Mulheres na Ciência 3 – Margaret Mee e Maria Werneck de Castro

Para lembrar a semana na qual comemoramos o Dia Internacional da Mulher, o terceiro post conta histórias sobre mulheres na Ciência e suas contribuições. Hoje, pretendo trazer notícias não de uma, mas de duas mulheres artistas que contribuíram muito para os estudos botânicos: Margaret Mee e Maria Werneck de Castro.
Margaret Mee nasceu na Inglaterra e veio para o Brasil com o segundo marido. Curiosa e desbravadora, apaixonou-se pela flora nacional, ilustando inúmeras espécies da Mata Atlântica entre 1958 e 1964, pelo Instituto de Botância de São Paulo. Entre os anos de 1964 e 1988, dedicou-se a exploração da Amazônia. Fez 15 expedições para a floresta Amazônica. Enfrentou doenças, fome, teve problemas com índios e com madeireiros mas, corajosamente, trouxe de lá ilustrações de centenas de plantas e deixou rascunhos de outras tantas.
Muitos botânicos utilizam até hoje as ilustrações de Mee para identificar plantas, descrevê-las e estudá-las. Margaret Mee é reconhecida internacionalmente e suas anotações e desenhos são consideradas preciosidades na Ciência botânica. Este ano comemora-se 100 anos do nascimento desta artista.
Obras de Margaret Mee estão em exposição na Pinacoteca de São Paulo até dia 15 de março! São só mais quatro dias. Eu fui e vale muito a pena!


Maria Werneck de Castro  começou seus desenhos científicos, principalmente de anatomia humana e patologias, enquanto trabalhava no Instituto Manguinhos, no Rio de Janeiro. Em 1958 foi transferida para Brasília, que neste ano estava recebendo seu primeiro asfaltamento. Lá, apaixonou-se pelo Cerrado. Enfrentando o calor do Cerrado, o sol e os insetos, Maria Werneck capturou belíssima imagens das plantas desse ambiente e desenhou para cientistas do departamento de botânica de Brasília.
Os trabalhos de Werneck tem um valor inestimável para as pesquisas botânicas e é usada por muitos cientistas da atualidade. Maria Werneck doou seus originais à Biblioteca Nacional, para que ficassem à disposição dos pesquisadores.


___________________________________________________________________
Saiba mais sobre 
Margaret Mee
Royal Botanic Gardens, Kew
Ciência Hoje
Maria Werneck de Castro
Notebooks from Brazil’s cerrado
Clube da Orquídea

Discussão - 2 comentários

  1. Parabéns pelos posts sobre as mulheres. Principalmente por destacar a maneira como elas expressavam seus conhecimentos.
    As mulheres possuem substâncias que são peculiares a ela e que, em conjunto com o comportamento da sociedade, fazem com que ela se expresse de maneira diferente.

  2. Obrigada Clarissa!
    Isto me lembrou de um comentário do Max Gehringer para a CBN que ouvi ontem… Isso que as mulheres têm é o que ele chamaria de foco, de atitude!
    Se uma mulher põe uma coisa na cabeça, difícil alguém tirar, viu? E essas histórias lindas dessas mulheres que colaboram com a Ciência só nos dá mais certeza disso!

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM