Notículas científicas

Jogo
Semana passada viajei para o interior e adivinhe… Só choveu! Para passar o tempo nas horas de maior pé d’água: Jogo da Enciclopédia. Não sou fã de tabuleiros, pois minha agitação impede. Mas esse é bem interessante para aprender um pouco sobre ciência e conhecimento geral. Basicamente, funciona assim. Uma pessoa lê uma pergunta e todos os participantes tem que elaborar uma resposta. Quem chegar mais perto ganha pontos, as respostas mais votadas dão pontos ao autor e quem votar na certa também. O bizarro – e hilário – são as respostas corretas e, claro, o que as pessoas escrevem. Para ter uma idéia, na minha vez escolhi a pergunta: O que significa kkk? “Quando um gago fala quero ca-ca-cagar”,  resposta mais bizarra. Ainda bem que hoje, aqui na praia, está um sol e um mar esmeraldo de fazer inveja aos deuses.
Cidade da Ciência
No Rio Grande do Norte, mais especificadamente na BR-101, começaram as obras de construção da Cidade da Ciência. Estão na fase de corte e aterro da área, um terreno com cerca de 30 mil metros quadrados. “O projeto Cidade da Ciência não vem com a pretensão de substituir a escola, mas somar-se aos esforços dela para produzir conhecimento”, diz Helder Macedo, técnico da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern) e um dos responsáveis pelo gerenciamento do projeto. O complexo será estruturado em três espaços: Planetário, Casa da Ciência e Parque do Conhecimento. Os investimentos previstos são de R$ 13 milhões, sendo parte dos recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia e outra parte do Governo do Estado. Leia mais sobre a “cidade” aqui.
Mudanças climáticas na agricultura do BR
Reinhold Stephanes, ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, afirmou que a biotecnologia vai ajudar o Brasil a enfrentar os efeitos do aquecimento global na agricultura. Segundo o ministro, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vem desenvolvendo estudos de adaptação genética nos quais as plantas se tornarão mais resistentes. Assim, genes de plantas típicas do cerrado brasileiro poderão ser transferidos, permitindo que culturas como a da soja, por exemplo, sobrevivam longos períodos sem chuva. O ministro acredita que as mudanças climáticas terão início no Sul do Brasil e que o Centro-Oeste não será atingido pelo aquecimento neste século, pois tem potencial para a irrigação. “No cerrado é possível até quadruplicar a produção, utilizando corretamente a água”, afirmou. De acordo com Stephanes, o perfil da produção agrícola brasileira não sofrerá grandes mudanças pela alteração do clima, assim como o modelo das propriedades rurais. Ele prevê, no entanto, que será preciso desenvolver mais tecnologias para aumentar as variedades plantadas em áreas menores e com maior rendimento por unidade. Mas preservar o meio ambiente ninguém quer, né? Hunf.
Acordo Ortográfico
Ano Novo. Grafia nova. Já se acostumou a escrever “ideia” sem acento? Eu que não! Mas essa é a estreia heroica sem paranoia feita por uma assembleia com plateia. Pegou? Bom finde! Agora vou pasmar. Afinal, amo o mar.

2 comentários em “Notículas científicas”

  1. 1) Sou fã destes joguinhos, principalmente em período de férias..não conhecia este, é uma ótima dica.
    2) Muito bom saber à respeito da Cidade da Ciência..e melhor ainda é que estou com possibilidades de fazer mestrado este ano em Natal – RN, será que falta muito pra ficar pronta?
    3) Este é mais um caso de remediação = 10. Prevenção = 0. * Bom seu comentário no final, senão ia parecer que estava achando lindo e maravilhoso, hehe.
    4) Gostei do que citou. Bem, escrevi este comentário sem qualquer cuidado com as novas regras. Que tal me corrigir?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.