I: Cube Live at Planetarium

A-ca-bei de voltar. Essa foi uma sessão de cinema, artes visuais, arte digital, instalação ao vivo, ou, melhor que tudo isso, arte + ciência para lá de especial. O DJ frânces Nicolas Chaix, conhecido por I:Cube, tocou ao vivo hoje à noite no Planetário Aristóteles Orsini, no Ibira (SP). As imagens foram criadas e projetadas pelo simpático videomaker Toby Cornish da Jutojo, empresa alemã de design gráfico e visual.
No início, uma música mais lenta acompanhava uma “mancha” branca dançarina como um pêndulo. O nada. Em seguida, um objeto redondo no estilo Homem Vitruviano crescia em três dimensões como se fosse nos alcançar. O estranho. Depois, diversas formas familiares se misturavam no céu. O caos. De repente, a música ganhou uma batida mais marcada e uma tímida influência de música brasílica. Números invadiam os céus. Setas. Piscadas. Graus. Marcas de compasso. Rotações. O planetário começou a girar. Girar. Transe. Era como o nascimento do universo. Se viam estrelas. A partir daquele momento, tudo fazia sentido. Manchas brancas apareciam, como cometas. E as restantes cinco estrelas subiram ao ponto mais alto… Para brilhar eternamente.
A sensação é tal… Várias vezes olhei às portas para conferir se o planetário não estava girando de verdade. Foi uma loucura. Ou melhor, é o começo de nova maneira de manifestar artísticamente + cientificamente. Para variar, esse movimento teve início na Europa. Por lá, fizeram sessões em outros planetários. O produtor e cineasta Fábio Almeida, a médica Simone e eu conversamos com os artistas gringos. Eles contaram que a música e as imagens foram pensadas juntas. Os desenhos projetados eram objetos como fitas cassetes filmadas. Depois, as imagens foram trabalhadas no computador. Toby misturou as cores e inseriu outros elementos. O DJ adaptou a música eletrônica para acompanhar a idéia de tocar dentro de um lugar que não é para dançar. Onde ele não está em um palco, em evidência. E sim, para viajar dentro daquele espaço científico. Em uma cúpula crescente.

7 comentários em “I: Cube Live at Planetarium”

  1. meu, vc não sai com a cabeça fervilhando depois dos nossos hhs? continuo adorando o blog.. e da próxima, avisa do evento antes 😛
    beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *