Einstein no Brasil, eu no Ibirapuera

Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.

Sábado, dia que mais adoro da semana, vou dedicar à ciência. Ossos do ofício… Pela manhã, verei um workshop sobre a indústria farmacêutica – só para jornalistas. À tarde, pretendo acompanhar a primeira da série de mesas-redondas organizadas pela Fapesp e pelo Instituto Sangari. Marcelo Leite, jornalista, será o mediador e lançará seu novo livro: “Ciência: use com cuidado”. Lá no Ibirapuera. Se tudo ocorrer bem, trago como foram os eventos na semana que vem.
Sobre a mesa-redonda: Até o final do ano, aos sábados, se debaterá o tema “O tempo em dois tempos”, sobre a noção do tempo e do espaço, com um físico e um pesquisador das ciências humanas. Aos domingos, na série “Muito além da relatividade”, físicos e escritores especializados em física do abordarão aspectos da vida, do contexto histórico e da obra de Einstein. Esses encontros fazem parte da programação que acompanha a exposição sobre o gênio. Confira a programação aqui.
Sobre a exposição: “Minha vida é uma coisa simples, que não interessa a ninguém”, disse, certa vez, Albert Einstein. Coitado, pleno engano. A exposição – localizada na antiga sede do Prodam, no Parque do Ibirapuera (SP), até dia 14 de dezembro – procura desvendar o homem por trás da ciência e apresenta suas teorias. Conta com objetos pessoais, fotos, fac-símiles de cartas e manuscritos e uma série de instalações interativas que usam tecnologia de ponta. Para completar a exposição, há diversas obras de arte de renomados artistas nacionais. Vista por mais de dois milhões de pessoas no mundo, a mostra foi ampliada e adaptada especialmente para o Brasil. Foram criadas duas novas seções: “Átomos” e “Einstein no Brasil”. Site do evento aqui.
Quero ir. Todo último domingo do mês é de graça. Hum… Vou economizar e adquirir mais conhecimento. Ah, no final, para variar, tem uma lojinha! Puts, AMO “quinquilharias” ou “souvenires” de museus e exposições. Em breve, haverá também uma loja pelo site. Tô perdida.
Confira as melhores frases do cientista – na minha modesta opnião, claro. São irresistíveis:

  • Deus não joga aos dados.
  • Temos o destino que merecemos. O nosso destino está de acordo com os nossos méritos.
  • Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito.
  • O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.
  • O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer.
  • A curiosidade é mais importante do que o conhecimento.
  • O segredo da criatividade é saber como esconder as fontes.
  • Se os factos não se encaixam na teoria, modifique os factos.
  • Não tentes ser bem sucedido, tenta antes ser um homem de valor.
  • Nem tudo o que pode ser contado conta, e nem tudo o que conta pode ser contado.
  • Eu nunca penso no futuro. Ele não tarda a chegar.
  • A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente.
  • Penso noventa e nove vezes e nada descubro; deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio – e eis que a verdade se me revela.
  • O homem erudito é um descobridor de factos que já existem – mas o homem sábio é um criador de valores que não existem e que ele faz existir.
  • A ciência sem a religião é coxa, a religião sem a ciência é cega.
  • Se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela.
  • A coisa mais difícil de compreender no mundo é o imposto profissional.
  • A fama é para os homens como os cabelos – cresce depois da morte, quando já lhe é de pouca serventia.
  • A religião do futuro será cósmica e transcenderá um Deus pessoal, evitando os dogmas e a teologia.
  • É a teoria que decide o que podemos observar.
  • Não se pode manter a paz pela força, mas sim pela concórdia.
  • Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos quando os criámos.
  • A imaginação é mais importante que a ciência, porque a ciência é limitada, ao passo que a imaginação abrange o mundo inteiro.
  • A realidade é apenas uma ilusão, ainda que muito persistente.
  • A educação é o que resta depois de se ter esquecido tudo o que se aprendeu na escola.

Fonte: Citador.

2 comentários em “Einstein no Brasil, eu no Ibirapuera”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.