Este não é um blog sobre geologia

Foto de uma floresta com duas árvores e o sol ao fundo iluminando o espaço entre os troncos
Holoceno é o nome da atual época geológica, que iniciou há cerca de 11 mil anos.

Mas também pode ser. O Holoceno (o blog, no caso) foi criado por uma jornalista para publicação de reportagens, entrevistas, resenhas e outros tipos de textos relacionados à ciência e divulgação científica. O título foi escolhido porque Holoceno é o nome que se dá à atual época geológica, que teve início há cerca de 11 mil anos com o fim do último período glacial e que coincidiu com mudanças significativas na história da humanidade e nos impactos desta sobre a Terra.

O fim da última era do gelo proporcionou as condições adequadas para o desenvolvimento do ser humano e sua adaptação a um estilo de vida mais sedentário. Foi nessa época que teve início a chamada Revolução Agrícola, quando o homo sapiens abandonou os hábitos nômades e de caçador-coletor em favor da ocupação de terras, cultivo de alimentos e domesticação de animais, pavimentando o caminho para o surgimento da civilização moderna.

Os motivos dessa transição ainda são debatidos, mas evidências ao redor do mundo sugerem que a Revolução Agrícola foi na verdade uma série de revoluções que começou no oriente médio e ocorreu em diferentes locais ao longo de milhares de anos.  Independente de tais fatores, é inegável que de lá para cá o planeta presenciou mudanças de magnitudes completamente diferentes do que havia ocorrido em épocas anteriores.

Do fim da era do gelo às mudanças climáticas. Das primeiras civilizações aos grandes centros urbanos. Da invenção da escrita ao registro da história. Dos filósofos da antiguidade aos modernos institutos de ciência e tecnologia. Das grandes navegações à viagem espacial. Todos esses eventos ocorreram nesse período de 10 a 12 mil anos que se convencionou chamar de Holoceno.

Carl Sagan, no primeiro episódio de sua aclamada série Cosmos, argumenta que, se comprimirmos toda a história do universo em um único ano, com o Big Bang ocorrendo no primeiro segundo do primeiro dia de janeiro, a domesticação das plantas e animais só teria acontecido às 23 horas, 59 minutos e 20 segundos do dia 31 de dezembro. E é neste intervalo de poucos segundos antes do fim do ano cósmico que se encontra a maior parte das mudanças pela quais a humanidade e o planeta passaram.

Imagem do calendário cósmico, produzido por EfBrazil. Separado em meses e dias estão as datas de cada evento acontecido na Terra. Às 11h56 do dia 31 de dezembro começa a migração humana. A última era do gelo termina cerca de 46 segundos antes do fim do ano. Agricultura começa por volta dos 37 segundos antes do fim do ano.
Calendário cósmico de Carl Sagan: domesticação de animais aconteceu às 23h, 59 minutos e 20 segundos do dia 31 de dezembro

Isso é fascinante. E também assustador. Se por um lado tais avanços testemunham a nossa capacidade de alterar o curso de uma história de 14 bilhões de anos em uma curta fração de tempo, eles igualmente demonstram os riscos do intelecto humano para o futuro do planeta. Poluição, desigualdade social, fome, racismo, guerras e epidemias, para citar somente alguns exemplos, são indícios de que podemos destruir na mesma proporção em que construímos.   

É por causa disso, inclusive, que alguns especialistas defendem que a Terra já entrou em uma nova época geológica, denominada Antropoceno. De acordo com esses cientistas, os impactos causados pelo uso extensivo do plástico e substâncias químicas, o aumento das taxas de extinção de espécies animais e vegetais e, principalmente, os efeitos do aquecimento global, seriam evidência de que o planeta estaria na “época dos humanos”.

Considerando todos esses fatores, o Blog Holoceno surgiu como uma maneira de homenagear a inteligência e capacidade de criação do homo sapiens, mas sem abandonar a visão crítica sobre os usos e aplicações dessas habilidades. O objetivo é falar sobre temas que perpassam as mais diversas áreas da ciência, sejam elas exatas, humanas ou biológicas, na expectativa de aprender tanto quanto de compartilhar conhecimento com os leitores.

Sejam muito bem-vindos!


Para saber mais:  

ALVES, José Eustáquio Diniz. Holoceno e Antropoceno. Disponível em: https://www.ecodebate.com.br/2012/08/08/holoceno-e-antropoceno-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/

BBC NATURE. Prehistoric life: Holocene epoch. Disponível em: https://web.archive.org/web/20180118215702/http://www.bbc.co.uk/nature/history_of_the_earth/Holocene

BERGAMINI, Vinicius. Vamos falar um pouco sobre a história da humanidade? Disponível em: https://pintofscience.com.br/blog/vamos-falar-um-pouco-sobre-a-historia-da-humanidade/

BLAKEMORE, Erin. What was the Neolithic Revolution? Disponível em: https://www.nationalgeographic.com/culture/article/neolithic-agricultural-revolution

BRITANNICA. Holocene Epoch: “Medieval” cool period. Disponível em: https://www.britannica.com/science/Holocene-Epoch/Medieval-Cool-Period

RICARDI-BRANCO, Frésia. No final do último segundo do tempo geológico: o quaternário. Disponível em: https://www.blogs.unicamp.br/paleoblog/2016/11/09/no-final-do-ultimo-segundo-do-tempo-geologico-o-quaternario/

RODRIGUES, Meghie. O Antropoceno em disputa. Disponível em: http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0009-67252017000100010

SAGAN, Carl. Cosmos: Os Limites do Oceano Cósmico. Episódio I. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=0jMOACMdgpo

VEIGA, José Eli da. Do Holoceno ao antropoceno: as bases conceituais da mudança de época. Disponível em: https://pagina22.com.br/2019/02/01/do-holoceno-ao-antropoceno-as-bases-conceituais-da-mudanca-de-epoca/

WIKIPEDIA, a enciclopédia livre. Holoceno. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Holoceno

ZOLNERKEVIC, Igor. A era humana. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/a-era-humana/


Sobre Paula Penedo P. de Carvalho

Jornalista de ciência e tecnologia, carioca não praticante e feminista desde criancinha. Cursa atualmente o mestrado em Divulgação Científica e Cultural do Labjor / Unicamp, onde tenta finalizar sua dissertação sobre a trajetória de mulheres na botânica.
Esta entrada foi publicada em Divulgação Científica, História e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *