Rapidinha: dos spams

Só para deixar claro, sempre que eu falar de um spam terrorista (como o texto logo abaixo) vou deixar de lado o texto original (usando no máximo algumas frases e citações) para evitar confundir as pessoas com as barbaridades que por aí circulam e não criar uma falsa memória de confirmação do tipo “lembro de ter lido num blog de ciência que X cura câncer 100% confirmado!”.
Amanhã tem mais (se meu fisioterapêuta deixar eu digitar).

Outros spams destruídos:
Como reconhecer um spam;
Spam da Doença de Chagas em feijão;
Spam sazonal da gripe suína;
Spam dos batons com chumbo;
Spam do camarão e da vitamina C;
A falsa cura do câncer desmentida mais rapidamente que eu já vi;
Spam dos absorvente internos que causam câncer;
Spam do benzeno em condicionadores de ar de automóveis.

Discussão - 1 comentário

  1. Luís Brudna disse:

    Excelente tática.
    Odeio livros de português que mostram as maneiras ´certas e erradas´ de como escrever alguma coisa. É batata que vou aprender algumas das erradas e esquecer as certas. 🙂

Envie seu comentário

Seu e-mail não será divulgado. (*) Campos obrigatórios.

Categorias

Skip to content

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM