congresso fantasma.jpg

Calma, não é um congresso científico SOBRE fantasmas, o que seria um paradoxo.
Mas um congresso-SPAM. Isso mesmo. E maldoso.

Imagine receber um email com uma programação de congresso na China com pesquisadores top da sua área. E ainda te convidam para dar uma palestra e por isso se oferecem a pagar, ou melhor, reembolsar, sua estadia e inscrição.
“Ora, nunca fui pra China. Seria uma ótima oportunidade!”
Não só você se interessa e se inscreve como reenvia a outros colegas, como é praxe. Manda seus dados, número do cartão de crédito e BINGO, não existe congresso.

Isso não é novidade no mundo corporativo. Calotes com congressos ou cursos fantasmas são muito comuns. Mas geralmente são temas mais abrangentes, com listas de email inespecíficas. Cursos de “venda mais”, ou “Quem Mexeu no Meu Queijo e A Arte da Guerra para pequenos empresários”.

O diferente aqui destes dois casos de congressos científicos fantasma é o nível de sofisticação. A programação contém nomes de pesquisadores importantes da área, e os emails foram para pesquisadores e interessados nas tais áreas.

O primeiro caso aconteceu em agosto de 2009, o suposto Congresso Internacional de Cardiologia na China. Aqui o caso foi de roubo ou mal uso de informação de uma empresa chinesa que estava realmente organizando um congresso. Mas as informações, programa e email de pesquisadores, vazaram e foram utilizadas para divulgar o “evento” antecipado. Alguns pesquisadores fizeram inscrição com cartão de crédito e compras não autorizadas foram feitas com eles.

O segundo irá acontecer em Dezembro de 2010 (ou não). É o “Conference on Human Welfare and the Global Economy”, organizado por uma entidade chamada Action World International Organization (AWIO). Este engodo foi descoberto pela revista The Scientist, que ligou para o local do evento indicado no email e descobriu que não há reserva para a data, e os palestrantes contatados não estão sabendo de nada!

É minha gente, por isso digo que é cada vez mais difícil ser cidadão hoje em dia. Agora pra cada convite de congresso que queira ir você tem que ligar para o local onde se realizará o evento e perguntar “Vai rolar mesmo?”. Ou ligar para o palestrante programado e perguntar “Você vai mesmo?”. Ou pior, você pode ser o próprio palestrante e ter que ficar recebendo emails de confirmação de presença. Haja saco.

Mas é o preço das facilidades da vida moderna.