sustainability/environmental-impact-by-source/>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(2)  Environmental Impacts of Hydroelectric Power. Disponível em: <https://www.ucsusa.org/clean_energy/our-energy-choices/renewable-energy/environmental-impacts-hydroelectric-power.html#.W2MWu9JKhPY>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(3)  FERRARI, B. Não existe energia 100% limpa. Disponível em: <http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI238595-15228,00-NAO+EXISTE+ENERGIA+LIMPA.html>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(4)  GLEICK, P. H. Environmental consequences of hydroelectric development: The role of facility size and type. Energy, v. 17, n. 8, p. 735–747, 1992.

(5)  LTD., K. R. E. The Positive and Negative Environmental Impacts of Solar Panels. Disponível em: <https://kubyenergy.ca/blog/the-positive-and-negative-environmental-impacts-of-solar-panels>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(6)  MULVANEY, D. Solar Energy Isn’t Always as Green as You Think. Disponível em: <https://spectrum.ieee.org/green-tech/solar/solar-energy-isnt-always-as-green-as-you-think>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(7)  PORTO, M. F. DE S.; FINAMORE, R.; FERREIRA, H. Injustiças da sustentabilidade: Conflitos ambientais relacionados à produção de energia “limpa” no Brasil. Disponível em: <https://journals.openedition.org/rccs/5217>. Acesso em: 2 ago. 2018.

(8)  SIRLOIN. Super Mario Odyssey – The Secret of the Moon Rocks! Youtube, 2017. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=n0ug8hYF5Bs>

 

Rafael Henrique

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas. Recentemente, concluí o mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. Penha disse:

    Parabéns Rafael, brilhando como sempre.Continue assim.Bjs.

  2. Nossa, isso é uma realidade bem triste. A nossa energia humana não serve? Tipo matrix rs. E a energia cósmica? Bora revolucionar isso ai! Marios.

  1. 29 de agosto de 2018

    […] visto no texto anterior, toda fonte de energia gera impacto. Não existe energia 100% limpa e que não danifique o meio […]

  2. 5 de setembro de 2018

    […] você ter lido os textos anteriores, vamos então contextualizar as lições dos textos anteriores em uma notícia. Você […]

  3. 18 de março de 2019

    […] vimos que toda fonte de energia gera impacto em um de nossos textos. Também vimos em um outro texto a importância de se estudar consumo. […]

  4. 15 de maio de 2019

    […] vimos que toda fonte de energia gera impacto em um de nossos textos. Também vimos em um outro texto a importância de se estudar consumo. […]

  5. 16 de julho de 2019

    […] Ressaltando que apesar desta vantagem ecologia, o avião elétrico também causa impactos. Um exemplo é a construção de baterias apropriadas para este veículo. Toda ação gera impacto, conforme vimos no texto 5. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *