Vermicomposteira gringa

Minha vermicomposteira (mais aqui) vai bem, obrigada. Produz uma quantidade de chorume muito maior do que minhas plantas são capazes de consumir, processa todo o meu lixo orgânico (com raras exceções como carnes, gorduras e frutas cítricas ou vegetais fedorentos), é pequena, não cheira nem fede e as minhocas estão crescendo como nunca.

Hoje vi o design de uma vermicomposteira gringa. Pra minha necessidade pessoal não serve. É grande. E o espaço que tenho para uma vermicomposteira não toma muito sol, o que acabaria com a ideia toda do produto que é ser um “jardim de ervas vertical”. As ervas não cresceriam jamais nesse espaço. Entretanto, achei o design interessante deveras. Só não gostei da cor. Branco não combina com terra, minhocas ou chorume. Olhem que bonitinha:

vertical_garden.jpg

A ideia toda é simples: três prateleiras, com três “vasos”. Os “vasos” podem ser retirados da prateleira, e neles se vê um buraco por onde passa líquido (que, no caso, é o chorume). Como o chorume é rico em sais minerais e água, taí o meio perfeito para regar e nutrir as plantas de uma só vez. O processo todo pode ser visto no esquema abaixo, dividido em 6 partes e livremente traduzidos do site oficial por mim.

1. Os restos orgânicos são colocados na vermicomposteira (a tradução bonitinha é “fazenda de minhocas”).

2. O processamento do alimento pelas minhocas produz o chorume, que, pela ação da gravidade, acumula-se na parte inferior da vermicomposteira. Mais chorume poderá ser recolhido quanto mais água se adicionar à vermicomposteira.

3. Acionando-se a bomba com o auxílio dos pés, o chorume é levado pra o reservatório em cima dos “vasos”.

4 e 5. Do reservatório, o chorume vai escoando lentamente através dos vasos, fazendo a irrigação e a fertilização da terra dos vasos (que tem um buraco em cima e outro embaixo).

6. O excesso de chorume é recolhido na parte inferior da prateleira que tem comunicação com a vermicomposteira e então, pode ser novamente bombeado para a parte superior do sistema.

Bacana, né?

___________________________________________________

Fontes:

Blisstree.com
Xavier Calluaud

Discussão - 7 comentários

  1. Claudia Chow disse:

    Muito chique eu diria!

  2. Gepeto disse:

    Paula, curti pacas! Não sei se no link que você colocou no começo do texto explica como fazer uma, mas esse desenho do final já dá prá ter uma ideia… vou te alugar logo mais prá ver como é a sua!

  3. Tem todo o passo a passo – com fotos (!) de como fazer uma como a minha nos links. Mas pode me alugar sim! Bj

  4. Sibele disse:

    Parabéns, Paula!
    Um retorno em grande estilo! Très, très chic, rsrs!
    E mais importante: incentivando a reciclagem de lixo orgânico e o verde em casa. Muito bom! 🙂

  5. maria disse:

    é bacana e adorei a ideia do jardim vertical. mas achei complicado… quando eu me mudar, estou mesmo pensando em construir uma igual à tua. a não ser que alguém mais prendado que eu se ofereça pra ajudar a fazer uma dessas gringas!

  6. Muito legal mas concordo com você que esse branco não combina…rs…
    Até o mês qu vem devo começar a compostagem aqui em casa.
    Sabe que deu carrapato na composteira do meu irmão?
    Nunca tinha ouvido falar disso.
    Beijos!

  7. Nossa! Carrapato??? E eles tão lá comendo o quê, que eles sugam sangue? As minhocas? Nunca ouvi falar disso tb…
    Bj

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM