Astrolábio mais preciso do mundo é no Brasil

astrolábio mais preciso
Calma, não se reprima! Segundo a Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo, o astrolábio  era um instrumento usado na Idade Média para fins astrológicos e astronômicos. Media a altura dos planetas, sol, lua e estrelas – enfim, dos astros – acima do horizonte. Também resolvia problemas geométricos – como calcular a altura de um edifício ou a profundidade de um poço. Hoje está obsoleto, arcaico. Mas não importa. O mais preciso dele é do Brasil, il, il.
Quem disse isso foi a empresa que o construiu. A multinacional alemã Festo – que faz equipamentos para automação industrial – afirma que o astrolábio mais preciso do planeta está na sede brasileira da corporação em São Paulo – imagem acima. Ele é 500 vezes mais exato que o da Catedral de Notre Dame, em Paris.
Os alemães, realmente, parecem gostar dos céus. A matriz brasuca ainda possui o Horologium Mundi – imagem abaixo. Trata-se de um calendário que marca os segundos, minutos, horas, dia da semana, dia do mês, mês e ano até o infinito! Quer dizer, levaram em consideração todos os acontecimentos especiais do calendário gregoriano – o nosso – até o ano de 4.900 d.C. Sabia que existe um ano bissexto adicional a cada 400 anos? Pois é, tá lá no Horologium Mundi – parece nome de feitiço do Harry Potter. Só não sei se podemos visitar as invenções. Acredito que para fins educacionais a empresa abre as portas.
Curiosidade marinha

tempo
O astrolábio náutico era uma versão simplificada que ajudava na localização em alto mar. Muitos exemplares espalhados pelo mundo foram fabricados em Portugal. Eles têm o nome ou marca do fabricante como Agostinho de Gois Raposo, Francisco Gois e João Dias. Poucos desses instrumentos “sobreviveram”, mas com o desenvolvimento da arqueologia subaquática foi possível recuperar alguns exemplares. Atualmente, há cerca de 80 astrolábios antigos pelo mundo e todos são registrados no Museu Marítimo de Greenwich. Além disso, passaram a ser conhecidos por um nome relacionado ao navio ou local onde foram encontrados. Fonte, Fundação Museu da Tecnologia de São Paulo.

Obs.: Esta semana colocarei aqui as fotos e as notas do primeiro Encontro de Weblogs Científicos em Língua Portuguesa (EWCLiPo). O Ministério da Ciência e Tecnologia foi o patrocinador, percebe? Também publicarei as fotos da entrega do chiclete Trident leiloado e do cometa Halley – vulgo Cauã Reymond. Aguarde e verás. Boa semana! Lembre-se: tempus fugit.

7 comentários em “Astrolábio mais preciso do mundo é no Brasil”

  1. Então, são apenas 80 astrolabios maritimos pelo mundo?? ..hmmm… tive o privilégio de ver um ao vivo (mas pelo vidro) no museu do farol … (não lembro o nome todo –shame on me) de Salvador. ..lá tem vários instrumentos marítimo recuperados de naufrágios, os quais fotografei para registro… embora não vá lembrar seus nomes, já que obviamente fiz trabalho pela metade e não anotei seus devidos RG’s…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *