Mariah Carey erra na matemática de Albert Einstein

Einstein poderia ficar sem essa. A capa do novo CD da norte-americana Mariah Carey tem: ela em pose de diva do cinema tampando as “vergonhas” com plumas de cisne pós-patinho feio, a clássica expressão facial “sou gostosa naturalmente”, “Mariah” escrito de forma super feminina e – tchan, tchan, tchan, tchan – a famosa equação E=mc². Você deve estar pensando, “ok, a capa ficou bonita”, mas o que a matemática tem a ver com isso?
A própria cantora explica: “emancipação é igual a Mariah Carey vezes Carey”. Ela quis dizer que seu novo álbum é livre de influências do mal e que, por isso, está repleto de Mariah Carey vezes ela mesma. Acontece que alguém esqueceu de explicar para a artista que o símbolo “²” significa “ao quadrado” e não “vezes dois”.
Bem que me segurei para não postar essa gafe que li no G1. Afinal, atire a primeira pedra quem nunca errou. Mas não aguentei! Daí, fuçando um pouco pela net, achei um site inglês cheio de foras sobre ciência cometidos por pessoas famosas e desmentidos – ou explicados verdadeiramente – por cientistas.
Até a Madonna falou bobagem. “Um dos maiores problemas que existem hoje no mundo é o lixo nuclear. Isso é algo com que estou envolvida e, por enquanto, com um grupo de cientistas buscando uma maneira de neutralizar a radiação”, disse a musa. O especialista Nick Evans contestou: “A radioatividade não pode ser ‘neutralizada’. Ela diminui no seu próprio ritmo. Não há soluções milagrosas”.
Quer ler mais gafes de famosos sobre ciência? Entre neste link do site Sense About Science  – mas está em inglês.
Afinal, o que significa E=mc²? Tem a ver com a famosa Teoria da Relatividade. Traduzindo a expressão matemática: energia é igual à massa multiplicada pela velocidade da luz ao quadrado. Entre outras coisas, graças a essa equação descobriu-se que nenhum objeto pode viajar mais rápido que a velocidade da luz. Agora, em coro, vamos cantar o refrão que adoro me esgoelar no karaokê:

I can’t live
if living is without you
I can’t live
I can’t give anymore
I can’t live
if living is without you
I can’t give
I can’t give anymore

21 comentários em “Mariah Carey erra na matemática de Albert Einstein”

  1. Não quero de forma nenhuma defender ninguém com este comment, mas…
    Quando você crítica o facto de a cantora explicar que E=mc² significa “emancipação é igual a Mariah Carey vezes Carey”, justificando que ‘alguém esqueceu de explicar para a artista que o símbolo “²” significa “ao quadrado” e não “vezes dois”’, tem duas hipóteses ou não se está a explicar bem ou não está a pensar bem. Porque c² é o mesmo que c vezes c (neste caso carey vezes carey). Ela não afirmou que emancipação é igual a MC vezes dois…
    O que você deveria criticar era o facto de ela não afirmar mariah vezes carey vezes carey.
    Existe ainda outra hipótese plausível… eu estou maluquinha de todo.

  2. Ana, tem razão. O “pecado” foi ela ter falado “vezes” no lugar do “ao quadrado” e não “mariah” vezes “carey” vezes “carey”. Afe, rs. No final, a discussão vai ser bárbara para ela! Multiplicará as vendas…

  3. Isis,
    Acho que você escorregou na edição. Quando você escreveu a frase de Carey, seu instinto impediu de cometer o mesmo erro e o escreveu praticamente correto. Por isto a Ana estranhou seu comentário. E na reportagem do G1 aparece o erro da moça: “emancipação é igual Mariah Carey vezes dois”.
    A música Without You, que você se esgoela no Karaokê na hora do refrão, sem dúvida mostrou a potência da voz de Mariah Carey. Eu nem sabia que era ela quem catava. Ooops. Aliás, esta música já foi muitas vezes regravada por vários cantores.

  4. Ana, Mariah Carey dissei sim que “emancipação é igual Mariah Carey vezes dois”. Vi essa frase entre aspas em outro site.É legal colocar uma equação na capa de um CD, mas não pode falar errado a equação.
    Fiquei sabendo que aquela famosa capa do disco do Pink Floyd que tem um prisma e várias cores
    estava errada nos primeiros discos que sairam. Eles não sabiam que as cores seguem uma sequência que é a mesma do arco iris do vermelhor ao violeta e colocaram as cores numa sequência qualquer.
    Abraço Isis

  5. Ah! Então se ela disse “emancipação é igual Mariah Carey vezes dois” você tem toda a razão. Tem apenas de corrigir essa frase aí no seu post.

  6. kakakaka senhordagloriaedoespiritosanto kakakaka
    Para que essa fórmula??? Sério, meu lado publicitário não vê nenhuma necessidade… e meu lado estatístico se retorce…
    Espero que não queiram fazer uma reforma na matemática por isso!
    Beijos e Feliz 2009 linda 😉

  7. Osame, isso que dá eu ficar criticando os outros, rs.
    Claudia, essa “divulgação científica” dela… Ai, ai.
    Tine, hahahaha. Feliz 2009 para você! E!!
    Gabriel, ae!!! Eu tô super correndo, final/ começo de ano é a época de organizar tudo, né? Beijocas

  8. Olá Isis!
    Voltando de férias (curtíssimas!), retomando a leitura dos meus blogs preferidos, percebo algumas “coincidências” ao ler o Xis-Xis:
    Coincidência 1 – neste post) Descobri, sem querer, em maio do ano passado, numa googlada sobre a equação E = m.c² de Einstein, o álbum (naquela época recém lançado) da cantora pop Mariah Carey. Não resisti e escrevi sobre o tema. Veja em http://fisicamoderna.blog.uol.com.br/arch2008-05-04_2008-05-10.html#2008_05-08_19_54_27-7000670-0. A idéia de relacionar Einstein e Mariah acabou virando questão de prova num curso universitário de Física Moderna em que leciono e também num material de Física Moderna que escrevi para o Sistema Anglo de Ensino.
    Coincidência 2 – primeiro post acima) No lugar onde fiquei em férias havia uma coleta seletiva de lixo bem organizada. Voltei com a idéia de implantar um sistema parecido numa das escolas onde leciono/coordeno. Vamos ver se vira. Mas antes tenho que convencer o mantenedor da escola …
    Coincidência 3 – segundo post acima) Como estive em férias no litoral (e estou a apenas um grau acima dos albinos) usei muuuuuito filtro solar e com FPS alto. Só não os bebi. Mas quase! 😀 Estive lendo sobre o assunto e sobre como muita gente faz mau uso destes produtos que não podem ser economizados na hora da aplicação ou acarreta-se o risco real, físico, de uma “película” menor e, consequentemente, a diminuição do fator de proteção.
    Acho que cheguei aqui “bem no clima”! Não?
    Abraço. E um SUPER 2009 que já vem com tudo!!!

  9. Achei a ideia dela bem original, e lógica. É um cd muito gostoso de se escutar. Ela sabe agradar o público muito bem. Quem não gosta dela que se f***. Força E=MC2!

  10. Que confusão!
    Mas é aquilo: os puristas podem dizer o que quiserem, mas a Mariah Carey não tem que conhecer a teoria da relatividade, independente de usar ou não nas suas divulgações. Ela usou, errou na explicação e, talvez por isso mesmo, criou mais buzz. Ponto pra ela!
    Se as criancinhas são educadas pelos ídolos do rock ou qualquer coisa que o valha, é porque quem entende de ciência não conseguiu mostrar quão interessante e recompensadora pode ser a descoberta científica. E, claro, é muito mais fácil culpar a cantora que o professor ou o pesquisador…
    Isis, parabéns! (com ou sem erro) A discussão está acontecendo por causa de espaços como esse.

  11. È uma cantora que usa a voz com o coraçao e isso é indiscutível. Vai demorar muito pra surgir uma artista que co-escreveu, praticamente todas as suas canções.

  12. Eu num sei de nada, só sei q esse cd eh massa!!!!!!!!!!!!!!!!
    super hiper mega perfeito…
    comu dizem…
    eh mara ²
    i tuh venha dizer alguma coisa!
    =P
    shauhsauuashuhsuhsausahuhsa
    fuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.