Ciúme em excesso pode ser TOC

Essa eu não sabia… Dedico às namoradas e aos namorados ciumentinhos. Ele é um sentimento comum a todos nós. Pode estar presente em qualquer tipo de relacionamento, nos amorosos, nas amizades, das relações entre pais, filhos, irmãos. Porém algumas pessoas se queixam de controlar esse sentimento, mas ficam frustadas por não conseguirem.
O ciúme pode ser entendido como sendo um conjunto de pensamentos, emoções e ações que são desencadeados por algum tipo de ameaça ao relacionamento. As definições de ciúmes, geralmente, têm em comum três elementos: uma reação frente à ameaça do relacionamento, a existência de um rival real ou imaginário e visa eliminar os riscos de perda do amor.
Segundo Karen Camargo, psicóloga, o ciúme “normal” é transitório, específico e baseado em fatos reais. O excessivo possui uma preocupação infundada, irracional e descontextualizada. E aí que mora o perigo de Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).
Muitos ciumentos podem apresentar comportamentos de verificação – ligar constantemente, verificar se o parceiro estava falando a verdade, checar e-mails ou as chamadas no celular, entre outros. Sintomas próximos aos presentes no TOC. Mas as pessoas fazem isso porque são loucas ou querem o mal do outro? Não! Essas ações servem para diminuir a ansiedade presente no episódio ciumento.
“Os ciumentos muitas vezes se sentem arrependidos diante das atitudes excessivamente controladoras. E é nesse momento que muitos deles recorrem à terapia, principalmente, quando a relação já chegou ao limite. O medo da perda é o tema central do tratamento do ciúme excessivo, além da reavaliação do comportamento controlador”, diz.
Assim, muitos ciumentos sofrem em silêncio. Poucos sabem que pode fazer parte de um quadro de “excesso comportamental” que, geralmente, precisam de tratamento. “Neste sentido, o (a) parceiro (a) ou mesmo as pessoas envolvidas podem ser indicadores importantes para a busca de tratamento”, afirma a psicóloga.
InformaçõesKaren Camargo, psicóloga clínica.
Teste! Veja como é seu ciúmes aqui no Web Point Club – o meu deu que é “positivo”, “do bem” -, aqui no Interney ou aqui no CAT. Um é levemente diferente do outro. Sorte, ciumentinho.

3 comentários em “Ciúme em excesso pode ser TOC”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *