Tempo Subjetivo

Em Psicologia, o tempo subjetivo se refere à duração que a mente humana estima para um determinado evento ou intervalo. O Tempo Subjetivo pode ser variável, e por isso se distingue do tempo objetivo*, aquele que é medido no relógio.

A área da Percepção do Tempo estuda variações na estimação deste tempo subjetivo. Considere que você está na fila de um banco por 1 hora (tempo objetivo). Em um contexto em que você não tem com o que se distrair, esta hora pode ser facilmente estimada com 1 hora e meia ou 2 horas. O inverso acontece quando você está distraído conversando com um amigo. Esta 1 hora pode facilmente ser estimada como meia hora ou 40 minutos.

Repare que esta explicação é válida para tarefas (estratégias) prospectivas, em que monitoramos o tempo enquanto ele passa. Em tarefas (estratégias) retrospectivas esta relação se inverte. Quando somos induzidos a pensar no tempo decorrido após o acontecimento, lembramos da quantidade enorme de informação que trocamos na conversa com um amigo e superestimamos esta 1 hora. No contexto em que não temos qualquer distração, a ausência de informações relevantes sobre este período nos faz subestimar esta 1 hora.

* Muitos psicólogos se referem a este tempo como “tempo físico”. Porém isto é um erro conceitual. Segundo a Relatividade Geral, os tempos medidos por dois relógios idênticos podem não estar sincronizados, de acordo com a velocidade em que seu ambiente está se deslocando. Para saber mais sobre este tema, experimente uma busca no google por “Paradoxo dos Gêmeos”.