Mitigação de GEE em grandes centros urbanos e a opinião dos especialistas

Os relatórios do IPCC de 2007, principalmente os do Grupo de Trabalho 3 – são claros ao demonstrar que todos os setores da economia têm potencial para contribuir com a mitigação de gases do efeito estufa (GEE).
Quando o IPCC considera: Fonte Energética, Transporte, Edificações, Indústria, Agricultura, Floresta e Lixo o que temos é surpreendente (ver figura). Entre todos os setores da economia mencionados, o que apresenta maior potencial de mitigação é o setor de edificações.
Como setor de edificações são consideradas apenas estimativas técnicas disponíveis comercialmente, sem considerar mudanças pessoais no estilo de vida ou soluções ainda em estudo. Portanto, estão incluídas na estimativa: eficiência na iluminação diurna e noturna; eficiência nos aparelhos elétricos e eletrodomésticos, assim como ar condicionados e aquecedores; melhoria técnica em fogões; melhoria técnica em isolamento térmico; utilização de energia solar para aquecimento ou resfriamento de ambientes; utilização de fluidos de refrigeração alternativos, reciclando aerosóis por exemplo.
Com os pontos de ação apresentados, resta ao poder público criar políticas que facilitem a prática destas ações. O americano Ira Magaziner, diretor da Iniciativa de Mudanças Climáticas da Fundação Clinton concorda com isso e clama pela diminuição urgente das emissões de CO2 em grandes cidades, principalmente no setor de edificações, onde, segundo Magaziner, no mundo 35% a 50% é desperdiçado por ineficiência ou mal uso. Outro problema das grandes cidades, levanta Magaziner, são os sistemas de água que têm perdas de até 35% com vazamentos em cidades como Londres e Paris.
Já a opinião do especialista brasileiro, o meteorologista Carlos Nobre, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais não é mais possível reverter o aquecimento global e é melhor pensar em como reduzir as catástrofes, embora concorde com todos os pontos levantados por Ira Magaziner.
Cada país tem os especialistas que merece…
Para saber mais:
Agência FAPESP
(Para saber o que são considerados nos outros setores da economia, consulte o Sumary for Policymakers – Working Group III, IPCC 2207, pág. 14).

Discussão - 2 comentários

  1. Jonny disse:

    http://www.google.com/corporate/solarpanels/homeNão sei se você já postou isso, mas eu comentei isso uma vez no decodificando…Os painéis solares no Googleplex para diminuir a emissão de Carbono…

  2. Paula Signorini disse:

    Demais o projeto da Google para gerar energia pra empresa. Eles instalaram uma quantidade absurda de painéis solares – 30% é usado para cobrir os gastos da empresa, os outros 70% que devem ser vendidos.Ótima maneira de complexos industriais economizarem e ganharem dinheiro. É uma alternativa interessantíssima e inteligentíssima para a gestão da empresa e para o meio ambiente.Imagina um projeto similar nos prédios de escritórios da Paulista, ou dos complexos industriais espalhados pelo país?S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L!Definitivamente recomendo o website http://www.google.com/corporate/solarpanels/home

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM