Unifesp procura pessoas com insônia

O Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício (CEFE) da Universidade Federal de São Paulo busca voluntários para um novo estudo que pretende avaliar o efeito do exercício físico no padrão de sono de pacientes com insônia crônica primária – que se caracteriza pelo despertar precoce ou sono não restaurador. Não paga nada! É pesquisa. Os interessados devem entrar em contato com Giselle ou João Paulo, no telefone (11) 5572-0177 ou pelo e-mail insonia.exercicio arroba gmail.com. 
Atualmente, são utilizadas duas formas de terapia. O uso de medicamentos sedativo-hipnóticos que reduz a atividade cerebral e facilita a manutenção do sono. Entre os tratamentos não-farmacológicos, as terapias mais usadas são a cognitiva (psicologia), de controle de estímulos, restrição de sono, relaxamento, intenção paradoxal (terapia) e a higiene do sono (tipo manter ações para facilitar a noite).
O exercício físico é uma alternativa a todas essas formas de tratamento. Serão necessários 40 voluntários com insônia, do sexo feminino ou masculino, entre 30 e 55 anos. O estudo terá duração de 6 meses. Metade da população da cidade de São Paulo apresenta queixas de insônia crônica e 20% afirma ingerir medicamentos para dormir.
Dicas para dormir como uma pedra:

  • Manter horários constantes para dormir e acordar. Mudanças de hábitos, como nos finais de semana, podem atrapalhar o sono;
  • Dormir somente o necessário. Manter-se acordado e deitado por muito tempo na cama não melhora a qualidade do sono;
  • O quarto de dormir não deve ser utilizado para trabalhar, estudar ou comer;
  • Quem tem insônia deve evitar ler e assistir à televisão antes de dormir – para mim dá muito certo;
  • Não cochilar durante o dia. Entretanto, sestas habituais não atrapalham o sono;
  • Exercícios físicos devem ser feitos, no máximo, de seis a quatro horas antes de ir para a cama;
  • Procurar relaxar o corpo e a mente de sessenta a noventa minutos antes de deitar;
  • Nunca tentar resolver problemas antes de dormir – o sono é o melhor conselheiro;
  • Não tomar café, chá preto, chocolate ou qualquer bebida estimulante após as 17 horas;
  • Bebidas alcoólicas, embora ajudem a relaxar, perturbam a qualidade do sono;
  • Não fumar antes de dormir;
  • Fazer refeições mais leves;
  • Calor e frio excessivos alteram bastante o sono, portanto mantenha a temperatura do quarto agradável;
  • Ruídos podem ser a causa de um sono ruim.

Fonte: Unifesp.

3 comentários em “Unifesp procura pessoas com insônia”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *