Novas “drogas legais” invadem as baladas

Enquanto aqui no Brasil o consumo de crack não para de crescer, assim como as “cracolândias” em diferentes regiões, lá fora outro tipo de drogas está aumentando de consumo: as drogas sintéticas. O sistema de saúde inglês abriu uma clínica só para seus usuários.

As drogas sintéticas são aquelas criadas em laboratórios, e muitas vezes são substâncias legais que simulam os efeitos de entorpecentes ilegais, por isso são também chamadas de “legal highs” ou, no Brasil, “drogas disfarçadas”.

Entre essas podemos citar a mefedrona (“miau-miau”), o GHB (“boa-noite cinderela”) e a quetamina (um anestésico para cavalos).

Mas não é porque são legais que são menos prejudiciais ao organismo: como costumam ser substâncias novas, muitos dos seus efeitos colaterais ainda são desconhecidos. Além disso, por serem drogas diferentes, a pessoa não acostumada pode facilmente tomar uma overdose.

A maioria destas drogas têm efeito estimulante e costumam ser utilizadas em baladas. Os jovens querem evitar a cocaína ou o ecstasy e buscam alternativas como a mefedrona (que em agosto de 2011 foi proibida no Brasil). Um outro exemplo é o A3A, um pó muito mais poderoso que a mefedrona cujos efeitos, que podem incluir taquicardia, ataques de pânico e sintomas psicóticos, podem durar dias.

Curiosamente, estas drogas costumam ser usadas por pessoas empregadas, com alto nível de educação, que as compram pela internet. Ou seja, um público bem diferente das cracolândias. Imagina se isso vira moda no Brasil…

Fontes: UOL e Telegraph

Discussão - 4 comentários

  1. Victor de Vasconcellos disse:

    Olá Felipe, comecei a acompanhar seu blog, gostaria só de fazer um comentário ao seu post, se me permite, a Ketamina, que é conhecida nos Estados Unidos como Special K, é fumada como o Crack, mas tem os efeitos semelhantes ao da Heroína. Uma substância tão desvastadora quanto o crack. E que pode ser fabricada em casa com o uso de um microondas doméstico. Na verdade essas substâncias que citou, não são as “legal highs”, são simplesmente medicamentos, que estão sendo usados de forma incorreta e tem seu uso controlado em alguns casos. Legal Highs são misturas de ervas naturais ou resinas dessas ervas, que são vendidas legalmente, como não são consideradas drogas (até o momento) não há uma lei que as proiba, e o mesmo funciona para o Brasil. É o caso da Salvia Divinorum, começou sendo uma “legal high”, não sei se hoje em dia é proibida, mas existem outras misturas que são vendidas, algumas delas seriam uma alternativa para a maconha ou haxixe.

    PS: Se não for pedir demais, gostaria que desse mais atenção a área de neurociências, sou fascinado por neurociências e estudante de biomedicina.
    PS²: Quanto ao post “Viajando na máquina de Ressonância Magnética” a Psilocibina é encontrada nos Psilocybe Cubensis e a foto que postou é de uma Amanita Muscaria.

    Parabéns pelo blog
    Abraços!

  2. Thaís disse:

    Muito interessante

  3. Rafael disse:

    Gostei interessante seu blog…
    Mas gostaria de saber se vc sabe algo sobre a droga chamada SUCESSO??? Tenho uns amigos que andam usando essa droga, e gostaria de saber mais informações sobre ela…. procurei na net, mas não achei em lugar nenhum. Desde ja grato pela atenção.

  4. carlos disse:

    Victor,

    A Ketamina nao é fumada ele é aspirada ou tambem poder ser injetada.e nao é verdade que ela é como a Heroina.O sua informaçao esta longe da verdade e tem uma base no medo das drogas.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM