A aranha mais nerd


Aranha Portia fimbriata
©vipin baliga

ResearchBlogging.orgSalticidae é uma família de aranhas muito inteligentes (para alguém com o cérebro daquele tamanho). São caçadoras ativas, quase nunca tecem teia, preferem caçar ativamente as presas. Por conta disso, dependem muito da visão, daí os olhos enormes, e acabam adotando comportamentos bem ricos. Agora, se elas já são predadores bastante inteligentes, como seria uma aranha que caça esses predadores (uma aranha araneofágica)? Conheça as aranhas Portia, e por que elas são chamadas de gatos de oito olhos [link para pdf].
Portia √© um g√™nero de aranhas saltadoras (tamb√©m s√£o Salticidae) com cerca de 20 esp√©cies conhecidas, que s√£o especialistas em ca√ßar outras aranhas, especialmente membras da mesma fam√≠lia. Ocorrem na √Āfrica, √Āsia e Oceania, para meu desapontamento. Para poderem ca√ßar, adotam uma s√©rie de t√°ticas bastante complexas, sendo capazes de classificar o tipo de presa e responder de acordo, o que as coloca entre os invertebrados mais inteligentes.
Para atacar outras Salticidae, as estrat√©gias das Portia s√£o √ļnicas. Algumas¬†Portia¬†podem fazer teias, e manter os insetos pegos para atrair outras saltadoras. Outras partem ativamente para a ca√ßa, quando sua camuflagem vem a calhar: se a¬†Salticidae¬†que est√° ca√ßando a v√™, a Portia congela seus movimentos, e¬†encolhe seus palpos e patas,¬†se camuflando de detrito¬†para uma v√≠tima que depende da vis√£o, podendo at√© simular movimentos causados pelo vento. O que n√£o se comparar com as t√°ticas que adotam em situa√ß√Ķes mais delicadas. [1]
Atacando em território inimigo
Um dia de ca√ßa t√≠pico da Portia fimbriata, simp√°tica esp√©cie¬†acima, serve de exemplo do que elas s√£o capazes de fazer. Uma das presas que esta esp√©cie ataca √© a aranha de teia Argiope appensa, que pode ser muito maior do que ela. Mesmo sem nunca ter visto uma aranha Argiope¬†a P. fimbriata sabe o que fazer quando encontra sua teia. Ela pisa com cuidado em um dos fios, e come√ßa a fazer uma s√©rie de vibra√ß√Ķes diferentes ‚Äď a maioria das aranhas de teia s√£o quase cegas, e o sentido que mais usam √© o tato ‚Äď em intervalos at√© encontrar a vibra√ß√£o que atrai a dona da teia¬†para seu ataque (algumas esp√©cies podem fazer isso por dias).¬†Se ela reage, a Portia continua com aquele est√≠mulo. Caso contr√°rio, volta a variar seus sinais, at√© receber resposta novamente.¬†A¬†P. fimbriata¬†australiana pode inclusive imitar movimentos da f√™mea da esp√©cie na teia, para atrair o macho.
Por vezes, ela pode resolver subir pela teia para atacar sua dona. Mas só quando houver vento ou outra condição que vibre a teia e mascare seu movimento ninja caminhar pelos fios, para que ela não se torne a presa. Nem sempre a Argiope é pega desprevenida, ela pode chacoalhar a teia com força se perceber a Portia, ou mesmo atacá-la. Nestes casos a P. fimbriata pode partir para um ataque muito mais hollywoodiano. Ela caminha ao redor da teia, muitas vezes perdendo contato visual com a presa e fazendo contornos que podem levar mais de uma hora, para se posicionar exatamente acima da vítima e descer por um fio para o grande ataque. Sim, a Portia pode julgar que este ataque é mais eficaz, planejar toda uma rota, e seguir em um comportamento longo e complexo para completar seu objetivo. [2]
O vídeo abaixo mostra o comportamento de imitação em presas e o ataque planejado, com direito a close nos olhos de vilão do mal (uma versão mais curta que não consegui embedar está aqui):
[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=usCNem9ixbU” title=”Ataque%20da%20aranha%20Portia” width=”600″]
E este n√£o √© o √ļnico exemplo de tomada de decis√£o complexa. A esp√©cie¬†Portia labiata¬†das Filipinas demonstra muito bem esta capacidade. Na regi√£o de Los Ba√Īos, ela encontra e ca√ßa aranhas cuspideiras da esp√©cie¬†Scytodes pallidus. As Scytodes tamb√©m s√£o araneof√°gicas, e secretam um misto de teia e veneno pelas quel√≠ceras que √© lan√ßado sobre as presas (da√≠ o nome cuspideira), grudando-as. Assim, para ca√ßar esta cuspideira especializada em aranhas saltadoras, a P. labiata precisa de uma t√°tica especial. As P. labiata desta regi√£o se aproximam de teias de Scytodes e provocam vibra√ß√Ķes, mas n√£o fazem o ataque direto. Elas normalmente fazem a volta e tomam o caminho mais longo para atacar a cuspideira por tr√°s, e evitar a extremidade que lan√ßa a cola. Portia da mesma esp√©cie mas de outra regi√£o, n√£o fazem isso e s√£o mais facilmente mortas pela Scytodes. E seu repert√≥rio pode ser ainda mais diverso: se a Scytodes dona da teia for uma f√™mea carregando uma bolsa de ovos com a boca, o que diminui muito as chances de ela cuspir teia, a P. labiata de Los Ba√Īos adota o comportamento mais curto de atacar diretamente. [3]
Tomada de decis√£o, classifica√ß√£o de presas, acuidade visual e leitura para diferenciar um inseto preso na teia da aranha, e para diferenciar uma f√™mea carregando ovos ou n√£o… acabo de eleger as Portia como saltadoras mais nerds, escolher meu g√™nero predileto de Salticidae.
 
Fontes:
[1] Clark, R., & Jackson, R. (2000). Web use during predatory encounters between Portia fimbriata, an araneophagic jumping spider, and its preferred prey, other jumping spiders New Zealand Journal of Zoology, 27 (2), 129-136 DOI: 10.1080/03014223.2000.9518218
[2]¬†Wilcox RS, Jackson RR (2002). Jumping spider tricksters: deceit, predation, and cognition. In: Bekoff M, Allen C, Burghardt G (eds) The cognitive animal. MIT Press, Cambridge, Mass., pp 27‚Äď33 [pdf]
[3] Jackson RR, Pollard SD, Li D, & Fijn N (2002). Interpopulation variation in the risk-related decisions of Portia labiata, an araneophagic jumping spider (Araneae, Salticidae), during predatory sequences with spitting spiders. Animal cognition, 5 (4), 215-23 PMID: 12461599


5 responses to “A aranha mais nerd”

  1. Impressionante!!!
    D√° para entender a fascina√ß√£o que Warren Fahy tem por essas “gatas de 8 olhos” e suas tigranhas em “Fragmento”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *