Além de muito inteligentes, polvos podem ser mais exigentes do que você imagina…

©doug.deep

Polvos (e cefalópodes em geral) são animais muito inteligentes. São capazes de mimetizar outros animas, abrir jarros para comer, e até de dar muito trabalho para um aquário. Mas são capazes de mais ainda.
Para estudar se polvos têm personalidades definidas, respostas constantes de um mesmo tipo, como agressividade, timidez, uma pesquisadora da Universidade Macquarie, Renata Pronk, resolveu mostrar para os animais imagens em uma televisão.
O teste consistia em mostrar para polvos australianos (o carinha da foto acima) imagens de presas (caranguejo), concorrentes da mesma espécie e objetos estranhos, e estudar se as respostas se repetiam. Isso não aconteceu, quando um concorrente era mostrado no monitor, o mesmo polvo se escondia ou enfrentava a imagem em dias diferentes, nenhum deles repetia consistentemente a mesma resposta, não apresentando uma personalidade definida.
Agora o pior de tudo é o seguinte, estudos anteriores não conseguiram ver resposta nenhuma dos polvos para imagens em monitores. Como o estudo australiano resolveu isso? As imagens apresentadas precisavam ser em alta definição e apresentadas a 50 frames por segundo – para nós 24 imagens por segundo são o suficiente para interpretarmos como movimento contínuo, e é essa a freqüência de projeção no cinema, 24 frames por segundo.
Ou seja, além de enxergarem muito mais cores do que nós, polvos ainda enxergam em alta definição e mais frames por segundo… Quer dizer que eles só jogariam PS3 e que até pouquíssimo tempo atrás eles iam achar que somos muito pouco evoluídos por jogar num Master System.
Vi no Dr. Joan Bushwell’s Chimpanzee Refuge

Skip to content