Ecobags, um review

Este post é review de um produto.
_____________________________________________________________
Reduzir o consumo de plásticos e embalagens é uma ação sustentável que fazemos em casa desde que moramos aqui. Plástico, só para consumos mínimos e nunca se acumulam. Quando se acumulam (quase nunca) levo para a feira onde a senhora que vende ovos as reaproveita (assim como reaproveita as embalagens de ovos que eu também devolvo).
Há um tempo atrás, recebi da Novel uma ecobag para avaliar. A ecobag da Novel é um produto muito interessante. OK, é uma sacola reutilizável, como tantas outras por aí. Uma das diferença desta é que ela já é produzida pensando em seu reaproveitamento futuro. As ecobags são produzidas 100% em nylon reciclável (infelizmente importado) e a própria empresa produtora se compromete publicamente em reciclar o produto. Basta o consumidor enviar a sacola (pelo correio) para a Novel, onde ela é reaproveitada para fazer outras ecobags, e o consumidor ainda ganha um desconto de 10% na compra de outra ecobag na loja virtual. 
 
A ecobag da Novel tem outras facilidades. Mas vou explicando junto aos testes…
1) O encaixe
As ecobags tem um encaixe e um tamanho pensados no carrinho do supermercado. O encaixe fica melhor quanto mais produtos se coloca nela, mas o primeiro encaixe é bem fácil. Em um mesmo carrinho de supermercado cabem até 3 ecobags, que pode ser usadas para diferentes classes de produtos, por exemplo, ninguém deve querer misturar produtos de limpeza com alimentos. Isso leva a outra questão: as ecobags podem ser vendidas nos supermercados separadamente.

2) Melhor é ter uma ecobag para cada classe de produtos
Se você optar por ter uma única ecobag, pode correr o risco de terminar seu carrinho como eu acabei o meu. A ecobag cheia de alimentos e uns gatos pingados de produtos de limpeza, carnes e leite pra fora, sem ter onde ficar… Outra coisa importante é ressaltar que a ecobag suporta até 15 quilos, em um volume de 60 litros.  

Fico imaginando como seriam ecobags para aqueles carrinhos de supermercado de dois andares. Seria perfeito para compras de pouco peso e pouco volume, em uma casa onde vivem apenas duas pessoas e as idas aos supermercados são recorrentes (como é o meu caso).
3) Um, dois, três, testando!
Claro que eu quis colocar mais de 15 Kg na sacola, pra ver se ela aguentava. Aguenta. Quem não aguenta é a pessoa que vai carregá-la depois. Obviamente, 15 Kg é demais para qualquer um (isso considerando uma única ecobag, imagine uma para cada classe de produtos!)
Tentamos carregar a ecobag com as compras na mão. O pegador na alça é extremamente confortável. O desconfortável mesmo é tamanho da ecobag, que tem 50 cm de profundidade x 50 x 25 (ainda mais com sobrepeso). Tentamos carregar de um só, e depois optamos por carregar em dois, o que foi muito bom e muito mais fácil.

Isso leva a uma consideração. A ecobag é um excelente produto para o encaixe no carrinho do supermercado mas tem um problema de transporte. Se você tem um carro e vai logo colocá-la no porta malas, certamente não terá problemas. Mas, se você tem que sair do supermercado a pé ou vai depender de um transporte público, vai ter alguns problemas se ela estiver muito pesada. Não por causa do pegador na alça, que é realmente excelente, mas por conta do tamanho da ecobag.
4) O preço
A ecobag pode ser encontrada separadamente em supermercados por um preço estimado de R$ 17,00 ou pode ser adquirido no site do produto, por R$ 49,90 o kit com três sacolas. Vale lembrar que as ecobags são laváveis e tem uma vida útil prevista de 3 anos, podendo, dependendo do uso, durar mais.
_______________________________________________________________
Gostou? Quer experimentar? Deixe um comentário neste post sobre dúvida sobre o produto, experiências pessoais com sacolas reutilizáveis ou ações pessoais para reduzir plástico até o dia 21 de dezembro. Dia 22 de dezembro, segunda-feira próxima, sortearei um kit com 3 ecobags e um kit com 2 ecobags pelo site Random.org. Mas lembre-se. Só valem os comentários sobre o produto, sobre ações pessoais para reduzir plástico e sobre experiências com o uso de sacolas reutilizáveis.

Discussão - 45 comentários

  1. Há…. aqui em Palmas/TO esta idéia não implacou não… um grande supermecado tentou mas não deu muito certo ao meu ver, afinal não costumo ver ninguem usufruindo delas…
    mas também eles colocaram alguns impecílios … tipo ….
    apenas nas compras acima de 150 reais que se poderia comprar a sacola e ainda pagar um valor de 30 reais ( se n me engane) por elas… acho meio complicado não? O_o
    rs abraços aeh e sucessos empre 🙂

  2. Mudanças de hábitos são problemáticas, mas esse é o caminho…

  3. Beto disse:

    Oi Paulusca. Achei demais a ideia da sacola. Comprei umas sacolas de pano, mas nao cabe tanta coisa. Minha duvida sempre remete aos sacos de lixo. vou tentar trocar os do banheiro por sacos de papel, mas e a pia da cozinha, com lixo umido? Vc conhece uma alternativa mais ecologicamente amigável? Saquinhos 50% recicláveis (vi num mercado uma vez…)?
    Bjos

  4. Oi Beto! Então… eu não achei nenhuma alternativa ainda não… Eu tentei por um tempo usar os plásticos oxibiodegradáveis, até que eu descobri que a “vantagem” deles é que eles viram pequenos pedaços de plástico mais rápido (:o)
    O que tentamos fazer é usar ao máximo uma sacolinha só. Nossos planos agora incluem uma composteira, para diminuir a quantidade de lixo úmido produzido – e consequentemente diminuir o lixo que vai pra sacolinhas.
    Bjos

  5. Fabíola Bovo disse:

    Essa sacola parece bem bacana! Tenho usado aquelas sacola de feira coloridas, sabe? Elas são maravilhosas e super resistentes. Aliás, eu amo a minha sacola de feira!
    Você sabe o que eu posso fazer com os saquinhos de plásticos, além de usá-los como sacos de lixo?
    Tenho procurado não pegá-los e sempre uso esses saquinhos nos lixos lá de casa, mas não venço…tenho milhares…
    Beijos

  6. Os meus saquinhos em excesso vão pra senhora que vende ovos na feira… vc pode tentar descobrir se algum feirante quer economizar algum dinheiro não comprando mais sacolas plásticas e reutilizando as suas…
    Bj

  7. Dan disse:

    Legal essa sacola, parece ser prática pricipalmente pelas duas alças assim posso dividir o peso dos cremes, sabonetes e shampoos que a minha mulher compra rs rs rs
    Nós já praticamos a política de “leve a sua caixa”. Além de reduzir o consumo das famosas sacolas de plástico, fica mais fácil carregar as compras. Como essa tarefa sempre sobra para o homem, dou o maior apoio para as sacolas e caixas retornáveis.

  8. HAHAHA Deixe a senhora sua esposa ler o que vc anda dizendo sobre os cremes, shampoos e sabonetes que ela quase nunca compra…
    Tudo bem com vcs?

  9. Ivone disse:

    Paula!
    Tb.gostei destas sacolas. Acho que é tb.uma forma de gastar menos, pois fica mais difícil para carregar.
    Quanto aos sacos para lixo, ainda precisamos pensar numa solução.

  10. Muito bom! Nada como lembrar das nossas limitações físicas… quanto menos compras, mais fácil de carregar mesmo…

  11. Rodolfo disse:

    Gostei da sacola. É prática e totalmente ecológica, mas não vejo como entrar com ela no supermercado, a menos que seja adquirida na compra ou exista iniciativa do estabelecimento permitindo o egresso caso eles não vendam o produto. Nos supermercados que vendem a Ecobag certamente barrariam a entrada das mesmas pois não seria possível controlar se o cliente entrou ou não com a sacola.
    E este problema me deu uma idéia: e se as sacolas fossem trocadas com os vasilhames de bebida ( quem tem menos de 30 anos pergunte a alguém menos novo o que é isso). o supermercado poderia, na entrada do supermercado receber as sacolas e entregar um recibo. O freguês pega as sacolas dentro do supermercado e no caixa entrega o recibo e leva as sacolas. Quem quiser comprar as sacolas paga no caixa. O que acham?

  12. Bessa disse:

    Aqui nos confins do MT o pessoal do mercado já me conhece como o psicótico que contraria todos e manda colocar iogurte e desodorante no mesmo saco. É interessante ver a reação das pessoas no mercado: “Ô, pode pegar, a sacola não paga, não!” ou “Mais é biodegradável, não precisa se preocupar de pegar um montão.” ou ainda “aposto que o fundo estoura antes de você chegar no carro e daí não vou trocar o produto.”

  13. É incrível como a maioria das pessoas não são educadas para pensar resíduos sólidos (não só no MT mas em diversos lugares)… Uma pena… Investimento em educação ambiental neles!

  14. Rodolfo… eu já tive um problema similar, de não poder entrar no supermercado com uma mochila que “poderia ser confundida com um produto”. Aí eu fiquei muito brava, disse que eles que deveriam solucionar o problema, não eu. No final eles colocaram uma marca na mochila e eu pude fazer compras em paz. Acho que cada um vai ter que lutar no seu próprio supermercado, até que as pessoas se acostumem com a idéia das sacolas reutilizáveis…

  15. Ma disse:

    Gostei das sacolas!! Adorei o fato delas encaixarem no carrinho de supermercado, mas concordo com você: se fossem menores, em comprimento, seriam menos desajeitadas de carregar à pé.
    Sempre que vou à feira ou ao supermercado, para diminuir a qtde de sacolinhas levo minhas duas ecobags: uma do Rastro de Carbono \o/ e outra do Ecoblogs \o/. O único problema é que elas são pequenas para minhas compras mensais.
    Uma dúvida: pegar o cocô do cachorro com sacolinhas não é o ideal, né? Uma boa opção, que pensei, seria usar jornal. Você teria outra idéia?
    Beijos e torce por mim nesse sorteio, hein?!

  16. Mariana disse:

    Nossa adorei essa sacola. Pelo menos aqui na minha cidade eu nunca vi uma dessas, pois por enquanto aquelas ecobags feitas com garrafa pet estão ainda ganhando espaço nos supermercados, mas são pequenas e pelo menos aqui são caras.
    Muito bom que essa ecobag se encaixe no carrinho.
    Paula, uma dúvida que sempre tenho é o que fazer com sacolas de plásticos que invadem a nossa casa. Minha mãe tem depósito delas e eu não sei algumas alternativas para seu uso dentro de casa, como por exemplo, uso na cozinha. O que acha?
    beijos

  17. Vou torcer Ma! Vc é uma das maiores comentadoras deste blog!
    Então… jornal e saco de pão são as melhores alternativas que eu conheço… vou ver se acho outra idéia ; )

  18. Mariana!
    O melhor mesmo é não usar sacolas plásticas nunca, ou, se usá-las, usá-las com capacidade máxima (e não só o lixo de uma refeição). O melhor mesmo é não pegar sacolas plásticas e usar as poucas necessárias para o lixo úmido da cozinha. Outra alternativa é reutilizar na fabricação de outros produtos – vi uma vez uma bolsa feita com sacolas plásticas – vou postar sobre isso…
    Outra alternativa ainda é dar pra algum comerciante reutilizar. Pode ser o próprio mercado onde vc pegou as sacolas ou outra pessoa – eu, por exemplo, deixo com a senhora que vende ovos na feira perto de casa.

  19. Silvia disse:

    Aqui em casa, eu deixo as sacolinhas plásticas a cargo de terceiros, porque elas sempre aparecem. Eu carrego as minhas sacolas retornáveis (tem uma grande de feira, outra mini do mesmo tipo, outra de plástico reforçado, tipo essas de praia, que veio de presente de dia das mães da escolinha, essas duas últimas ótimas para carregar produtos “molhados”, uma de pano do trabalho do marido, que fica sempre dentro da bolsa, outra de nylon ou coisa parecida, bem molinha, que veio com o tênis do marido e também carrego dentro da bolsa, além de sacolas de plástico mais resistentes que acabam vindo parar aqui de lojas, dobro e guardo dentro da sacola de feira, porque acabo usando). Para verduras, frutas e legumes, também reutilizo os saquinhos que vêm parar aqui até não dar mais – aí vão para a reciclagem ou para catar cocô do cachorro. Não uso jornal porque não compro, então acabo reaproveitando o que tenho em casa mesmo.
    Não tem muito mistério, é relativamente fácil sair do mercado sem nenhuma sacolinha extra, até porque em geral eles disponibilizam caixas de papelão para podermos acomodar as compras. As caixas viram depósito de lixo reciclável. Muitas embalagens de produtos comprados também.
    A impressão, pelas tuas fotos, é que essas ecobags têm o tecido meio mole, dá a impressão de que têm uma durabilidade menor do que uma sacola de feira.
    Outra coisa que eu faço (e tenho que ficar de olho, porque volta e meia alguém burla o meu esquema) é não deixar colocar saquinhos de lixo menores em sacos maiores. Pra quê? Fecha o saquinho pequeno e põe direto pro lixeiro levar, oras.
    E, Fabíola, se você ou alguém da tua família for prendada, dá pra usar os saquinhos plásticos para fazer uma sacola retornável de tricô:
    http://tricoteiras.com/index.php?option=com_content&task=view&id=166&Itemid=37

  20. Grazi disse:

    Oi Paulitcha. Aqui em casa a gente sempre usa sacolas retornáveis, tenho uma de saco de arroz, outra de lona suuuuper antiga e uma de lona mais nova. Bessinha, não eh soh no MT nao, sempre que apareço com minhas sacolas na feira ou no mercadinho aqui perto e digo que não precisa sacolas ou saquinhos as pessoas me olham com cara de “Ela deve ser louca”. Mas uma coisa que me chamou muito a atenção são as pessoas que utilizam sacolas retornáveis apenas como um ‘receptáculo’ maior para suas mil sacolinhas plásticas….acho que precisamos divulgar mais o porque das sacolas retornáveis, tem gente que não entendeu que deveria substituir as sacolinhas plásticas pelas retornáveis. Adorei as ecobags para as compras grandes de super, vou aderir a elas sim! (tomara que eu ganhe um kit!)
    Beijocas

  21. Adorei esse post pois nesse fim de semana falei: agora vamos usar eco-bags e nada de saquiho plástico! Antes tarde do que nunca! Abraço

  22. SUZI disse:

    Bom dia, gostaria de dizer que uso as Ecobags não apenas para o supermercado, como também para feira, acho excelente a idéia para quem usa do mercado para o carro e vice versa, mas gostaria que houvessem mais tamanhos de sacolas , pois a existente é muito comprida para quem anda a pé

  23. denise rangel disse:

    Oi, Paula, eu amei estas sacolas e quero uma, hehe! Super práticas, bonitas e fáceis de usar. Eu costumo levar minhas sacolas na bolsa e no carro. Mas, quando esqueço minha sacola, uso a caixa de papelão que alguns mercados disponibilizam, ou compro uma das sacolas reutilizáveis que a loja vende. às vezes, sinto-me como uma ET, com minhas sacolas. As meninas dos caixas, ficam espantadas quando recuso as sacolinhas plásticas. Até segurança já chamaram porque coloquei um produto direto em minha bolsa!De qualquer forma, fiquei feliz por ver que minha atitude não passou despercebida.
    beijo, menina

  24. Boa Silvia! Essa mesmo que eu mencionei… Vou fazer um post recomendando esse blog!

  25. Chico disse:

    Oi,
    Sempre me incomodei com a quantidade de plástico utilizada nos supermercados. Infelizmente é difícil muda o comportamento das pessoas, principalmente daquelas que além das sacolas utilizadas ainda pegam mais um bolinho dizendo “é pra colocar o lixo”.
    Tenho um carrinho de feira e uso para ir ao supermercado. Já comprei as tais ecobags, mas odeio as alças que dificultam o transporte quando elas pesam um pouquinho.
    Uma das vantagens da utilização de sacolas reutilizáveis ou mesmo do carrinho é o hábito de diminuir o volume de compras.
    Como posso transportar menos produtos, vou mais vezes ao supermercado. Embora gaste um pouco mais de combustível, descobri horários alternativos e melhores dias para compras de frutas e verduras.
    Outra vantagem vem do fato de sempre me ater à lista de compras. Levo anotadinho tudo o que preciso, e me permito comprar no máximo 1 ou 2 ítens a mais.
    Adorei sua dica de ecobag. Só não vi muita vantagem na utilização dentro do carrinho. VOu precisar tirar tudo no caixa não é mesmo?
    E é isso, já falei demais.
    Abraço.

  26. Grazi… com o tamanhão da sacola vai até dar pra colocar o Joaquito dentro dela!

  27. Boa Carol! Tomara que sua promessa de fim de ano perdure!

  28. Suzi! Essa é uma das minha maiores reivindicações! Acho que pra carregar, uma sacola menor seria perfeita (e tb pq não compro tanto assim…)

  29. Também me sinto uma ET… e nem é só no caixa, mas vários dos meus amigos tiram um sarrinho da minha coleção de sacolas retornáveis… Por falar nisso, ainda não tenho uma do ecoblogs…

  30. denise rangel disse:

    Ah, ah, já mandei recado para a Sylvia, da Mapfre, para arrumar uma sacola para você, ok.
    beijo, menina

  31. Oi Chico
    Bem pensado… mas, se vc gosta de organizar os produtos durante as compras elas servem bem dentro do carrinho (eu, por exemplo, gosto de deixar separados comidas, produtos de limpeza, produtos frios…). E, na verdade, temos que tirar tudo do carrinho com ou sem ecobag, né?

  32. Silvia disse:

    Pô, qualé, eu também quero, Denise!!! Os colegas do Faça tinha que ter prioridade! 😉

  33. hahahahaha… Calma, meninas! Vou fazer mais sacolas do Rastro de Carbono (quando, e, se, meu novo logo sair…)

  34. Ricardo disse:

    Oi Paulitcha,
    Primeiramente parabéns pelo blog, ótimo conteúdo e super bonito .
    Ultimamente tenho tentado levar a sacola de feira no supermercado e em outras situações possíveis e percebi que reduziu muito a quantidade de sacolas plásticas aqui em casa, tanto que já houve vez de não te-las para usar de saco de lixo .
    Eu queria na verdade de ir ao supermercado com vasilhames para comprar produtos de limpeza. Antigamente se vendia muito produtos de limpeza na rua e eu me lembro bem da minha mãe comprar agua sanitária e utilizar sempre o mesmo galão de vidro .
    Não me incomodaria de levar ao supermercado meu pote e comprar sabão em po avulso, ou mesmo vasilhame para comprar amaciante .
    Será que esta moda poderia voltar ?
    Beijos

  35. Serena disse:

    Esta sacola realmente é uma mão na roda…adorei.
    Só em pensar em não usar mais aquelas sacolinhas plásticas de mercado vai ser muito bom!
    Beijos.

  36. Silvaniiiiiiiiinho! Que bom vê-lo por aqui. E obrigada pelos elogios ao blog. Venha mais vezes!
    Sinceramente… se pudêssemos comprar coisas a granel seria um sonho. Mas eu duvido que essa moda pegasse, principalmente entre as pessoas que vivem com pressa. Sabe? Aquele que te ultrapassa porcamente no trânsito pra andar 2 metros mais que você, ou aquela que sai correndo na sua frente pra “roubar” sua vaga do ônibus, ou entrar na sua frente na fila do “self-service”… E tb, duvido que as empresas topassem essa… Talvez nas empresas menores, quase familiares… mas aí, vai garantir a qualidade do produto e saber se ele é biodegradável ou coisas assim…
    Beijocas

  37. Não é? Mas não precisa destas sacolas pra não usar as de mercado não viu? Pode ser qualquer uma!
    Não pegar mais sacolinhas plásticas é uma das mudanças mais fáceis que fazemos em nossa rotina pra gerar menos resíduos!
    ; )

  38. Beta disse:

    Oi, Paula,
    sobre o post a ecobag: estive este ano em Londres e o que me chamou atenção foi o preço bem mais acessível das ecobags lá. No supermercado Waitrose eu encontrei uma ecobag ótima, grande, com base boa e feita de um material forte, parece juta, por £ 2 (duas libras). Isso dá uns R$ 7. Aqui no Rio de janeiro, já vi sacolas a R$ 15 e R$ 20, em supermercados e padarias. Tem que baratear! abraço e bom Natal, Beta

  39. Atila disse:

    Já adotei para as compras a sacola do Rastro de Carbono que ganhei e algumas compradas no Wal-Mart. EM casa a sujeira do cachorro já é recolhica com um saquinho de papelão. Mas para o lixo geral ainda não teve jeito…

  40. Beta!
    Eu apóio! A popularização dos produtos eco-friendly só se dá com preços baixos.
    Mas não se esqueça que na Inglaterra (assim como em outros países da Europa) é conveniente para os mercados que os consumidores NÂO usem sacolas plásticas. Já aqui não é bem assim… aqui a atitude tem que partir do consumidor (e talvez por isso as ecobags não sejam incentivadas ou subsidiadas)!

  41. Aeh!!! O lixo geral pode ir pra reciclagem, pra composteira ou… pras malditas sacolinhas, até que algum cientista fodástico resolva produzir uma nova tecnologia para nos salvar…

  42. Diego Remus disse:

    Oi Paula! Nunca comprei uma ecobag mas para mim 3R é única lei que há: reduzir consumo (/de recursos), reaproveitar e reciclar. Portanto, sempre pego o menor número possível de embalagens, invólucros, contatiners, pacotes e afins. Inclusive sacolas de supermercados. Mas sempre as mantenho para diversos fins, especialmente destinação de resíduos.

  43. Felipe Rocha disse:

    Oi Paula,
    Aqui em Belo Horizonte, por exemplo, infelizmente, nunca vi ninguém em canto algum utilizar as ecobags.
    Por causa da falta de consciência a maioria não está nem ai, ou então estão ocupadas demais para pensar nisto, coisa que não deveria acontecer.
    Nos supermercados que freqüento em BH, pra você ter uma idéia da situação, quando abre-se uma ecobag no meio dos seus corredores o povo simplesmente pára e fica olhando se você vai praticar algum tipo de roubo na maior “cara dura” ou não. Fica sendo então até meio constrangedor para muitos usá-las nestes estabelecimentos.
    Infelizmente, até que esta concepção mude pode levar um bom tempo, isso pelo menos aqui em BH.
    Abraços!

  44. Novo Negocio disse:

    Apoio totalmente e acredito que deveria haver maior incentivo governamental.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM