A Irracionalidade Hoje – Parte 2

Longe de um passado primitivo e distante, o sangue derramado pela irracionalidade parece comum nos dias de hoje. Essas são mortes totalmente evitáveis – mortes desnecessárias, geradas por costumes e preconceitos cruéis. O pensamento irracional tem sérias consequências para o sofrimento humano, a saúde pública e a liberdade individual.

O posicionamento da igreja católica contra o uso de contraceptivos incentiva a não utilização do mesmo por jovens e adultos no mundo todo, tendo em vista sua importância e visibilidade hoje em dia. A consequência disso é que muitos jovens estarão se expondo a doenças sexualmente transmissíveis e a uma gravidez precoce e não planejada apenas porque a instituição católica acha que é errado usar preservativos, ignorando todos os benefícios que a medicina já demonstrou de usá-los.

A repressão sexual que uma grande parte das religiões prega aos seus seguidores não é pensada levando em consideração o desenvolvimento e funcionamento do nosso organismo, o que só pode resultar em consequências negativas. A questão da relação sexual antes do casamento é controversa.

Ao final da adolescência, grande parte deles estarão vivenciando o seu pico hormonal relacionado ao impulso sexual. A repressão dessa inclinação biológica e natural tem como um dos resultados muitos casamentos prematuros, onde indivíduos despreparados do ponto de vista financeiro, afetivo, social e psicológico terão que compartilhar responsabilidades e frustações que nada terá a ver com o mar de rosas que sua doutrinação religiosa os fizeram acreditar que viveriam, rapidamente podendo resultar em um divórcio e em grande frustração e sofrimento para ambos.

Além disso, tal posicionamento é um entrave ao controle da natalidade que vem sendo implementado no mundo todo. A superpopulação mundial é um problema de saúde pública com graves consequências para o nosso futuro próximo, e não incentivar o uso de contraceptivos com a justificativa de que o sexo deve ser praticado apenas para fins reprodutivos é ingênuo e perigoso.

Outro posicionamento religioso extremamente prejudicial para a sociedade é o de que a homossexualidade é algo errado e que deve ser combatido. Esse tipo de pensamento preconceituoso e ignorante, quando compartilhado, pode resultar na violência que assistimos hoje contra homossexuais, que são espancados, excluídos e mortos no mundo todo, independente de serem cidadãos honestos e que não prejudicam ninguém por ter uma determinada orientação sexual. É errado porque é errado – não há maiores justificativas além dessa.

Ao contrário, muito tem se investigado sobre os fatores genéticos e sociais envolvidos na homossexualidade, e alguns resultados indicam ser essa uma inclinação natural para alguns desses indivíduos, que podem ser completamente ajustados, felizes e realizados como qualquer outra pessoa, mesmo que nem todos sejam, em parte devido á pressão social cruel que eles têm que enfrentar (alguns casos de suicídio envolvem essa problemática da sexualidade e não aceitação).

Um posicionamento controverso também é o da proibição de ordenação de mulheres na igreja. Elas são privadas disso com a justificativa machista de que somente os homens podem formalmente representar deus. Em culturas e religiões muito restritivas e autoritárias, a liberdade dos indivíduos integrantes delas é cerceada e imposta. O questionamento e a discordância são totalmente indesejáveis e rapidamente reprimidos. Indivíduos educados nesses meios poderão crescer acreditando que questionar as coisas ou sugerir mudanças são coisas erradas e desagradáveis.

Criar indivíduos submissos e passivos pode até ter sido importante em algum período evolutivo da nossa espécie, mas hoje em dia precisamos de pessoas que pensam, questionam, criticam, têm iniciativa e tentam mudar as coisas, tendo em vista a série de problemas que estamos prestes a enfrentar nos próximos anos como a escassez de recursos, a degradação do meio ambiente, a imposição cultural, a superpopulação e as guerras advindas desses problemas. É por isso que precisamos usar a razão no lugar da tradição mais do que nunca.

Discussão - 1 comentário

  1. Mauri Zeurgo disse:

    Que absurdo! Até quando esse tipo de punição vai durar? Como podem, isso é uma tremenda injustiça. Como no Afeganistão, podem fazer isso com um ser humano, ainda mais sendo uma mulher! Em um país, onde se faz guerra à troco de um pedaço inútil de terra, eles fazem esse tipo de coisa. Uma mulher ou um homem não podem sentir atração por pessoas fora do casamento, um gay não pode seguir o que escolheu pra sua vida, mas os "senhores da guerra" podem criar armas, bombas e fazer zona em seu país, quando bem querem..! É o fim dos tempos! Esses cruéis acham mesmo que podem punir aos "Olhos de Deus" e guerrear, achando que jamais serão os próximos à serem julgados?

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM