Cobertura da Gripe A H1N1 no ScienceBlogs Brasil

Este post é um índice da cobertura da Gripe A H1N1 ou Gripe suína pelo SbBr. Vamos atualizá-lo à medida em que novos posts forem publicados. Os textos estão classificados nas categorias a seguir:

Cartaz sobre gripe para imprimir e divulgar (21/07):
Divulgue informações sobre a Gripe Suína

A progressão da pandemia

Os primeiros dias da pandemia 1 (27/04):
Novos dados sobre a gripe suína – 27/04

Os primeiros dias da pandemia 2 (29/04):
Algo de podre na gripe suína…

Considerações sobre a origem do vírus (29/04):
Adoro Ciência e blogs: o caso da gripe suína

Plano de contenção da doença do HC (29/04):
HC lança Plano de Contingência para Gripe Suína

Dicas sobre a gripe, de antes da doença chegar ao país (30/04):
Gripe suína H1N1: algumas dicas

Mudança de estado 4 para 5 e progressão da gripe (01/05):
Muitas considerações sobre a gripe suína (1/5)

Entrada do vírus no país (26/05):
Novos dados sobre a gripe suína

Mudança do nível de alerta da OMS para o nível 6. (12/06): Gripe suína: ainda por aí.

Uma perspectiva sobre os mortos no país, de acordo com o Hospital Emílio Ribas (30/06): Mortes por Gripe Suína

Progressão da gripe, enquanto ainda contabilizávamos os casos (28/06):
A progressão da gripe suína no Brasil


Entendendo o vírus e a doença

Influência do desenvolvimento humano e domesticação de animais (29/04):
Gripe suína: armas, germes e aço

O que é o Influenza, e de onde vem sua nomenclatura(26/04): O que você precisa saber sobre a gripe suína

Porque algumas linhagens de gripe são mais perigosas (28/04): O que torna um vírus da gripe mais letal do que outros

Como foi a gripe suína em 1976 1 (03/05): Gripe suína: “Vamos todos morrer” (Lições de 1976)

Como foi a gripe suína em 1976 2 (03/05): Gripe suína – Lições do passado

Como foi a gripe de 1918 (07/05): O que foi a gripe espanhola em 1918

De onde veio o vírus atual(17/05): A origem do Influenza A H1N1 ou gripe suína

O site criado para reunir os estudos sobre a origem do vírus H1N1 (09/05): Colaboração internacional para entender e combater H1N1

De onde vêm as doenças, incluindo a gripe (19/05):
De onde vêm as doenças infecciosas?

A letalidade do vírus no país (20/07): Sobre a Letalidade da Gripe Suína no Brasil

Qual a possibilidade de um segundo surto de gripe mais grave (13/08): Sobre a “segunda onda” da Gripe Suína (Gripe A; vírus H1N1)

A história do H1N1, da gripe espanhola em 1918 até a gripe suína de hoje (17/08):

H1N1, mais de 90 anos entre nós: a origem e história desse vírus

Diagnóstico, prevenção e vacinação

Especial do Brontossauros sobre gripe:
Como é feito o diagnóstico (08/05): 1 – Como se identifica a gripe suína?

Porque ele demora (08/05): 2 – Por que a demora na confirmação nos casos no Brasil?

Como é feita a vacina contra gripe (12/05): 3 – Como se produz vacina contra gripe suína?

Qual a gravidade desta doença (13/05): 4 – A gripe suína é fraca?

Quão preocupante é a situação (17/05): 5 – Podemos ficar tranquilos em relação a esta gripe?

Porque os números de suspeitos e confirmados são tão diferentes (25/05) :6 – Qual é a causa da discrepância entre dados suspeitos e os oficiais?

Surgimento do vírus resistente (30/06):
H1N1 resistente ao Tamiflu

A influência social da gripe

Acesso à informação e gripe (28/04):
Gripe suína: informação, globalização e prejuízos

Um tanto de ceticismo quanto à gripe (e uma aposta séria nos comentários) (28/04):

Cético de mim mesmo

Sobre o hype que a doença criou (29/04):
Gripe suína, ou o tudo e o nada

Comunicação rápida e a gripe (29/04):
Opinião e reflexões

O fenômeno da gripe (01/05):
A Epidemia Hiperreal

Uma maneira rápida de conseguir um assento no metrô (25/05):
Gripe a Metro

O relato de uma enfermeira em tempos de pandemia (22/06):
Pandemia, pandemônio

A gripe e a mudança de comportamento na sociedade (21/07):
Gripe Suína (gripe A; vírus H1N1) atinge até a alma!

O que sabemos e não sabemos sobre esta gripe e outras (26/06):
H1N1 e o que estamos aprendendo

O que há de real no documentário argentino sobre a gripe (03/08): Gripe suína e a conspiração

Desmistificando o spam com uma conversa sobre a gripe e mortes em Curitiba que circula 1 (14/08): Gripe súina, a morte vinda dos Céus

Desmistificando o spam com uma conversa sobre a gripe e mortes em Curitiba que circula 2 (14/08): Gripe suína, MSN e spam


A mídia e a cobertura dos fatos

A ação do Ministério da saúde de responder sobre a gripe a comentários em blogs (01/07): Ministério da Saúde usa a Internet contra a gripe suína

O papel da mídia na divulgação da doença (03/08):
Gripe suína e a inércia da notícia


Discussão - 5 comentários

  1. maria disse:

    belo trabalho, atila!

  2. Parabéns pelo blog, aliás, estudo o uso de blogs e demais ferramentas colaborativas, na comunicação científica…
    Mas, vamos ao tema da gripe suína no Brasil.
    Vocês tratam o tema da epidemia de forma bastante abrangente, mas senti falta de uma discussão: a política do Ministério da Saúde no combate à doença, em particular, a decisão de retirar o Tamiflu das farmácias.
    Reconheço o perigo de o vírus se tornar resistente, mas o possível uso indiscriminado de Tamiflu, se combate com campanhas informativas, tanto junto ao público leigo quanto junto aos médicos do sistema privado, responsáveis por emitir uma receita, sem a qual o medicamento não poderia ser comprado.
    Seria ótimo que o Sistema Público de Saúde concentrasse os cuidados em relação à epidemia. Só que o Sistema Público de Saúde no Brasil, não consegue atender à toda população que dele depende, nem em situações normais, quem dirá em uma situação de alerta.
    Por isso, considero uma medida “pouco inteligente” e autoritária, a decisão de “guardar o Tamiflu” no cofre.
    Sou mãe e o pai dos meus filhos, meu ex marido, é médico e ambos estamos preocupados pelos nossos filhos, jovens (como tem sido as vítimas da doença).
    Interpretamos que o Ministério da Saúde está dificultando o acesso ao tratamento da doença. Em caso de confirmação clínica da gripe suína, o Tamiflu precisa ser tomado nas primeiras 48 horas do surgimento dos primeiros sintomas. O fato de haver barreiras (como mostra a notícia que transcrevo ao final) para adquirir o medicamento, não estaria matando pessoas que teriam um quadro mais leve, caso fossem tratadas nas primeiras 48 horas?
    Também questiono alguns dados (números mal interpretados levam a conclusões erradas). O Ministério da Saúde informa que essa gripe mata tanto quanto as gripes comuns.
    Em números absolutos pode ser, mas a gripe comum mata pessoas debilitadas, com idade avançada, pessoas subnutridas ou sem acesso à médicos e hospitais.
    Os casos de morte por gripe suína que estão aparecendo, são de pessoas jovens, saudáveis, moradoras dos grandes centros e com acesso à saúde pública e/ou particular. Acredito que nos locais menos assistidos do Brasil podem haver casos que nem chegam a ser identificados. Os excluídos de sempre podem estar sendo excluídos também das estatísticas.
    Relato com alguns comentários, notícia de ontem na Folha de São Paulo:
    ______________
    Jovem de SC obtém decisão na Justiça para receber Tamiflu
    Um juiz da 2ª Vara Cível de Indaial (SC) concedeu anteontem uma liminar para que um adolescente de 15 anos, com suspeita de gripe suína, tenha acesso ao Tamiflu.
    O remédio foi receitado por um médico particular, mas a mãe do garoto não o conseguiu em um posto de saúde.
    Segundo a Secretaria da Saúde da cidade, a receita médica não obedecia às especificações previstas no protocolo do Ministério da Saúde de informar a dosagem, o tempo de uso e o motivo da indicação.
    A secretaria alega ainda que o quadro do adolescente não correspondia ao previsto no protocolo para a aplicação do Tamiflu, já que ele não está em nenhum grupo de risco e não apresentava síndrome respiratória aguda grave.
    A mãe do garoto foi orientada pela prefeitura a buscar nova avaliação médica.
    (COMENTÁRIO MEU: Nesse ponto, já imagino o desespero da mãe. Enquanto profissionais de saúde analisavam requisitos de protocolos e a mandavam de um lugar a outro, seu filho estava em casa com febrão, sem tratamento para uma doença que vem matando. Quase 280 casos entre abril e agosto não é pouco. Não são números, são vidas!)
    A mulher, que não quis gravar entrevista, entrou na Justiça anteontem, depois de o garoto apresentar os primeiros sintomas da gripe. (Parabéns a essa mãe!)
    No mesmo dia, uma decisão liminar obrigou a prefeitura a fornecer o remédio, sob pena de multa de R$ 10 mil por dia em caso de descumprimento. (Parabéns ao juiz!) A prefeitura afirma que não vai recorrer da decisão.
    _________
    Obrigada pela possibilidade de manifestar minha preocupação e descrédito com as medidas que o governo brasileiro adotou no combate à essa epidemia.
    Alessandra Galdo

  3. Alessandra,
    Uma discussao sobre o Tamiflu pode ser encontrada aqui:
    http://comciencias.blogspot.com/search/label/swine%20flu

  4. eu queria saber se nos postos de saude que vai dar a vacina da gripe suina ou se er nos hospitais de são paulo

  5. SIMONE CUMIN disse:

    Porque nao estao liberadas as vacinas nos laboratorios paraticulares, assim quem pode pagar poderia estar tomando sem ter que esperar, se e que vai ter para todo mundo de curitiba. Ou eles estao esperando morrer milhoes de pessoas para depois liberar. Nem quem pode pagar, pode tomar a vacina. Acho que isso esta tudo errado. Esperam morrer pessoas para depois tomar decisoes. O que a midia fala a respeito de numeros de mortes em curitiba em 2010 e mentira, existe muito mais casos e mortes do que se imagina, mas esta tudo abafado por ordem do SR Requiao . POLITICAGEM ….

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM