E o Prêmio Nobel de Economia vai para…

Paul Krugman, por suas análises dos padrões de comércio internacional e localização da atividade econômica!
Paul Krugman é atualmente professor na Princeton University. É autor ou editor de 20 livros e mais de 200 papers. É um dos fundadores de uma nova teoria de mercado, que une comércio internacional e geografia economica. É colunista e mantém um blog no The New York Times.
Krugman explicou em uma nova teoria do comércio que alguns produtos e serviços podem ser produzidos mais baratos em série (economia de escala). A teoria explica por que a produção em pequena escala em economias locais é substituída pela produção em escala mundial, dominada por grandes empresas que competem entre si caso ocupem o mesmo nicho. Com a produção em larga escala, há diminuição dos custos por unidade produzida.
Krugman também considera que a relação entre a economia de escala e os custos de transporte podem resultar em concentração ou descentralização de comunidades. Um baixo custo com transporte geraria um aumento do número de pessoas vivendo no “cinturão” de alta tecnologia enquanto uma pequena minoria continuaria habitando as regiões periféricas, tornando as áreas rurais com densidade demográfica bem menor.
X — X — X — X — X — X — X — X — X — X —
Não entendo nada de economia… e preciso de explicações para esse interpretar melhor esse prêmio. A teoria explica e unifica um padrão de comércio mundial, onde certas regiões do mundo dominariam a produção de um determinado produto, que seria então vendido para outras regiões do mundo, que dominariam a produção de outras coisas.
Num momento de se pensar no que é melhor para o ambiente, isso não é exatamente o oposto do que esperamos? Não esperamos que as pessoas consumam produtos locais e frescos, diminuindo o gasto energético com produção e transporte? A teoria de Krugman descreve um fato econômico da nossa realidade atual, mas é o que esperamos das empresas sustentáveis do futuro?
Me perdi… alguém poderia me salvar?

Discussão - 7 comentários

  1. Claudia Chow disse:

    Paula, mandei seu post pro meu amigo economista! Tb fiquei na mesma duvida q vc. 😉

  2. Paula disse:

    Ah! Que legal Clau! Obrigada!
    Tomara que ele responda! Eu fique com muuuuuuitas dúvidas…

  3. Hugo Penteado disse:

    Nas contas do Krugman, transporte não tem custo ambiental algum, bem como exportações do Brasil para atenderem demandas megalomaníacas de países muitos ricos e muito populosos não representam menor risco ambiental saem a custo zero, transformar a Amazonia em monocultura tem impacto zero, os economistas – e seus interlocutores super gananciosos – acham que os ecossistemas existem para serem transformados em atividades agrícolas e econômicas e não para regularem a química da biosfera, do solo, da água e para manter o clima estável. É um projeto cego, míope e suicida.

  4. Paula disse:

    Bom… se ele conseguir MESMO transportar tudo com emissão zero de gases do efeito estufa, ele merece bem mais do que o prêmio Nobel da Economia…
    Pena, pena que não é verdade e eu duvido que os gastos ambientais tenham sido levado em conta. Preciso ler mais coisas do mais novo prêmio Nobel

  5. Myriam Teodoro disse:

    Não se faz mais prêmio Nobel como antigamente…

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM