Escolha uma Página

Todo brasileiro já ouviu falar do petróleo do pré-sal e sabe que, como sempre acontece, a discussão sobre a divisão dos potenciais lucros começou logo que a descoberta dessa reserva de óleo foi anunciada. Mas o problema real é discutir quais estados ganharão mais ou o que será feito com esse dinheiro?

Existem vários países que podem ser usados como mau exemplo de uso das fortunas que a grande exportação de petróleo pode gerar. Além dos casos de desperdício há o uso desse recurso para manter governos não muito preocupados com sua população. Não vou citar exemplos pois tenho certeza que todo mundo pode se lembrar de pelo menos uma Venezuela ou Líbia (ops!).

Pensando na necessidade urgente que o Brasil tem de investimentos maciços em Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e a Academia Brasileira de Ciências (ABC) deram início a uma petição pública que visa sensibilizar o Governo Federal e o Congresso Nacional sobre a importância de garantir recursos para as áreas citadas na distribuição dos royalties do pré-sal.

A meta da Profa. Dra. Helena Nader, presidente da SBPC, é conseguir que o abaixo assinado seja apoiado por 1 milhão de assinaturas. Não deixe de ajudar, contribua clicando no link http://www.peticaopublica.com.br/?pi=PL8051 e compartilhe essa importante ação com seus conhecidos.

É fato que esses investimentos (vindos do pré-sal ou não) são essenciais para que o Brasil alcance o tão desejado patamar de liderança e desenvolvimento mundial que todos queremos. Querem deixar de ouvir que “o Brasil é o país do futuro”? A saída é o foco em Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, não existe passe de mágica.

Se você quiser saber mais sobre a petição, recomendo o seguinte artigo do Jornal da Ciência http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=79277.

Eu já assinei, e você?