– Cadê o meu? ©Greencolander

Imagine que um conhecido te pede um favor, você sabe programar e ele precisa de um script. Como é seu amigo e não falou nada em pagar, você faz o serviço de graça. Dias depois você descobre que ele pediu o mesmo para outro amigo e pagou espontaneamente (e bem). Se ele te pedisse o mesmo favor de novo, você faria de graça?
Se você ficou na dúvida ou não faria, não está sozinho. Meu cachorro também não faria.

Um experimento recentemente publicado na revista PNAS demonstrou que cachorros têm senso de justiça e não gostam quando não são devidamente recompensados. Eu e os outros donos de mais de um cachorro já percebemos isso, mas o trabalho não só fez os devidos controles como mostrou que o tipo de recompensa e quem está dando não influenciam.
Os cachorros da pesquisa tinham que dar a pata repetidamente para o experimentador – os donos dos cachorros estavam presentes mas fora de contato visual. Os cachorros eram dispostos lado-a-lado em pares e poderiam receber dois tipos de recompensa, uma de alto valor (salsicha) e uma de baixo valor (pão preto) ou não receber nenhuma recompensa.
Quando um dos cachorros não recebia recompensa e o outro sim, ele parava de dar a pata muito antes do que quando os dois ou nenhum dos dois recebiam recompensa, demonstrando desinteresse e olhando repetidamente para o parceiro recompensado.
Nos chimpanzés o mesmo já havia sido observado mas, diferentemente dos cães, para eles a qualidade da recompensa também foi relevante. Se o parceiro recebia uma recompensa melhor ou recebia uma recompensa sem ter “trabalhado” os chimpanzés paravam de colaborar, um comportamento mais complexo que o canino. Já para os cães não houve diferença significativa se o parceiro recebeu salsicha e ele pão preto, ou se o parceiro recebeu recompensa sem dar a pata.
Noções de eqüidade e justiça são esperadas em animais que vivem em bandos como hienas, macacos e cães. E apesar da grandes mudanças induzidas pela seleção humana nos cachorros, ainda tenho que comprar biscoitos e brinquedos em números pares para meus dois.

Fonte:

Range, Friederike , Lisa Horn, Zsófia Viranyi, and Ludwig Huber. “The absence of reward induces inequity aversion in dogs.” Proceedings of the National Academy of Sciences (2008).

Skip to content