Cientistas revelam mitos da medicina natalinos

Os pesquisadores Rachel C. Vreeman e Aaron E. Carroll incorporaram os “caçadores de mitos”, mas sem espírito natalino. Publicaram um artigo na revista científica British Medical Journal sobre as mentirinhas da medicina relacionadas com o Natal – que são vistas como verdade verdadeira até por próprios médicos. Como moramos num país tropical, selecionei os mitos mais próximos de nós. Por exemplo, de que interessa saber que é lenda que 45% do calor corporal é perdido pela cabeça? Só é bom para quem irá comemorar a data junto com as renas do Pólo Norte.
Veja o que parece verdade, mas não é:
Açúcar provoca hiperatividade em crianças. Mentira! Doze ensaios clínicos não detectaram diferenças no comportamento dos pequenos quando eles comem mais doces, chocolates ou frutas. Pode chupar cana-de-açúcar e tentar assoviar sem problema.
Suicídios aumentam durante as férias. Deve ser coisa de americano ou europeu. Bom, um estudo do Japão mostrou que a taxa de suicídio foi mais baixa nos dias anteriores e mais elevada após os feriados. No feriado em si, dá no mesmo que o resto do ano. Aliás, pode ser até mais baixa, visto que há apoio emocional de amigos e parentes. Mas claro que conheço muita gente que fica mais melancólica nessa época.
A planta poinsétia é venenosa. Lenda. Para quem não sabe, essa planta é aquela com folhas bem vermelhas sempre usadas – falta criatividade – para incrementar a decoração de Natal, principalmente de shoppings.
Comer à noite engorda. Essa nem eu apostava que era… mentira! Uma pesquisa realizada na Suécia constatou que as mulheres obesas comem mais à noite do que as não obesas. Além da pratada ser maior, elas faziam mais refeições diárias. Daí, parece que comer a noite engorda. Na realidade, independente do horário, o importante é consumir poucas calorias.
Ressaca tem cura. Nananinanão. Nenhuma prova científica ou intervenções eficazes mostraram que o problema tem “cura”. Logo, não adianta tomar remédios, glicose, suplementos dietéticos ou comer alcachofra (!). “A ressaca é causada por excesso do consumo de álcool. Assim, a forma mais eficaz de evitá-la é apenas consumindo com moderação ou mesmo não beber”.
Para ler o artigo inteiro clique aqui. Ho ho ho!

4 comentários em “Cientistas revelam mitos da medicina natalinos”

  1. Duas observações::
    1- Comer à noite engorda > Comer e ir dormir (mas não aquela siesta após o almoço) faz com que os carbohidratos ingeridos virem reserva, ou seja, gordura e são lindamente armazenados onde as mocinhas mais detestam… pois o organismo reduz o metabolismo e absorve somente o essencial para aquele momento. Agora, comer a noite e ir pra balada, com certeza não engorda 😉 Tudo depende se você vai gastar aquela fonte de energia ingerida.
    2- Ressaca tem cura > O alcool destrói os neuroniozinhos inocentes… principalmente se o corpitcho estiver despreparado, ou seja sem vitaminas e outros reguladores, para auxiliar o metabolismo a lidar com o alcool. …dai a pobre aracnóide lateja até nao poder mais… …uma boa maneira de aliviar a alcoolemia (vulgo tragoléu) é beber água, mas muita agua após a bebedeira… vai aliviar muito a ressaca. …mas o melhor mesmo, é beber na medida certa, e nunca com fome… no meu caso, só me dá ressaca aquelas vodcas que vem em garrafa plástica… que nem vodca de verdade é… …mas enfim… ninguem tem nada a ver com o nivel de sangue na minha corrente alcooooólica…. hehehehe
    Fallow 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *