Onde estão as doenças mentais?

No último post mostrei um vídeo de uma mulher que tinha medo de palhaços. Parece tão bizarro mas é o mesmo medo que alguns de nós sente de altura, de baratas, de avião ou até de outras pessoas. Eu costumo defender a posição que doença mental não existe e é tudo aprendido, mas se é assim, então como explicar esses “sintomas”?
Bom, tentarei explicar usando um exemplo que aconteceu comigo outro dia: consegui organizar uma viagem pra BH e isso me deixou muito contente, fiquei o dia todo mais sorridente, conversando mais, todo feliz… um amigo olhou pra mim e me perguntou “por que você está tão alegre hoje?“.
Acontece que por causa de determinados fatores ocorridos eu passei a me comportar de certas maneiras que fizeram com que este meu amigo me percebesse como alegre. Não é que eu estava com um objeto chamado alegria dentro de mim, isso não existe – eu estava me “comportando alegremente”. Assim como não tenho tristeza dentro de mim, que ora desperta ora adormece, eu simplesmente me comporto de maneira triste. São apenas nomes dados à conjuntos de comportamentos. Da mesma maneira que eu não “tenho depressão”, nem “tenho fobias”, nem “tenho o transtorno obsessivo-compulsivo”.
Através do condicionamento pavloviano aprendemos a emitir respostas orgânicas na presença de diferentes estímulos no curso de nossas vidas. O cão de Pavlov aprendeu a salivar à um sino, o bebê de Watson aprendeu a ter medo (emitir respostas de ansiedade) na presença do coelho e eu aposto que, tendo acesso à história de vida da mulher coulrofóbica, encontraríamos as contingências ambientais que a fizeram aprender a ter medo de palhaços.
Negar a existência de doenças mentais não é negar o sofrimento da pessoa, mas sim deixar de perder tempo buscando dentro do cérebro a causa (ou coisa) da depressão e da fobia, é deixar de drogar pessoas com medicamentos cujos efeitos colaterais são maiores do que as promessas de cura. É abrir os olhos para alternativas de tratamento que podem ser muito mais eficazes do que os mais conhecidos.
É só perguntar para algum psiquiatra aonde está a causa e a cura da doença mental. A resposta vai ser mais ou menos como os entrevistados aqui.

Discussão - 8 comentários

  1. Anonymous disse:

    Não sei se este seu pensamento está correto. E quanto as psicoses? São aprendidas também?

  2. Anonymous disse:

    tudo bem e qual seria as alternativas de tratamento? descondicionamento simples assim
    e para o perverso por exemplo
    vc iria condicionar a pessoa a seguir as regras da sociedade? isso é uma utopia …as pessoas nao querem esperar para ser descondicionadas até isso acontecer elas ja tiveram um surto por isso mtas delas tomam remedios com acompanhamento psicologico para poder continuar sua vida a nao ser que ela queira ficar surtando até ser descondicionada…

  3. Anonymous disse:

    sou aluno de psicologia e estou entrando em contato com esse pensamento da AC sobre doenças “mentais” por agora. Acho muito interessante essa visão. Do mesmo jeito que acho que aqui é um bom espaço para uma discussão mais aprofundada acerca do assunto.
    Parabens pelo blog.

  4. Anonymous disse:

    estude mais…

  5. Felipe Epaminondas disse:

    Mais o que especificamente, anônimo?! 🙂

  6. Olá amigo,
    visite nosso blog: http://www.geapsi.blogspot.com
    adorei o teu blog é muito legal.
    criamos um grupo de estudos e abrimos o blog para discussão.
    Sei que tem o potencial de enriquecer nossas discussões.
    abraços..
    Gênesson Honorato

  7. Gênesson Honorato disse:

    Sobre o post o que tenho a dizer é que, receitar um remédio é muito simples para se livrar do paciente.
    na verdade isso tudo é uma farça…
    abraços…

  8. O Saúde Regional é um site de buscas por profissionais ligados às áreas de saúde e bem-estar. Também apresenta conteúdo voltado para quem busca uma vida mais saudável.
    Disponibiliza um Sistema de Buscas por Especialidades que é indicado para profissionais das áreas médica, estética, odontológica e do bem-estar e que se baseia em oferecer diferentes possibilidades de exibição, com preços acessíveis(a partir de 29,90 mensais), se configurando como a melhor relação custo x benefício do mercado.
    Entre em contato pelo contato@sauderegional.com.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM