A biologia continua incansável fornecendo exemplos de parasitas bizarros. Pauta do dia: moscas decaptadoras – o horror!!


Saindo da cabeça da formiga. A foto veio daqui.
A mosca forídea (Pseudacteon curvatus) tem um ciclo comum, do ovo emerge uma larva que cresce, forma uma pupa e sofre metamorfose, dando origem ao adulto. A questão é onde este ciclo se passa.
Os ovos são colocados no tórax de formigas, e a larva entra na cabeça dela. Dentro da cabeça da formiga, a larva se alimenta de tudo que encontra lá. Para empupar, após umas duas semanas a larva solta uma enzima que digere a ligação da cabeça com o tórax, uma decaptação de leve. Mais duas semanas e o adulto emerge da carcaça da formiga.
Embora seja bem pequena – imagine uma mosca menor que a cabeça da formiga – a P. curvatus ataca especificamente a formiga-lava-pés, que é uma praga invasora nos Estados Unidos e causa grandes estragos. Por ser bem eficiente em matar a formiga, ela está sendo usada como controle biológico, como pode ser visto no vídeo abaixo:

Vi o vídeo no Desertores da Escada.

Skip to content