Bart Simpson com o Transtorno de Déficit de Atenção

O desenhos dos Simpsons é famoso por fazer críticas inteligentes e bem humoradas de tudo o que se pode imaginar, até mesmo um episódio que tirava sarro do Brasil foi quase proibido de passar por aqui.
No segundo episódio da 11ª temporada, o diretor Skinner chega à conclusão de que Bart é portador do Transtorno de Déficit de Atenção, em uma cena que até me lembrou o ótimo filme Impulsividade. O episódio mostra também Marge buscando os medicamentos receitados em um laboratório e os efeitos colaterais que eles trazem no pobre Bart.
Eu juntei estas cenas do episódio e os legendei em português:

http://www.youtube.com/watch?v=SVtZwUEdFgA
O diagnóstico de Transtorno de Déficit de Atenção é dado a pessoas (principalmente crianças) que apresentam dificuldade de atenção e concentração, interferindo de maneira significativa em sua qualidade de vida. Assim como em outros transtornos psiquiátricos, este diagnóstico é feito na base do “olhômetro” e dos relatos da pessoa, não existindo nenhum exame que comprove a real existência do transtorno, e o episódio dos Simpsons dá uma beliscada nesse ponto, pois o próprio direto Skinner faz o diagnóstico.
Os medicamentos também são controversos, dizem por aí que a Ritalina possui quase a mesma composição química que a anfetamina, mas isso eu não posso confirmar já que farmacologia não é a minha área (quem souber mais sobre isso por favor poste nos comentários). Mas o episódio brincou bastante em cima disso!
* Atualização: O leitor Leonardo comentou que “mesma composição química não seria o termo correto. Está mais para ações farmacológicas semelhantes às da Anfetamina.” Valeu!

Discussão - 9 comentários

  1. Leonardo disse:

    Prezado Felipe.
    Mesma composição química não seria o termo correto. Está mais para ações farmacológicas semelhantes às da Anfetamina. Em todo caso, por mais que exista pessoas que tem melhora do aprendizado tomando a ritalina, dificilmente há boa relação custo-benefício com relação ao uso desse tipo de medicamentos. Acredito que um bom exercício físico reguar deva produzir resultados mais positivos.

  2. Felipe disse:

    Obrigado pelo esclarecimento! 🙂

  3. Daniel disse:

    o Bart realmente parece ter algo “diferente”! hehe

  4. Luciana disse:

    Olha, eu gostei tanto desse vídeo que a gente podia fazer uma acordo, até pq dizem que nada se cria tudo se copia. Vc pode colocar o vídeo que tem no meu blog no seu se quiser e eu coloco esse no meu. Ok?

  5. Felipe disse:

    Luciana, vc pode usar qualquer material que ver aqui, contanto que cite a fonte, claro! 😉

  6. Luciana disse:

    Já li bastante sobre o assunto e o que me impressionou foi saber na realidade não se sabe como o metilfenidato ou outros medicamentos como antidepressivos tricíclicos, agem no cérebro p/ produzirem seus efeitos. Os autores que li falam em hipóteses como: devem agir sobre as catecolaminas diminuindo enzimas que destroem neurotransmissores ou agindo como neurotransmissores ou ainda aumentando a produção de neurotransmissores, não existe certeza. Portanto como saber dos seus efeitos em longo prazo? Não sabemos, por esse motivo o assunto provoca discussões na comunidade científica. Acho que esses medicamentos deveriam ser prescritos em último caso para dar suporte a um processo terapêutico. E atualmente o que vem acontecendo é o contrário o medicamento vem sendo a primeira opção. Levando em consideração que mudar o comportamento tb modifica a bioquímica cerebral, os “psicofármacos não nos dão nada que não temos” meu professor Marcelo falava isso, então podemos conseguir os mesmos efeitos sem eles, ou utilizá-los por um curto período associados à terapia para podermos modificar nossos comportandos, pensamentos e bioquímica cerebral.

  7. Natalia disse:

    Muito bom!!! Postei o vídeo no blog que participo. AbÇ.

  8. C Lopes disse:

    Ótimo video, explicativo, tags: tdah dda hiperatividade

  9. Marcelo disse:

    Preciso do vídeo do Bart Simpsom, pois ele foi removido. Obrigado.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM