Londres e Nova York no mesmo espaço-tempo

O que não é a tecnologia unida a uma boa idéia? Coisa de artista-inventor… Um túnel virtual que conecta Nova York e Londres virou a sensação nas cidades! Ele possibilita a comunicação visual entre pedestres dos dois lados divididos pelo oceano Atlântico. A instalação do “Teletroscope”, criado pelo artista britânico Paul St. George, foi inaugurada na quinta-feira e ficará exposta até dia 15 de junho.
No “faz-de-conta” um túnel passa por dentro da terra – uma distância de 5.585 km – e, com o uso de espelhos, traz imagens de uma cidade para a outra. Porém, na realidade, o efeito é obtido por câmeras conectadas às fibras óticas. Quando alguém olha pelo “túnel”, vê gente na outra cidade. Ao acenar, as pessoas do outro lado fazem sinais de volta. Muitos escrevem mensagens em lousas para quem estiver na outra ponta responder. A obra-de-arte parece um gigante telescópio que saiu de dentro da terra. Ao lado das construções de madeira e lata estão relógios de sol, alavancas e termômetros.
A idéia do artista foi inspirada em anotações do avó – um excêntrico engenheiro chamado Alexander Stanhope St. George – que ele achou no sótão. Elas estavam abandonadas, esquecidas no tempo e empoeiradas. Paul leu e percebeu o valor histórico e cultural dos rascunhos que descreviam uma estranha máquina – veja ilustração abaixo. Essa máquina seria feita de espelhos como uma espécie de telescópio. Um túnel seria cavado entre cidades distantes. Os espelhos refletiriam as imagens de um lado ao outro.
Obs.: Apesar de ter passado ontem em um telejornal, esta matéria já estava programada para o blog. Se quiser saber mais sobre a obra clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *