39 – Pokemon e Dynamax Energy

E aí pessoal, como estão?

Este é meu terceiro texto sobre Pokemon. E novamente, é relacionado a temática do Blog, que é a energia. Algum de vocês já jogou o novo Pokemon Sword ou o Pokemon Shield? Se sim, já deve saber que foi nesse jogo que surgiu a forma Galar de Corsola, a qual já falamos em um texto nesse mesmo Blog.

Hoje o assunto é mais a nova dinâmica de batalha do Pokemon, o qual é o uso de você fazer ele ficar gigante por 3 turnos, cujo fenômeno é denominado Dynamax. Você sabia que esse mesmo fenômeno no jogo é o mesmo utilizado para geração de energia no universo Pokemon?

Como a energia é gerada

Segundo a explicação do Rose, a energia é obtida da seguinte forma;

– Primeiramente, a energia é absorvida da torre do estádio da cidade de Hammerlocke.

– Em seguida essa energia é convertida em eletricidade através da usina elétrica embaixo do estádio. E a mesma é utilizada para o consumo das pessoas para a região.

Imagem extraída do game Pokemon Sword & Shield.

Se você ainda não entendeu, a energia primaria provem da energia do Dynamax, a qual é utilizada para tornar o Pokemon gigante. A fonte da energia do Dynamax é denominada Wishing Star, que é utilizada pelo jogador para fazer o seu Pokemon ficar gigante. Logo, pode-se dizer que as Wishing Stars são a forma de Galar obter energia, uma vez que os Pokemons que batalham utilizando Dynamax dissipam essa energia no campo de batalha.

Origem das Wishing Stars

As Wishing Stars, segundo o jogo, são parte do corpo de um Pokemon chamado Eternatus, o qual há uma conexão com o fenômeno Dynamax. No universo Pokemon, há muito tempo, ele foi derrotado pelo Zacian e o Zamazenta (lendários do jogo), e isso fez com que as partículas de seu corpo se espalhassem por Galar em forma dessas Wishing Stars.

Imagem extraída do game Pokemon Sword & Shield.

Comentários e reflexões

Bom, vimos que em Pokemon utilizamos um modo de geração de energia bem peculiar, não? Ou seja, é necessário o Pokemon batalhar para gerar a energia. Teoricamente, seria uma energia limpa sem impacto zero. Porém, no mundo real, não existe energia 100% limpa, conforme explicamos isso no texto 5.

Além disso, parece que a energia não é infinita, tendo em vista que o Rose queria ressuscitar o Eternatus para resolver um problema de energia que só apareceria após 1000 anos (no caso, prevenir um possível apagão). Porém, considerando outras fontes convencionais, dura mais do que a solar, eólica, dentre outras. Em comparação com o cenário atual, já tivemos cenários de apagões (o qual o Rose quer prevenir), clicando na matéria “8 apagões que ficaram na história“. Porém, as razões dos apagões variam, conforme a reportagem mostra. Tanto que poderiam ser as mesmas razões de um apagão em Galar (ou não), como por exemplo apagões que acontecem devido a problemas nas linhas de transmissão.

O ato de Rose no jogo pode ter sido desnecessário tendo em vista que o problema ainda estava longe de ocorrer. Porém, esse cenário não é o mesmo em relação as energias não-renováveis. A diferença do universo real pro universo Pokemon é que as fontes inesgotáveis são renováveis. No universo Pokemon, a fonte de energia do Dynamax demonstra possuir um limite, mesmo que muito alto. Outra diferença é do Rose investir na mesma fonte de energia para solucionar o problema futuro, diferentemente do mundo real cujo investimento é em varias fontes renováveis (de forma a suprir o problema do esgotamento das não-renováveis). Em suma, em ambos os universos possuem o mesmo problema, porém soluções diferentes.

Inclusive, lhe convido para pensar. Como resolver um futuro problema da falta de energia? Seria com alto investimento nas fontes cuja energia é infinita, como o sol, os ventos? Através de uma redução do consumo?

Até a próxima.

Referência

O próprio enredo de Sword & Shield foi utilizado como referência para este texto. Para maiores detalhes, tem esse link da Bulbapedia, idem os hyperlinks desse texto em relação as Wishing Stars, Eternatus, dentre outros.

Pokémon Sword and Shield. Bulbapedia. Disponível em: <https://bulbapedia.bulbagarden.net/wiki/Pokémon_Sword_and_Shield>. Acesso em: 2 ago. 2020.

Rafael Henrique

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas. Recentemente, concluí o mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *