A natureza da irresponsabilidade ou A ignorância infinita de Palin

Ainda não tivemos oportunidade de congratular o povo americano pela mundialmente desejada eleição do candidato democrata Barack Obama à presidência dos Estados Unidos. Aproveitamos para fazer isto agora. Esperamos, como a maior parte do mundo, que a política destrutiva americana seja revertida, que os ideais iluministas que guiaram a fundação daquela nação pelos “founding fathers” sejam não apenas relembrados, mas retomados. Enfim esperamos que o novo presidente e o povo americano conscientizem-se que o mundo não é o playground de empresas e donos de poços de petróleo e de que as mudanças climáticas globais são um fato científico e não palavras de ordem vazias de uma esquerda liberal anti-americana, o que quer que isto signifique. O mundo emocionou-se não apenas com a vitória de Obama mas também com a dignidade do derrotado McCain. Um belo discurso de reconhecimento da vitória de Obama ele fez, realmente tocante. Mas, sinceramente, o risco a que McCain expôs o mundo, ao escolher Sarah Palin como candidata a vice é quase imperdoável. Palin é quase um arquétipo do ultrarreligioso fundamentalista americano, uma pessoa cuja visão estreita do mundo não pode ser imputada apenas à educação deficiente, mas também a uma inteligência limitada, talvez de cunho genético. Sua ignorância é de agora em diante proverbial. Ontem um jornalista americano revelou que a quase vice-presidente da nação mais influente do mundo desconhecia que a África era um continente! Acreditem nisso, ela achava que a África era um país, esta pessoa que se dizia gabaritada para a política externa porque governara um estado próximo à Rússia. Vejam por si mesmos:

É um absurdo. Foi sem dúvida uma irresponsabilidade digna de um republicano herdeiro de Bush expor o mundo a tal indizível risco.

Discussão - 7 comentários

  1. JJ disse:

    Sinceramente sou muito otimista e espero profundamente que a vitória de Obama torne aquele país mais consciente de seus atos. Talvez seja esperar demais já que o capitalismo não se vincula hoje a uma nação e, por isso mesmo seus interesses atingem todos os territórios, mas só talvez. Bem, como diria o dólar: ‘In God we trust’.

  2. Bessa disse:

    Que coisa, não. Parece que não somos só nós que temos políticos que falam demais. Achei uma outra referência que diz que ela acredita que humanos e dinossauros co-existiram e escrevi um post sobre as declarações dela sobre a inutilidade das pesquisas com drosófilas. http://lablogatorios.com.br/bessa/2008/10/30/manchetes-comentadas-3-candidata-a-vice-de-john-mccain-critica-financiamento-de-pesquisas-com-drosofilas/

  3. maria disse:

    o comentário da palin que tem feito muito sucesso nos meios científicos foi usar pesquisa com moscas-das-frutas em paris como exemplo de pesquisa que não traz o menor benefício público (http://www.youtube.com/watch?v=HCXqKEs68Xk).
    ela não sabia, mas parece que esse projeto específico a que se referia tem impacto bem direto. é uma colaboração com um laboratório francês que pesquisa uma mosca que é uma praga de oliveiras – cultivo economicamente importantíssimo na califórnia!

  4. Igor Santos disse:

    o.O
    Que coisa horrorosa…

  5. Ítalo M. R. Guedes disse:

    Como diria a própria Palin, “I kid you not”, não estou brincando!

  6. Ítalo M. R. Guedes disse:

    Bessa,
    Li seu post e depois li mais alguma coisa no ScienceBlogs. A ignorância desta mulher supera em muito sua beleza exterior. Imagine o que seria da pesquisa científica americana sob a desastrada batuta desta mulher.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM