Intemperismo químico de rochas e salinização de solos do semi-árido

Em certo trecho no último post comentei sobre a inadequação do uso de águas subterrâneas na irrigação em solos do semi-árido desenvolvidos sobre rochas que chamei de cristalinas. Este assunto, parece-me, merece um pouco mais de explicação. As rochas do mundo dividem-se em três grandes grupos: rochas ígneas, rochas sedimentares e rochas metamórficas. As rochas ígneas são aquelas que se originam do resfriamento do magma, quer no interior de câmaras magmáticas, quer no ambiente externo, como exemplos de rochas ígneas pode-se citar os granitos e os basaltos. Rochas sedimentares são aquelas originadas a partir da litificação (“petrificação”) de sedimentos. Os sedimentos podem originar-se da intemperização de outras rochas, da precipitação de compostos, como o carbonato de cálcio, ou de restos de organismos vivos. Os exemplos são o arenito, o calcário e os diatomitos. As rochas metamórficas, por sua vez, formam-se em ambientes de elevadas pressão e temperatura. As metamórficas podem ter origem tanto em rochas ígneas quanto em sedimentares: o gnaisse pode vir tanto de um granito quanto de um argilito. O que eu chamei de rochas cristalinas, muito comuns no semi-árido nordestino, são basicamente rochas ígneas e metamórficas dos grupos do granito e do gnaisse. Estes materiais são compostos predominantemente dos minerais quartzo, micas (biotita e muscovita) e vários feldspatos. Assim como já foi diversas vezes discutido aqui, a ação dos agentes intempéricos (água, vento, temperatura, organismos vivos…) causa a decomposição da rocha, o intemperismo. O intemperismo físico é resumidamente a quebra da rocha em pedaços menores. O intemperismo químico abrange tanto a perda de elementos químicos como a formação de minerais novos, chamados minerais secundários, em contraste com os minerais primários que compunham as rochas. Em regiões úmidas, a água, principal agente intemperizador químico, dissolve e carrega os elementos químicos em profundidade e superficialmente. É por isso que solos de regiões quentes e úmidas são nutricionalmente pobres. Em regiões semi-áridas, os solos costumam ser mais férteis porque o intemperismo tanto de rochas quanto de solos é muito menos intenso. Por esta mesma razão, as águas subterrâneas das áreas sobre material geológico cristalino têm teores de sais (medidos em termos de condutividade elétrica) mais alto. Além de o intemperismo ser incipiente, a alta evaporação muitas vezes faz com que haja ascensão de água subsuperficial por um processo chamado capilaridade. Esta água é rica em sais e, quando evapora, deixa o excesso de sal na superfície dos solos. Quando se irrigam as culturas com água de alta salinidade, é também a evaporação seguida de precipitação dos sais nos solos que causam a salinização. Além dos efeitos deletérios para as espécies vegetais, o excesso de sais pode comprometer também a estrutura dos solos, por causar dispersão de argilas e colóides orgânicos, destruindo os agregados, diminuindo a porosidade, aumentando a densidade do solo e agravando o problema já grave da erosão ao diminuir a infiltração de água nos solos. Assim, tanto a pobreza nutricional de solos de regiões tropicais úmidas, a profundidade do saprolito nestas áreas, quanto a riqueza nutricional de alguns solos do semi-árido e sua predisposição à salinização, dependem da intensidade da ação do intemperismo. 

Discussão - 21 comentários

  1. julia disse:

    Oi,eu estou na 5 serie e este site me ajudou a fazer um trabalho e eu tirei nota 10,0 intemperismo..obrigada

  2. Helena disse:

    Preciso tirar uma dúvida. Falando em erosão do solo preciso saber qual das duas alternativas estao corretas.
    A erosao por impacto de gotas é característica em solos de zonas desérticas.
    A ARIDEZ É EXTREMA EM SOLOS DE ZONAS DESÉRTICAS.
    favor me ajudar. Obrigada.

  3. Carlos Pacheco disse:

    Cara Helena,
    A segunda opção é a correta. A erosão por impacto das gotas da chuva é característica principalmente de ambientes úmidos. Ela é menos problemática em zonas desérticas, onde a erosão por ação do vento se torna mais importante. Portanto, a primeira afirmativa não estaria correta.

  4. Gabi disse:

    Estou fazendo um trabalho sobre o solo e gostaria d saber quais sao os tres elementos q formam o solo!!

  5. Italo M. R. Guedes disse:

    Cara Gabi,
    Em termos de elementos químicos, o solo não é formado por três, mas por vários elementos, acho que seu trabalho deve se referir à divisão do solo em fração sólida, líquida e gasosa, ou então na subdivisão da fração sólida mineral nas frações de tamanho de partículas areia, silte e argila. Já publicamos uma série de posts cobrindo estes assuntos. A seguir os links dos principais deles tratando destes assuntos:
    http://geofagos.wordpress.com/2006/10/17/sobre-o-chao-que-pisamos/
    http://geofagos.wordpress.com/2006/12/15/o-solo-de-ca-nao-e-o-mesmo-de-la-ii/
    Espero que ajudem.

  6. Marilia disse:

    Estou com uma duvida: O que é sais de rocha?

  7. amaral disse:

    presiso fazer uma cruzadinha sobre intemperismo

  8. Adriana disse:

    Italo,
    Prossiga com seu site; tem sido uma ‘delícia’ ler seus artigos: sua forma de escrever é muito clara e de fácil compreensão – até por leigo – o que é uma raridade!!
    Tenho encontrado nas suas colocações muito do que preciso nas minhas buscas de preparo de material pra alguns concursos nos quais tenciono me inscrever e cujo material já venho preparando desde agora.
    Abraço na alma,
    Adriana

  9. fabio seraphim disse:

    queria que descrevesse pra mim a seguiinte questão:
    a composição química dos diferentes tipos de solos que ocorrem no brasil e analisar o processo de intemperismo quimico e biológico.

  10. chritian disse:

    estou fazendo um trabalho para escola sobre solo ario sera que vc poderia me ajudar e um trabalho para quarta seria

  11. Anonymous disse:

    desculpe,mas nao gostei desses site…nao era o que estava procurando.

  12. Ana Paula Malta disse:

    Agradeço a ajuda que obtive para responder a um questionário de uma cadeira da faculdade! Valeu. Abraço.

  13. Odair disse:

    Você coloca que a água é o principal agente químico intemperizador?. Não seria ela agente físico?

  14. joice disse:

    descreva o que é inteperismo fisica e quimica
    e muito mis e quero as resposta

  15. marcela disse:

    A erosão 2 porqe a erosão termatica do solo
    e não è compativa com a dois raios sola , a composição química dos diferentes tipos de solos que ocorrem é menos problemática em zonas desérticas, onde a erosão por ação do vento se torna mais importante. Portanto, a primeira afirmativa não estaria correta.

  16. Graça Costa disse:

    Boa tarde. o meu nome é Graça. sou educadora de infância e os meus meninos questionararm-me de onde vem o sal. Coneçamos a elaborar um projecto com o objectivo de verificarmos se as hipóteses que colocaram eram correctas. Acho interessante algumas delas e gostaria de partilhar consigo e pedir-lhe apoio neste processo. Acho que seria positivo para as crianças.
    Caso seja viável, pedia-lhe que entrasse em contacto comigo através do meu e-mail.
    atenciosamente,
    Graça Costa

  17. isiinhaa disse:

    eu to na 5 serie e tipo odeio geografiaaa, mais esse site me ajudoou a tira nta maximaa……. valeeu

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM