Dados inéditos de idosos com disfunções urinárias

Levantar-se à noite duas ou mais vezes para ir ao banheiro. Essa é uma das necessidades de 45,3% dos idosos entrevistados em pesquisa inédita realizada pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP). Os resultados revelam as principais queixas sobre disfunções urinárias e seus anseios por tratamentos para melhorar a qualidade de vida.
A pesquisa considerou 742 questionários respondidos de um total de cerca de 2.100 distribuídos junto a pessoas de 60 anos ou mais. O questionário compreendia 42 perguntas que avaliavam dados sócio-econômicos e a saúde urológica. Em relação às disfunções urinárias, a pesquisa considerou os parâmetros tradicionais como a urgência em urinar (17,9% sofre disso), freqüência (17,1%), necessidade de se levantar durante a noite para ir ao banheiro (45,3%) e perda urinária (17%). Como conseqüência, 15,9% usam fraudas em cinco ou mais dias na semana.
Essas pesquisas são importates porque a estimativa do tempo de vida está aumentando. Conversei com alguns médicos sobre o assunto. Eles disseram que é natural que apareça ou aumente o número dessas doenças – incluindo o Alzheimer e outras. Porém, ele contou que não precisamos nos preocupar muito. As pesquisas tendem a aumentar, gerando soluções. Também, porque a própria natureza irá se adaptar – e se acostumar – para vivermos mais e melhor. Espero ser como minha bizavó. Viver até 105 anos e com saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *