rato_laboratorio.jpg
Fonte: Wikimedia.
Foi com essa pergunta que a Veja fez uma enquete perguntando se as pessoas são a favor ou contra o uso de animais para a pesquisa científica. Quando recebi o e-mail com esse link da Fernanda, as respostas estavam em surpreendentes 70% contra o uso de animais.
Fiquei impressionado com esse impacto negativo. E só tem um jeito disso fazer sentido na minha cabeça, as pessoas simplesmente não sabem por que se usam animais em laboratório.
Eu não uso animais em minha pesquisa, e faria o possível para evitar precisar. Mas nem sempre isso é possível. Ninguém tem animais para fazer experimentos com eles à toa. E nenhum cientista sério gosta de usar animais como cobaias. Conversei com uma amiga que precisou sacrificar vários ratinhos expostos à radiação ultravioleta. Obviamente ela detestou ter que fazer isso, e não o teria feito se não fosse extremamente necessário, se a pesquisa dela não fosse ajudar pessoas que possuem problemas no reparo de DNA e se danificam muito mais quando expostos ao Sol.
O que eu acho que as pessoas que votaram contra nesta enquete não param para pensar é qual a alternativa razoável. Onde mais medicamentos e procedimentos seriam testados antes de chegarem ao mercado? Sim, se você votaria contra e tiver uma boa solução, conte, pois sei de muita gente que gostaria de saber.
[se quiser uma noção de como um debate sobre direitos animais pode ser, recomendo muito este post do RNAm]
Enquanto isso, você que é contra o uso de animais e nem parou para pensar em uma alternativa, se inscreva no nosso novo grupo de voluntários que querem usar apenas medicamentos que não agrediram nenhum animal durante sua formulação. É só mandar um e-mail para:
eachoqueumacenourareproduzmeumetabolismoperfeitamentebem@tocagandopralogica.org