Escoteiros Cientistas


Não, eu nunca fui escoteiro, mas achei a iniciativa dos Escoteiros de Ciência muito legal para deixar passar. O princípio é simples, para cada habilidade adquirida você tem uma medalha (Karl?). Claro que o legal fica por conta das histórias envolvidas na conquista daquela medalha(distintivos, na verdade. Brigado Vitor!).

Vou colocar aquelas que acho que mereço e uma breve descrição do porquê:

00ootssoeraaap.jpg

O Primeiro é o emblema da tropa, Order of the Science Scouts of Exemplary Repute and Above Average Physique. Vocês hão de convir que pelo menos meu volume está acima da média.

Segundo eles, os membros seguem o seguinte:

– not opposed to alcohol.

Nada contra.

– fond of IPCC reports (especially the pictures).

Dou a maior força!

– mostly in agreement with the “truth.”

Evolução.

– into badges.

Afinal, é para isto que serve este post.

– grieving for the slow and miserable death of the Hubble Space Telescope.

Ok, tenho certa pena.

– possibly possessed of supernatural powers.

Droga, fiquei de fora dessa.

– not in the business of total world domination

Por mais que alguns malucos escrevam que somos financiados ou afiliados aos donos do mundo e que não queremos ver a verdade (sério, não são poucos que falam isso nos comentários), eu ainda não ganhei um centavo de um homem de preto.

– committed to the constant and diligent presentation of science
stories, be it to editors, producers, directors, educators, relatives
and/or friends of various ilk, in an effort to lessen the gap that is
this thing we call public scientific literacy.

Sou eu! Afinal, tenho o Rainha Vermelha, ajudei a criar o Lablogatórios, atual ScienceBlogs Brasil e ainda virei editor do ResearchBlogging em português!

Agora vamos às medalhas (post bem longo, clique no read on):

01talkthumb.gif

Talking science:

Required for all members. Assumes the recipient conducts
himself/herself in such a manner as to talk science whenever he/she
gets the chance. Not easily fazed by looks of disinterest from friends
or the act of “zoning out” by well intentioned loved ones. (DN)

Além do óbvio do blog, e de cansar de falar de ciência nas aulas de biologia, uma situação que ressalta o zoning out:

Estava em uma festa quando encontrei um amigo que costuma comprar coisas no eBay. Falei que queria muito comprar um dos micr√≥bios de pel√ļcia (por sinal acabei comprando o HIV e a Helicobacter pylori, esta √ļltima s√≥ pelas tran√ßas) quando me dei conta de uma menina parada atr√°s da gente no computador. Claro que a essa altura eu j√° estava todo empolgado, falando para meu amigo o qu√£o realistas eram alguns micr√≥bios, e que trabalhei com alguns deles e tal. A menina precisou me interromper:

РDesculpa, o que vocês tão vendo mesmo?
– Micr√≥bios de pel√ļcia.
РMicróbios?
– Sim
– De pel√ļcia?
– √ďbvio.
– Meu deus! Que povo NERD! – e saiu andando.



06blogthumb.gif
I blog about science:

In which the recipient maintains a blog where at least a quarter of the material is about science. Suffice to say, this does not include scientology.

√Č por isso que voc√™ est√° aqui, afinal. Devo dizer que me divirto tratando de Ci√™ncia no Papo de Homem tamb√©m, e em breve sai um texto novo l√°.

97twitter.jpg
I use twitter to spread science:

Science in less than 140 characters is beautiful too (DN).

Sempre rola um link ou outro para algo legal lá no Twitter. Aliás, você já me adicionou por lá?

10quackerythumb.gif 

destroyer of quackery:

In which the recipient never ever backs down from an argument that pits sound science over quackery.

Posso ser ownado de vez em quando, posso não ser um Kentaro, mas juro que não gosto de meia ciência e milagres.

07craftsthumb.gif
arts and crafts:

Because you can’t have a bunch of badges without an arts and crafts badge. This one assumes the recipient has all manner of “craftiness” with a sciencegeek twist. (AC)

Vocês não fazem idéia do tempo que perdi gerando as figuras do meu relatório n vezes, até ficar do jeito que eu queria. Além de adorar fazer figuras para artigos (ok, fiz só duas, mas com muito orgulho).
E quem mais pode dizer que desenhou e montou estes carinhas?

14sexingthumb.gif

sexing up science:

In which the recipient has had experience with things such as selective
breeding, crossing, mate selection, prokaryotic conjugation, fertility
studies, STD related microbiology, and/or any other acceptable
interpretation of the badge. (RPM)

Caramba, eu estudo HIV! Tudo bem que isso joga contra, mas conta.

17organsthumbs.gif

I’ve touched human internal organs with my own hands:

In which the recipient is “hopefully” doing something that is somehow related to human health. (JH)

Peguei um cérebro na aula de anatomia. Parecia um Bubaloo mastigado, e ele quica bem na mesa. Sério.

19ice1thumb.gif
20ice2thumb.gif
has frozen stuff just to see what happens, nível I e II:

In which the recipient has frozen something in dry ice for the sake of scientific curiosity. (JL)

Comecei congelando folhas no freezer para ver se elas quebravam como nos filmes. Gelo seco é muito mais legal além de fazer boas bombas. Experimente gelar vodca colocar algo de metal em contato com ele, como um anel de prata, e ver como o metal forma gelo depois. Ainda estou à procura de nitrogênio líquido para atingir o nível III.

52flame1thumb.gif
53flame2thumb.gif
I’ve set fire to stuff:

In which the recipient has set fire to stuff, while fully aware of all combustion principles at play. (AB)

Eu sei que dentro do desodorante aerosol h√° propano e butano, que ficam na forma l√≠quida por causa da press√£o dentro da lata, sei que eles se combinam com oxig√™nio produzindo g√°s carb√īnico e √°gua, e √© o melhor jeito de se livrar de vespas dentro de uma lareira.
Quanto ao incidente em que aqueci iodo no bico de Bunsen no meio da aula de qu√≠mica no colegial, eu sabia que ele ia sublimar para iodo gasoso, e sabia inclusive que a fuma√ßa √© roxa. S√≥ n√£o sabia que ele √© bem t√≥xico… 

27invertebratethumb.gif
inordinately fond of invertebrate:

In which the recipient professes an arguably unhealthy affinity for things of this category

Invertebrados são o máximo, cefalópodes deixam qualquer golfinho no chinelo, e uma olhada na categoria de imagens mais do que prova isso.
 
33tadpolethum.gif
I know what a tadpole is:

In which the recipient knows what a tadpole is. Basically, an easy way to get a badge that looks a little like the semen one above.

Eu sei o que é um girino. E também sei que adicionando iodo no aquário onde eles estão faz com que cresçam bem mais rápido, embora fiquem menores.
 
36clonerthumb.gif
Cloner:

In which the recipient has cloned something or other. Rules to a drinking game concerning this badge will be forthcoming. (RPM)

Já clonei várias coisas. Além de plasmídeos e E. coli., já plantei bananeiras, mandioca e cana!

41exothermicthumb.gif
totally digs highly exothermic reactions:

Might be best to keep an eye on such recipients. (JM)

O que eu posso dizer? Misturar cloro com outras coisas é bem legal! Pena que nunca pude brincar com sódio em água ou afins.

48rectalthumb.gif
have violated the posterior of an animal in the name of science:

For those who study medical and/or microbiological issues related to things carried rectally. (LL)

Depois de dissecar mais de 150 baratas, prendendo elas de uma forma não muito legal (mas desmaiadas, pelo menos) e violando 150 traseirinhos, para estudar enzimas digestivas do intestino delas, acho que bioquímica também se aplica a essa medalha.
Afinal, tamanho esfor√ßo tem que servir para alguma coisa. 

59martinithumb.gif
has done science whilst under the influence:

This can apply to both achieving moments of intellectual clarity or actual performance of an experiment whilst under the influence. It presumes talking about science under the influence a given. (JD)

Em uma reunião de ensino, depois de ouvir muita baboseira sobre raças humanas e coisas do gênero, o vinho mais do que me ajudou a acabar com a discussão e contar que apesar de termos traços físicos diferentes, não há muita diferença genética entre os povos.
Fico pensando se o melhor jeito de lidar com trolls não é com vinho também.

74explain1thumb.gif
75explain2thumb.gif
non-explainer:

Where the recipient can no longer explain what they do to other scientists generally (M).

No nível I você não consegue explicar o que faz para sua família. Vou dizer que meu pai e minha irmã, embora sejam leigos no assunto até estão por dentro do que faço. Ou quase.

Mas depois de uma palestra recente, em que fui explicar para o pessoal do meu pr√≥prio departamento a parte do meu projeto que envolve din√Ęmica molecular, percebi o p√Ęnico que as pessoas de microbiologia tem de qu√≠mica. Foi bem complicado discutir o assunto, e a palestra acabou demorando bem mais do que o previsto. Claro que o fato de eu n√£o ter ensaiado o assunto antes colaborou bastante.
 
43transdiscplinarythumb.gif
somewhat confused as to what scientific field I actually belong to:

Also known as the transdiscplinary, interdiscplinary, multidisciplinary, or intradisciplinary badge. (D)

Biólogo que trabalha com evolução e bioinformática? Bioinformata com enfoque em microbiologia? Microbiologista com enfoque em bioinformática? Cientista que gosta de divulgação científica? Divulgador que gosta de ciência? Perdido e sem perspectiva de carreira?

Fato é: só fiz duas disciplinas em microbiologia (meu departamento), ambas obrigatórias. As outras foram na biologia, na biotecnologia, na bioinformática, e por aí vai. Foco é para os fracos.

E você, que medalhas você merece e por quê? Deixe um relato aqui nos comentários. Ou, se seu inglês for bom, deixe um comentário na página da medalha lá no Science Scouts. Se for uma história de laboratório, conte para o Carlos!

,

7 responses to “Escoteiros Cientistas”

  1. Fomos enganados
    Que hist√≥ria √© esta de o Ministro da sa√ļde de n√£o ter mais o Tamiflu para todos os contaminados pela gripe H1N1? De onde ele tirou esta hist√≥ria do Tamiflu fazer o v√≠rus ficar mais resistente? Tenho acompanhado todas as noticias sobre a gripe e n√£o li esta medida em nenhum outro pa√≠s. N√£o exstiam no pa√≠s 9 milh√Ķes de doses? Ser√° que estavam nos enganando? Voc√™s j√° sabem a resposta.

  2. Lucia,
    Não ouvi falar que o remédio acabou, mas o Tamiflu pode selecionar vírus resistentes sim. Essa gripe não causa nada mais sério do que uma gripe comum, de forma que não há necessidade de tratar pessoas saudáveis com tamiflu, isso só aumenta as chances de um vírus resistente ser selecionado e se espalhar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *