Myrciaria cauliflora

Jabuticaba, parente próximo da goiaba, fruta da pele escura de polpa branca de sumo saboroso, contendo um ou dois caroços, mas de fácil digestão.
O pH da fruta (que se deixada de molho em álcool por 24 horas e filtrada, serve como indicador de pH) varia entre 2.91 e 3.70, deixando a fruta bastante ácida (por causa da rica quantidade de vitamina C, ou ácido ascórbico), o que pode causar danos à boca se degustada em excesso.
Fruta que nasce do tronco da árvore e pode ser colhida até cinco vezes por ano, usada na fabricação de vinhos, com alto teor de açúcar (quanto mais madura, mais doce), útil no tratamento contra os efeitos da fumaça de cigarro em células.
Árvore nativa do Brasil, na região abrangendo os estados de Minas Gerais e Bahia, pé formoso, alcançando até quinze metros de altura, de raízes rasas (absorvendo nutrientes com muita rapidez e facilidade), vive em locais quentes mas agüenta climas frios muito bem.
Produto comercial importante para nosso país, sendo exportada (tanto a fruta quanto a planta) para várias nações ao redor do planeta.
A jabuticabeira (principalmente da espécie Jabuticaba Branca) está ameaçada de extinção. Hoje em dia é muito difícil achar uma Jabuticaba Branca disponível, portanto eu aconselho a quem achar uma, pegue para si e, se possível, a plante.

Discussão - 5 comentários

  1. Menina disse:

    ALOE VERA, A “PLANTA MILAGROSA”
    Aproveitando o ensejo para o fortuito interesse pela botânica, importante, e por que não?, citar a Aloe Vera:
    A Aloe Vera é constituída de folhas viscosas, pontiagudas e sua cor varia do cinza ao verde brilhante. Seu toque é suave e o interior parece ser feito de geléia, doce geléia.
    Conhecida também como médico vegetal, suas aplicações foram muito utilizadas antigamente por Cleópatra e seus súditos, e curavam desde a dor de estômago até a queda de cabelo, passando pelas alergias, dores de cabeça, manchas na pele, queimaduras e ferimentos em geral.
    Também conhecida como babosa tem sido útil ao homem há pelo menos três mil anos. Pertencente à família das Liliáceas, da qual fazem parte a cebola, o nabo e os aspargos, a erva babosa apresenta-se em mais espécies, algumas delas sendo mais eficientes que outras. Estudos indicam o alto potencial da Aloe Vera para a cura do diabetes, do câncer e até da tuberculose.
    A verdade é que, por ser considerada por muitos como a legítima panacéia universal, a babosa, ou os produtos que a têm como componente da fórmula vende como água no deserto, e o resultado de suas aplicações tem sido fantástico. F-A-N-T-Á-S-T-I-C-O!
    Ela tem-se mostrado útil em tratamentos, isso é fato. Intrigante seria a descoberta recente, por alguém, em algum lugar, da capacidade impressionante que a babosa possui como hipnotizadora, envolvendo curas psiquiátricas: Ela facilita a liberação de serotonina no cérebro.
    Resta-me apenas lembrá-lo que nada o que foi escrito aqui possui veracidade comprovada, nem mesmo fontes seguras. São apenas hipóteses, observações, que têm sido para mim muito bem aproveitáveis.
    E viva a Babosa!

  2. olavo disse:

    jabuticaba é bom demais e, coincidentemente, pesquisei sobre ela tb um dia desses.

  3. Igor Santos disse:

    Meu interesse pela botânica, assim como pelas coisas naturais, não é fortuito, é deliberado.
    E jabuticaba é MUITO ÓTIMO! Se me fosse possível, provaria um pouco todos os dias.

  4. Zé Pitombeira disse:

    Pitomba
    A Talisia esculenta é o fruto da pitombeira, árvore frondosa e de copa larga, que pode chegar a doze metros de altura e está presente desde a amazônia até o Rio de Janeiro, passando pelo Nordeste. Seu fruto dá em cachos volumosos e é redondo, coberto por uma casaca grossa, de semente grande, comparada ao tamanho total do fruto, e sua polpa é uma fina camada branca, galatinosa de sabor adocicado e ácido ao mesmo tempo. Sua principal característica é a capacidade de fazer uma grande quantidade de pessoas perderem diversas horas do sua vida tentando fazer suco só para dizerem que são escrotas.

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM