Macaca é famosa na Inglaterra

Essa é para começar a semana com a macaca! Explorando o fantástico mundo da internet, acabei caindo no site do zoológico de Londres. Além da página ser gracinha e útil – veja aqui -, o zoo possui um canal de vídeos no Youtube – ali. Dentro dele, o diário da macaquinha chamada Conchita ainda é um sucesso. Sua vida documentada em vídeo alcançou 350.000 acessos. Da espécie mangabei-da-nuca-branca ou Cercocebus atys lunulatus – nome científico -, nasceu no ano passado. Parece um bebê humano. É impressionante e impossível não se apaixonar. Veja o diário e leia a história dela aqui. Só para constar, outro vídeo cutcho-cutcho é esse aqui, de corujas nenês.
[youtube=http://br.youtube.com/watch?v=YZ7XsXPelrg]
Tudo isso começou porque… Como todos os anos, um funcionário abre sua caderneta de anotações e sai zoológico adentro. Contando, pesando e medindo os bichinhos. Até as formigas são somadas no censo animal. Neste caso, para facilitar, os inspetores podem contar por colônia e não uma a uma. Segundo o jornal britânico “Times Online”, os suricatas – essa palavra remete à incansável série que passou milhares de vezes na TV por assinatura sobre uma família desses em pé animais – deram um trabalhão. Os malditos cavaram uma cova profunda. Em seguida, esconderam seus filhotes dentro dela. Leia matéria aqui.
Aliás, em terras tupiniquins também houve contagem de bichinhos. E qual não foi a surpresa quando se notou que faltavam três aves? Pois é. No zoológico do Rio de Janeiro, três papagaios-do-mangue, um araçari-banana e uma arara-canindé sumiram. Matéria aqui. Um absurdo!
Obs.: Acabou a votação dos melhores blogs de ciência. O Xis-xis ficou em segundo lugar. Obrigada pelos votos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *