42 – Agricultura e energia: Uso da soja para energia e alimentação

E aí pessoal, como estão?

Esse texto é a continuidade da série Agricultura e Energia. O texto anterior se encontra neste link. Esta parte irá abordar mais a parte da discussão em relação ao uso de produtos agrícolas, seja para geração de energia, ou seja para alimentação (uso original).

Utilização

Conforme foi dito no texto anterior desta série, eu trabalhei com a soja e seu uso tanto para suprimento alimentício, quanto para suprimento energético na forma de biodiesel. Além da soja, temos o milho, o algodão, a cana-de-açúcar, dentre outros, que também são insumos energéticos e alimentícios. Estes alimentos também são considerados commodities, possuindo importância no mercado internacional.

bean, playing in hong kong, soybean, korean food, tofu in hong kong, white  kong, traditional food, korea, maryland state | Pikist

Discussão sobre a utilização

O uso excessivo de combustíveis fosseis tem causado um efeito negativo na atmosfera, tanto que há discussões sobre o efeito destes no aquecimento global. Caso relembrem, há o texto do Corsola do meu Blog.

Porem, há a questão do uso destes combustíveis no setor da alimentação. Em um trecho de um trabalho apresentado no XI CBPE de Planejamento Energético (link aqui), é discutido que há uma concorrência entre o uso dos insumos energéticos tanto para alimentação quanto para insumo energético.

Almeida (2010) cita o fato de que hoje as maquinas consomem os alimentos da sociedade, sendo que antes não eram concorrentes em relação aos mesmos, mas tem ciência de que é possível ter uma relação igual entre o consumo para a alimentação e o uso como biocombustível. Madureira (2014) cita dois atores (Ziegler e Weid). Ziegler (2007) alerta que o aumento na produção de combustíveis ocorre às custas das plantações dos alimentos, comparando que para encher um carro com o biocombustível, é necessário 200 kg de milho, no qual pode alimentar um indivíduo por um ano inteiro. Ele também comenta que nada tem sido feito para mudar o cenário da fome com 854 milhões de pessoas sofrendo com falta de alimentos.”

Imagem meramente ilustrativa. Justamente para ilustrar a dupla utilidade da soja

Imagem meramente ilustrativa. Justamente para ilustrar a dupla utilidade da soja

Proposta

Ambas as utilidades são importantes. Algumas pessoas (como eu) tendem a achar que a questão da alimentação não deve ser deixada de lado. Da mesma forma, o uso de combustíveis renováveis é essencial para a redução da poluição atmosférica causada pelos combustíveis fosseis.

Desta forma, venho encerrar este texto dizendo que a minha proposta foi algo a conciliar estes dois objetivos. Nos próximos capítulos desta serie, explicarei melhor sobre como eu fiz essa conciliação no meu projeto de mestrado.

Até a próxima.

Rafael Henrique

Sou graduado em Engenharia de Energia pela PUC Minas. Recentemente, concluí o mestrado em Planejamento de Sistemas Energéticos pela UNICAMP. Decidi dar inicio a este blog, com o intuito de abrir o espaço de divulgação científica relacionado a energia e seus temas relacionados.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Maria de Lourdes S. A Ferreira disse:

    Muito interessante e preciso. Sem energia não há desenvolvimento;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *