Auld lang syne*… (3)

logo-lutamaisva2.jpg
Canção do exílio
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá,
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossas vidas, mais amores.

Em cismar sozinho à noite,
Mais prazer encontro eu lá;
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.

Minha terra tem primores
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar – sozinho, à noite –
Mais prazer encontro eu lá,
Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá.

Não permita deus que eu morra
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que eu não encontro por cá,
Sem qu’inda aviste as palmeiras
Onde canta o sabiá.

(Gonçalves Dias in Primeiros Cantos)

Disclaimer: Sei que o ideal seria
se pudesse oferecere referências melhores – se não de material de
primeira mão, ao menos de artigos acadêmicos que analisaram tais
documentos ou, no máximo, de livros-textos da área -, mas acabei usando
como atalho, para esta série sobre os países participantes da Copa 2010,
referências terciárias – e que nem dizem respeito diretamente à questão
etimológica. Em muitos casos, a Wikipedia (anglófona, claro) foi
utilizada como material para consulta incial (procurei verificar por
fontes independentes mais confiáveis). Então fiquem ainda mais atentos
para o fato de que as informações podem não ser suficientemente acuradas
(eufemismo para incorreção).

República da Coreia (kor. 대한민국 大韓民國 Daehan-minguk) ou Coreia do Sul. Naturalmente, partilha boa parte de sua história com a Coreia do Norte, da qual se separou em consequência dos primórdios da Guerra Fria entre a URSS – com os soviéticos influenciando a porção norte e os EUA, a porção sul. Situação definida até hoje após o armistício que suspendeu a Guerra da Coreia. kor. Han “coreano” deve estar ligada à raiz coreana com significado de “grande, líder” (talvez ligado ao mongol khan). Após a queda dos gojoseon, os coreanos organizaram-se em uma confederação denominada 삼한 samhan (“três han”). Apesar da dinastia chinesa Han ter se aventurado em território coreano, não deve ser a origem da denominação sul-coreana do país e do povo. [1]

Estados Unidos da América (ing. United States of America). Os nativos americanos chegaram ao território dos atuais EUA provavelmente da Ásia – em uma ou mais ondas – através do estreito de Behring (descoberto à época do último glacial). A data é disputada entre 12.000 e 40.000 anos a.C. ou até mais. Em 1513, o espanhol Ponce de León aportou na região da Flórida. Franceses também estabeleceram colônias. Os ingleses fixaram-se na Virgínia em 1607. Em 1776, as treze colônias inglesas declararam independência. Política expansionista levou à compra da Louisiana da França, ao extermínio de nações indígenas a Oeste e à Guerra Mexicano-Americana, com anexação de vasto território do Texas à Califórnia. O Alaska foi comprado dos russos. O Havaí foi incorporado depois que residentes americanos e europeus derrubaram a monarquia local no fim do séc. 19. Os estadunidenses são também conhecidos por americanos e eles frequentemente denominam seu país como America. América foi a denominação dada a todo o continente do Novo Mundo pelo cartógrafo germânico Martin Waldseemüller em 1507, em homenagem ao cartógrafo e explorador florentino Américo Vespúcio – o primeiro a perceber que o que hoje conhecemos como América do Sul não fazia parte da Ásia como se pensava até então. [2, p. 24-5.]

Inglaterra (ing. England). País membro do Reino Unido (ao lado da Escócia, Irlanda do Norte e País de Gales).  Restos de hominídeos datam de 700.000 a.C., e desde o fim do último glacial tem sido ocupado por populações humanas. Diversas tribos celtas habitaram a ilha, ocupada pelo Império Romano no ano 43 d.C e permacendo até 410. Em 1066, Guilherme, o Conquistador, liderou a conquista normanda – o que determinou a influência da língua francesa na língua inglesa, de origem germânica. Várias dinastias se sucederam no trono: Valois, Plantagenetas, Tudor… Um breve período republicano liderado por Cromwell se sucedeu entre a deposição de Carlos I em 1653 e a restauração da monarquia em 1660 com a ascenção de Carlos II. Em 1707, com o Ato da União, formalizou o tratado com a Escócia, criando o Reino Unido. Desde então, a Inglaterra é governada por monarquia parlamentarista do Reino Unido. Ing. England vem do ing. méd. Englonde, Yngelonde < ing. ant. Englaland “terra dos anglos” (em oposição aos saxões), Os anglos eram uma tribo germânica da região de Angeln da península da baía de Kiel no Mar Báltico (área atualmente em território alemão) < Angel, Angul, literalmente ângulo, pelo formato. [3]

Estados Unidos Mexicanos (esp. Estados Unidos Mexicanos) ou México. A região é habitada desde pelo menos 21.000 a.C. Diversas civilizações floresceram antes da chegada dos espanhois: olmecas, maias e, principalmente, astecas. No séc. 16, Cortés destruiu o império asteca, estabelecendo o domínio espanhol. Em 1813, foi declarada a independência, reconhecida pela coroa espanhola em 1821. Diversas formas de governo foram estabelecidas, inicialmente Império e posteriormente República. Uma vasta área do Texas à Califórnia foi perdida com o resultado da Guerra Mexicano-Americana. O nome do país é uma referência à sua principal cidade e capital Cidade do México. A origem do nome da cidade é debatida. Alguns autores atribuem ao nahuatl Mextli, nome de uma divindade, significando Mēxihco “morada de Mextli”. Outros, que viria de mētztli (“lua”) e xictli (“umbigo, centro”), isto é, “centro da Lua” ou “centro do lago Lua”. [4]

República do Chile (esp. República de Chile). As planícies chilenas são ocupadas desde pelo menos o fim do último glacial. Eventualmente o povo Mapuche desenvolveu-se, resistindo às investidas incas. Em 1520, o navegador português Fernão de Magalhães atravessou o estreito de Magalhães. A conquista espanhola foi completada por Pedro de Valdivia, sendo anexado ao Vice-Reino do Peru. Em 1818, conquistou a independência. A origem do nome do país tem múltiplas versões. Em uma delas, teria sido derivado do nome inca para o vale do Aconcágua: Chili, por sua vez, originado do nome de um cacique: Tili. Uma das mais correntes é a de que provém do mapuche: chilli (“onde a terra termina”). [5, p. 44]

República Eslovaca (eslovaco: Slovenská Republika)  ou Eslováquia. Artefatos arqueológicos de cerca de 270.000 a.C. atestam a antiguidade da ocupação da área. Celtas, romanos, tribos germânicas já controlaram a região. Povos eslavos chegaram ao local no século 5 d.C. O Império Morávio formou-se e desintegro-se no séc. 9. O território foi incorporado pelo Reino da Hungria. Após a Primeira Guerra, com a região da Morávia e da Boêmia, surgiu a Tchecoeslováquia. Em 1993, a união se dissolveu, havendo a separação entre a República Tcheca e a República Eslovaca. O nome se refere ao povo eslovaco < eslovaco Slovák e tem a mesma origem do nome dos eslovenos.

Japão (jap. 日本国, にっぽん ou にほん Nihon-koku ou Nippon-koku). O arquipélago é habitado desde pelo menos 30.000 a.C. Diversos reinos dividiram o território, unificado durante o período Nara no séc. 8. O poder alternou-se entre o imperador, os senhores feudais e o chefe do exército (xogum). Em 1867, a restauração Meiji, trouxe novamente o poder para a mão do imperador. Política expansionista levou a conquistar territórios na China, parte da ilha Sacalina do Império Russo, a Coreia e Taiwan. Na Segunda Guerra expandiu seu império por vasta área do Pacífico. Mas foi derrotada pelos aliados e teve seu território bombardeado por dois artefatos atômicos. Uma monarquia parlamentarista constitucional foi imposta pelos EUA. O caracter 日 ni “sol” e 本 hon “origem, verdade, livro”. O nome Japão vem do nome chinês dado ao país, registrado por Marco Polo como Cipangu ou Zipangu, e através do malaio Jepang, registrado por comerciantes portugueses no séc. 16. (Alguns autores, no entanto, consideram que os próprios japoneses teriam dado nome ao país. No séc. 7, descontentes com a denominação Wa dada pelos chineses, teriam criado onome Jih-pen. [6, p. 15])

República Portuguesa ou Portugal. A região é habitada desde talvez uns 1,2 milhão de anos atrás, com a chegada dos primeiros hominídeos à Europa. Substituindo os neandertais (ou talvez se misturando com eles), os homens modernos ocuparam a região. Diversas tribos germânicas entre visigodos, ostrogodos, suevos e outros após a queda do Império Romano formaram
vários reinos cristãos independentes. Após a Reconquista, expulsando os mouros da península ibérica, o rei Alfonso 3o, de Leão, condeceu o condado de Portucales ao então duque galego Vímara Peres. Em 1095, declarou independência do Reino de Leão. Entre 1580 e 1640, constituiu com o Reino da Espanha a União Ibérica, sob uma única coroa. Entre 1808 e 1821, fugindo de Napoleão, a coroa portuguesa estabeleceu-se no Rio de Janeiro no vice-reino do Brasil. A partir de 1910 estabeleceu-se o republicanismo como forma de governo. Portugal vem de Portucales (através da forma Portugale), do latim Portus Cale, nome romano para a região do rio Douro. A denominação Cale é debatida. Alguns apontam para o grego καλλις kallis (“belo”) – os gregos estabeleceram colônias na região. Outro que viria do celta – antigos habitantes locais – cale ou cala, que significaria “porto” (e Portugal teria origem em um pleonasmo). [7, p. 55 e 215.]

Referências
[1] Lee,K.-B. &  Yi, K.-B. 1984. A new history of Korea. Harvard University Press. 474 pp.
[2] Channing, E. 2008. A short history of the United States. BiblioBazzar. 452 pp.
[3] Websters New World College Dictionary. 3rd ed.
[4] Palacios, E.J. 1922. De dónde viene el nombre de México, México- Tenochtitlan-Aztlán?
[5] Encina, F.A., and Leopoldo Castedo (1961). Resumen de la Historia de Chile. vol. 1. 4a. ed. Zig Zag.
[6] Cannon, G.H. &  Warren, N.W. 1996. The Japanese contributions to the English language […] Harrassowitz Verlag. 257 pp.
[7] Charnock, R.S.1859. Local etymology […] Houlston & Wright. 325 pp.

*Título de poema escocês de Robert Burns de 1788. Esc. Auld lang syne
= ing. old long since = port. há muito muito tempo.

Discussão - 0 comentários

Participe e envie seu comentário abaixo.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM